Conquistas e perdas dos atingidos pela Usina de Salto Caxias: o caso da comunidade Nova União em Cascavel (PR)

Emerso Cristani da Cunha, João Edmilson Fabrini

Resumo


Vivemos em um período de constantes transformações mundiais, que requerem um aparato de recursos, naturais e humanos, intensos. Essas transformações, às vezes, impactam diretamente em grupos, povos, ou seja, acabam, de alguma forma, provocando transtornos, desde os mais simples aos mais complexos. A construção de uma usina hidrelétrica provoca mudanças nos aspectos geográfico, econômico e social da região onde ocorre. Em Salto Caxias, não foi diferente. Várias famílias foram retiradas de suas casas, tendo, com isso, que buscar outros caminhos em novas terras. Essas pessoas organizaram-se e formaram um movimento social, a Crabi, que se tornou uma importante ferramenta de enfrentamento e conseguiu muitas conquistas para os envolvidos. Essas conquistas foram a terra, a infraestrutura, o aprendizado político e a ajuda mútua. As perdas foram as dos laços de amizade e parentesco, da ligação com a terra onde moravam, das práticas agrícolas convencionais e o rompimento de relações com o comércio local. Portanto, houve conquistas e perdas, pois o processo é contraditório.

Texto completo:

PDF

Referências


COPEL - COMPANHIA PARANAENSE DE ENERGIA. Disponível em: . Acesso em: 3 mar. 2014.

SEAB/DERAL - SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO/DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL. Preços Anuais de Terras Agrícolas. 2014.

DERROSSO, Giuliano; ICHIKAWA, Elisa Yoshie. O papel da Crabi no assentamento dos ribeirinhos atingidos pela construção da hidrelétrica de Salto Caxias no estado do Paraná. Revista de Administração Pública (Impresso), v. 47, p. 133-155, 2013.

MAB. Coletivo de Educação do MAB: textos de aprofundamento e debate. Brasília: ANAB, 2008.

MARONI, João. Projeto águas do amanhã. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2014.

OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino. Modo de Produção Capitalista, Agricultura e Reforma Agrária. São Paulo: FFLCH, 2007.

RIBEIRO, Maria de Fátima Bento. Memórias do concreto: vozes na construção de Itaipu. Cascavel: Edunioeste, 2002.

SCHERER-WAREN. Ilse. Movimentos sociais no Brasil contemporâneo. História. Debates e tendências, v. 7, n. 1, p. 9-21, jan./jun. 2007. (Publ. 2o sem. 2008).




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v12i1.221

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.