A contribuição da agroecologia para o desenvolvimento regional sustentável

Autores

Palavras-chave:

Agroecologia. Sustentabilidade. Desenvolvimento Regional Sustentável.

Resumo

A Agroecologia se apresenta como uma alternativa de produção de alimentos saudáveis diante do sistema agroalimentar hegemônico: industrializado, globalizado e dominante. Evidencia-se como um sistema alternativo, adotando um novo paradigma científico, baseado na ciência da complexidade, contrapondo-se ao pensamento mecanicista e determinista da ciência moderna. Nesse sentido, este artigo é resultado de um estudo que teve como objetivo identificar quais são os papéis desempenhados pela Agroecologia nos processos de Desenvolvimento Regional Sustentável. Buscou-se: a) compreender a Agroecologia como um sistema de produção e como um novo paradigma da ciência; e, b) analisar os papéis desempenhados pela Agroecologia nos processos de Desenvolvimento Regional. O estudo se justifica pela necessidade de fomento ao debate sobre a transformação dos sistemas de produção de alimentos devido à perspectiva de insustentabilidade do modelo hegemônico que ameaça todas as formas de vida do planeta, bem como pela importância da discussão sobre as estratégias de Desenvolvimento Regional Sustentável pautadas na valorização do espaço rural e da produção de alimentos saudáveis.

Biografia do Autor

Milena Demétrio, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Bacharel em Ciências Econômicas.

Wilson Itamar Godoy, Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Doutorado em Agronomia. 

Angelica Servegnini de Wallau, Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Engenheira Agrônoma. 

André Luiz Simonetti, Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Engenheiro Agrônomo.  

Referências

AMARAL FILHO, Jair do. A endogeneização no desenvolvimento econômico regional e local. IPEA, [S.l.], n. 23, 2001. Disponível em: <https://www.ipea.gov.br/ppp/index.php/PPP/about/editorialPolicies#focusAndScope>. Acesso em: 8 jan. 2021.

BECK, Ulrich. Sobre a Lógica da Distribuição de Riqueza e da Distribuição de Riscos. In: BECK, Ulrich. Sociedade do Risco: Rumo a Outra Modernidade. São Paulo: Editora 34, 1986. p. 23-60.

BIASE, Laura de. A articulação entre o campesinato e agroecologia: espaços femininos e masculinos. Cadernos de campo – Revista de Ciências Sociais, São Paulo, n. 13, p. 177-199, 2010.

BENINI, Maria Luiza de Andrade; JÚNIOR, Roberto Donato da Silva. Traçando possibilidades metodológicas para os desafios dos estudos do consumo na agroecologia. Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, v. 27, n. 2, p. 352-370, jun. 2019. Disponível em: <https://revistaesa.com/ojs/index.php/esa/article/view/ESA27-2_tracando_possibilidades > Acesso em: 8 jan. 2021.

CAMPANHOLA, Clayton; VALARINI, Pedro José. A agricultura orgânica e seu potencial para o pequeno agricultor. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v. 18, n. 3, p. 69-101, set./dez. 2001.

CAPORAL, Francisco Roberto; COSTABEBER, José Antônio. Análise Multidimensional da Sustentabilidade: uma proposta metodológica a partir da agroecologia. Agroecol. e Desenv. Rur. Sustent, Porto Alegre, v. 3, n. 3, p. 70-85, jul./set. 2002.

CAPORAL, Francisco Roberto; COSTABEBER, José Antônio; PAULUS, Gervásio. Agroecologia: matriz disciplinar ou novo paradigma para o desenvolvimento rural sustentável. In: CAPORAL, Francisco Roberto; AZEVEDO, Edisio Oliveira de (Org.). Princípios e perspectivas da Agroecologia. Paraná: IFPR, 2011. P. 13-39.

CAPRA, Fritjof. A Teia da Vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. Tradução de Newton Roberval Eichemberg. São Paulo: Cultrix, 2006.

FLORIANI, Nicolas; FLORIANI, Dimas. Saber Ambiental Complexo: aportes cognitivos ao pensamento agroecológico. Rev. Bras. de Agroecologia, Porto Alegre, 5(1): 3-23 (2010).

