Uso de modelos de negócios na agricultura familiar como ferramenta para auxiliar o acesso aos mercados: os produtores de cacau da região de Macará, no Equador

Autores

Palavras-chave:

Agricultura familiar, Equador, Construção social de mercados, Canvas

Resumo

A agricultura familiar representa um importante papel na produção de alimentos saudáveis e para a sustentabilidade do planeta ao se contrapor ao modelo concentrador que dissemina a desigualdade social e destrói o meio ambiente.  Para tanto, os agricultores familiares, bem como os povos tradicionais, lançam mão de outros arranjos de comercialização de seus produtos, se inserindo em construções sociais de mercados que valorizam a confiança e a reciprocidade. É nesse sentido que esse artigo tem como objetivo analisar como os produtores de cacau da microrregião de Macará, na província de Loja, Equador, acessam mercados. Para tanto foi utilizada a ferramenta Canvas de modelos de negócios adaptada aos agricultores familiares e a noção de mercados como construção social. Como resultado observou-se que os produtores acessam mercados de proximidade e mercados locais e territoriais por meio da venda direta na propriedade, entregas locais, eventos e feiras locais. Verificou-se ainda, o destaque para a agregação de valor de seus produtos por meio das técnicas artesanais de preparo, o trabalho familiar e a questão da saúde através da alimentação. Outrossim, percebeu-se que os valores sociais, ambientais e econômicos presentes no cotidiano dos produtores contribuem para a construção desses modelos de negócios e para a participação e permanência em alguns circuitos de mercados.

Biografia do Autor

Raimundo Christian Oliveira Soares, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UniOeste).

Doutorando em Desenvolvimento Rural Sustentável na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UniOeste). Bolsista CAPES.

Ronie Peterson Silvestre, Universidade Federal de Rondônia (UniR)

Doutorando em Desenvolvimento Rural Sustentável pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UniOeste). Professor da Universidade Federal de Rondônia (UniR).

Referências

ABRAMOVAY, R. Entre Deus e o diabo: mercados e interação humana nas ciências sociais. Tempo Social, v. 16, n. 2, 2004. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ts/a/3LmcpgxF9M4vKSsBm4nLCPB/abstract/?lang=pt>. .

ALVES, E.; LOPES, M.; CONTINI, E. SEÇÃO II Artigos de Política Agrícola. Revista de Política Agrícola, v. 03, n. 1, p. 1–21, 1999. Disponível em: <https://seer.sede.embrapa.br/index.php/RPA/article/view/678/632>. .

AMARO, José Raimundo Nagel e VERGARA, Camilo Esteban Martinez. Serie estudios para la innovación fia Desarrollo de Modelos de Negocios de Base Asociativa para la Agricultura Familiar Campesina Frutícola de Chile. Fundación para la Innovación Agraria Santiago, Chile, 2015.

AULETTA, Nunzia. El Canvas de los Negocios Inclusivos. Universidad de Los Andes: Observatorio Scala, 2018.

AVENI, Alessandro. Canvas social: tecnologia para modelar a missão e os impactos do terceiro setor. Revista JRG de Estudos Acadêmicos. 2018, volume I, n.2, ISSN: 2595-1661.

BONAZZI, Fábio Luiz Zandoval; ZILBER, Moises Ari. Inovação e Modelo de Negócio: um estudo de caso sobre a integração do Funil de Inovação e o Modelo Canvas. Revista Brasileira de Gestão de negócios, São Paulo, v. 16, n. 53, p. 616-637, out./dez. 2014.

BUAINAIN, A. M.; ALVES, E.; SILVEIRA, J. M. DA; NAVARRO, Z. Sete teses sobre o mundo rural brasileiro. Revista de política agrícola, v. 22, n. 2, p. 105–121, 2013. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/964720/1/SETETESESSOBREOMUNDORURALBRASILEIRO.pdf>. .

BURKETT, Ingrid. Using the Business Model Canvas for Social Enterprise Design. The Yunus Centre. 2013.

CERANTOLA, Nicola. Ecologing: circular economy. Disponível em: https://ecologing.es/en/. Acesso em 08/11/2021.

COST-Action Urban Agriculture Europe. .Disponível em: <http://www.urban-agriculture-europe.org/>. Acesso em: 2/10/2020.

DAOU, Alain et al. The Ecocanvas as a business model canvas for a circular economy. Journal of Cleaner Production 258, 2020.

DRUCKER, Peter F. Introdução à administração. 3ª Ed. São Paulo: Thompson Pioneira, 2002.

GRANOVETTER, M. Economic Action and Social Structure: The Problem of Embeddedness. Disponível em: <https://www.jstor.org/stable/2780199>. Acesso em: 21/7/2021.

