Teoria do capital social e o cluster têxtil de Blumenau/SC: um estudo de caso das empresas e instituições locais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26767/colóquio.v18i4.2212

Resumo

O propósito deste artigo é compreender os benefícios gerados entre os sujeitos que compõem o cluster têxtil de Blumenau, nas dimensões estrutural, relacional e cognitiva do capital social. Por meio de entrevistas com gestores de empresas e instituições, foram identificadas as vantagens do cluster e os ganhos individuais e coletivos do relacionamento entre os agentes. Os benefícios mais relatados foram disponibilidade de mão-de-obra qualificada, acesso facilitado a fornecedores/insumos, participação em núcleos de inovação da Associação Empresarial local e acesso a cursos e treinamentos especializados.  Há também indicações de clientes e fornecedores potenciais em feiras especializadas, evidências de compartilhamento do conhecimento, organização de eventos comerciais e garantia de conformidade entre os programas de treinamento oferecidos pelas instituições de ensino e as expectativas das empresas.  Por outro lado, aspectos como falta acesso às informações de outras empresas para benchmarking, melhoria da imagem das empresas e acesso aos mercados externos podem ser melhorados.

Biografia do Autor

Graziela dos Santos Bento, Professora na Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB).

Doutoranda em Ciências Contábeis e Administração (FURB).

Ronaldo Leão de Miranda, (FURB)

Doutorando em Ciências Contábeis e Administração (FURB).

Mohamed Amal, Professor do Programa de Pós-Graduação em Administração da Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB).

Pós-Doutorado em Desenvolvimento Sustentável (Columbia University/USA). Doutorado em Engenharia de Produção (UFSC).

Referências

ARAGÓN, C. et al. A social capital approach for network policy learning: The case of an established cluster initiative. European Urban and Regional Studies, v. 21, n. 2, p. 128–145, 2014.

COLEMAN, J. S. Social capital in the creation of human capital. American journal of sociology, v. 94, p. S95-S120, 1988.

CHEN, S.-T.; HAGA, K. Y. A.; FONG, C. M. The effects of institutional legitimacy, social capital, and government relationship on clustered firms’ performance in emerging economies. Journal of Organizational Change Management, v. 29, n. 4, p. 529–550, 2016.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed: Bookman, 2010.

DE MELO, P. T. N. B.; REGIS, H. P.; VAN BELLEN, H. M. Princípios epistemológicos da teoria do capital social na área da administração. Cadernos EBAPE. BR, v. 13, n. 1, p. 136-164, 2015.

ELVEKROK, I. et al. Firm innovation benefits from regional triple-helix networks. Regional Studies, v. 52, n. 9, p. 1214–1224, 2018.

ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The dynamics of innovation : from National Systems and ‘“ Mode 2 ”’ to a Triple Helix of university – industry – government relations. Science And Technology, v. 29, n. 2, p. 109–123, 2000.

FARIA, J. R. Location Clusters, FDI and Local Entrepreneurs: Consistent Public Policy. Journal of the Knowledge Economy, v. 7, n. 4, p. 858–868, 2016.

FARINA, M. C. et al. Análise de redes sociais no Arranjo Produtivo Local dos ramos têxtil e de confecções da região da grande São Paulo a partir de uma visão de governança. Gestão & Regionalidade, v. 33, n. 98, p. 36–52, 2017.

GRESS, D. R. Cluster considerations and Korean subsidiaries in the US. GeoJournal, v. 76, n. 6, p. 661–673, 2011.

GRANOVETTER, M. Problems of explanation in economic sociology. In: NOHRIA, N. Nohria; ECLES, R. G. (Eds.). Networks and organization: structure, form and action. Boston: HBS Press, 1992. p. 25-56.

GRANOVETTER, M. Economic action and social structure: the problem of embeddedness. American Journal of Sociology, v. 91, n. 3, p. 481-510, 1985.

LINDQVIST et al. The Cluster Initiative Greenbook 2.0. Stockholm: Ivory Tower Publishers, 2013.

MATHEWS, M. Managing local supplier networks: conflict or compromise? Regional Studies, v. 52, n. 7, p. 890–900, 2018.

MOLINA-MORALES, F. X.; MARTÍNEZ-CHÁFER, L. Cluster Firms : You ’ ll Never Walk Alone. n. October, p. 37–41, 2014.

MONDINI, V. E. D.; AMAL, M.; GOMES, G. Influência dos recursos do cluster no desempenho inovador de empresas têxteis. BASE - Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, v. 13, n. 4, p. 279–293, 2016.

NALEBUFF, B. J.; BRANDENBURGER, A. M. Co-opetição. Rio de Janeiro: Rocco, 1996.

NAHAPIET, J.; GHOSHAL, S. Social capital, intellectual capital, and the organizational advantage. Academy of Management Review, v. 23, n. 2, p. 242-266, 1998.

NEWBERY, R. et al. Sustaining business networks: Understanding the benefit bundles sought by members of local business associations. Environment and Planning C: Government and Policy, v. 34, n. 7, p. 1267–1283, 2016.

PITTAWAY, L. et al. Networking and innovation: a systematic review of the evidence 200. International Journal of Management Reviews, v. 5–6, n. 3–4, p. 137–168, 2004.

PORTER, M. E. Clusters and the New Economics of Competition. Harvard Business Review, n. November-December, 1998.

RODRIGUES, M. A. et al. Identificação e análise espacial das aglomerações produtivas do setor de confecções na região Sul. Economia Aplicada, v. 16, n. 2, p. 311–338, 2012.

SÖLVELL, Ö.; LINDQVIST, G.; KETELS, C. The Cluster Initiative Greenbook Foreword by. [s.l.] Ivory Tower Publishers, 2003.

SÖLVELL, Ö.; WILLIAMS, M. Building the Cluster Commons. Stockholm: Ivory Tower Publishers, 2013.

SOHN, A. P. L. et al. Aprendizagem interorganizacional: estudo sobre os canais de transmissão de conhecimento em clusters têxteis e de vestuário no Brasil e em Portugal. Revista Alcance, v. 21, n. 4, p. 777-796, 2014.

TSAI, W.; GHOSHAL, S. Social capital and value creation: The role of intrafirm networks. Academy of management Journal, v. 41, n. 4, p. 464-476, 1998.

VICEDO, J. C.; VICEDO, J. C. Industrial Clusters, Innovation and Universities – The Role of the University in a Textile Cluster. International Journal of Business and Social Science, v. 2, n. 8, p. 267–275, 2011.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Edição

Seção

Artigos