GAZOLLA, Marcio; SCHNEIDER, Sérgio. Cadeias curtas e redes agroalimentares alternativas. Porto Alegre: UFRGS, 2017.

GOMES, João Carlos Costa. As bases epistemológicas da Agroecologia. In: CAPORAL, Francisco Roberto; AZEVEDO, Edisio Oliveira de (Orgs.). Princípios e perspectivas da Agroecologia. Paraná. Paraná: IFPR, 2011. P. 13-39.

GLIESSMAN, Stephen. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. 4. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

HECHT, Susanna. A evolução do pensamento agroecológico. In: ALTIERI, Miguel. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. Guaíba: Agropecuária, 2002. p. 21-52.

MALUF, Renato Sérgio. Mercados agroalimentares e agricultura familiar no Brasil: agregação de valor, cadeias integradas e circuitos regionais. Ensaios FEE, Porto Alegre: FEE, v. 25, n. 1, p. 299-322, abr. 2004. Disponível em: <https://revistas.dee.spgg.rs.gov.br/index.php/ensaios/article/view/2061>. Acesso em: 29 jul. 2020.

MARINI, Marcos Júnior et al. Avaliação da contribuição de arranjos produtivos locais para o desenvolvimento regional. Revista Bibliográfica de Geografia y Estudos Sociales, Barcelona, v. 17, n. 996, p. 1-24, out. 2012.

NEPOMOCENO, Taiane Aparecida Ribeiro; PIETROBON, Alex Junior. A agroecologia como um aporte para o desenvolvimento rural sustentável. Semana Acadêmica, Fortaleza, n. 132, v. 1, p. 1-18, 2018. Disponível em: <https://semanaacademica.com.br/system/files/artigos/a_agroecologia_como_um_aporte_para_o_desenvolvimento_rural_sustentavel.pdf>. Acesso em: 7 jan. 2021.

PACHECO, Maria Emília Lisboa. Sistemas de produção: uma perspectiva de gênero. Proposta, Rio de Janeiro, v. 25, n. 71, p. 30-38, 1997.

PASQUALOTO, Nayara; GODOY, Wilson Itamar; VERONA, Luiz Augusto Ferreira. Agricultura familiar e Agroecologia: um olhar sobre o caminhar da juventude rural no sudoeste paranaense. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 3, n. 8, p. 72-79, 2013.

PETERSEN, Paulo. A agroecologia e a superação do paradigma da modernização. In: NIERDELI, Paulo André; ALMEIDA, Luciano de; VEZZANI, Fabiane Machado. Agroecologia: práticas, mercados e políticas para uma nova agricultura. Curitiba: Kairós, 2013. p. 69-104.

SACHS, Ignacy. Desenvolvimento: includente, sustentável, sustentado. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

SASSATELI, Roberta. Contestação e consumo alternativo: a moralidade da comida. Tessituras, Pelotas, v. 3, n. 2, p. 10-34. jul./dez. 2015.

SEVILLA-GUZMÁN, Eduardo; OTTMANN, Graciela. Las dimensiones de la Agroecología. Manual de olivicultura ecológica. Córdoba: Universidade de Córdoba, 2004. P.11- 26.

SILIPRANDI, Emma. Mulheres e Agroecologia: transformando o campo, as florestas e as pessoas. Rio de Janeiro: UFRJ, 2015.

SOUZA, Altamir da Silva et al. A obsolescência planejada: uma reflexão frente aos problemas socioambientais do planeta. In: XXVII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 27., 2007, Foz do Iguaçu. Anais [...] Foz do Iguaçu: Enegep, 2007.

TRICHES, Rozane Marcia. Dietas saudáveis e sustentáveis no âmbito do sistema alimentar no século XXI. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 44, n. 126, p. 881-894, 2020.

WEZEL, Alexander et al. Agroecology as a science, a movement and a practice: A review. Agron. Sustain. Dev., [S. l.], v. 29. p. 503-515, 2009.

Downloads

Publicado

2022-03-15