KOTLER, Philip. Administração de marketing. 14. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

LIU, S. Business Characteristics and Business Model Classification in Urban Agriculture Business Characteristics and Business Model Classification in Urban AgricultureJournal, 2015. Disponível em: <https://edepot.wur.nl/343326>. .

MATTE, A. DIFERENTES ABORDAGENS ANALÍTICAS PARA ESTUDOS DE MERCADOS DA PECUÁRIA. Extensão Rural, v. 25, n. 4, p. 71–88, 2018. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/extensaorural/article/view/31971>. .

NAVARRO, Z.; PEDROSO, M. T. M. a Agricultura Familiar No Brasil: Da Promessa Inicial Aos Impasses Do Presente. Revista Economica do Nordeste, v. 45, n. especial, p. 7–20, 2014. Disponível em: <https://www.bnb.gov.br/revista/index.php/ren/article/view/495/391>. .

OSTERWALDER, A.; PIGNEUR, Y.; MOVEMENT, T. Inovação em Modelos de Negócios. Alta Books ed. Rio de Janeiro, 2011.

PÖLLING, B.; PRADOS, M. J.; TORQUATI, B. M.; et al. Business models in urban farming: A comparative analysis of case studies from Spain, Italy and Germany. Moravian Geographical Reports, v. 25, n. 3, p. 166–180, 2017.

PRA, Marlene, Eric Sabourin, Paulo Petersen, e Luciano Silveira. Lógicas e estratégias de comercialização na agricultura familiar do Agreste da Paraíba. Estudos Sociedade e Agricultura, abril de 2016, vol. 24, n. 1, p. 5-27, ISSN 1413-0580.

RAASCH, Valdir Raymundo; SCHOLZ, Robinson Henrique. Design de Negócios Canvas como tecnologia social para implantação e gestão de hortas comunitárias urbanas. Otra Economía, vol. 13, n. 23: 126- 144, enero-junio 2020. ISSN 1851-4715.

RADWANSKI, E. M.; CIOCE SAMPAIO, C. A.; CARMO MARTINS SOBRAL, M. DO. Agregação De Valor À Agricultura Familiar: Uma Alternativa Para O Desenvolvimento Territorial Sustentável. Redes, v. 19, n. 3, p. 74, 2014.

RECASENS, X.; PRADOS, M. JOSE; ALFRANCA, O. Agricultura urbana y sistema agroalimentario. análisis comparado en las áreas metropolitanas de barcelona y sevilla. , , n. September, 2016. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/320596565>. .

RODRIGUES, Vivian Cândido; LOPES, Humberto Elias Garcia. The limits of the business model canvas as a dynamic framework. SMS São Paulo Conference, 2018.

VAN DER SCHANS, J. W. Business models urban agriculture. Wageningen University & Research, p. 8, 2015. Disponível em: <https://www.wur.nl/upload_mm/f/3/6/fb858e59-2190-46d9-8fe7-f293efd8c0a8_MFL_Business models urban agriculture. Juni 2015 Small.pdf>. .

SCHNEIDER, S. Mercados e agricultura familiar. In: S. Schneider; M. A. Conterato; F. C. Marques (Orgs.); Construção de mercados e agricultura familiar: desafios para o desenvolvimento rural. 1o ed, p.93–140, 2016. UFRGS.

SILVA, Patrício Lourenço da et al. Ferramentas de gestão para o fortalecimento de empreendimentos solidários de agricultura familiar: o caso do Sítio Caboclo. IX EGEPE. Passo Fundo, RS. 16 a 18 de março de 2016.

SOARES, Raimundo Christian Oliveira. Agroindústria na tríplice fronteira Brasil/Paraguai/Argentina: análise de unidades produtivas familiares agrícolas (UPFs) e o território no município de Foz do Iguaçu através do modelo de negócios canvas. Dissertação (Universidade Federal da Integração Latino-americana - Programa De Pós-graduação Em Políticas Públicas E Desenvolvimento) 2021.

TEIXEIRA, Lucas De Carvalho Marinho; LOPES, Humberto Elias Garcia. Aplicação do modelo canvas para o modelo de negócios do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Revista Gestão & Tecnologia, Pedro Leopoldo, v. 16, n.2, p. 73-99, mai./ago. 2016.

WILKINSON, J. Sociologia econômica, a teoria das convenções e o funcionamento dos mercados: "inputs" para analisar os micro e pequenos empreendimentos agroindustriais no Brasil. Ensaios FEE, v. 23, n. 2, p. 805–824, 2002. Disponível em: <https://core.ac.uk/download/pdf/235711746.pdf>. .

Downloads

Publicado

2022-11-08

Edição

Seção

Artigos