A ocupação de espaços rurais no município de Osório-RS

Vítor André da Silveira Duarte, Amanda da Silveira Duarte Gomes, Victor Fernandez Nascimento, Marlise Amália Reinehr Dal Forno

Resumo


Sabe-se que cerca de 85% da população brasileira reside em áreas consideradas urbanas as quais têm se expandido e alcançado cada vez mais territórios rurais. Neste estudo fez-se um levantamento de temas relacionados à urbanização, ruralidade e com a nova ruralidade. Como área de estudo escolheu-se quatro loteamentos localizados nas áreas periféricas do município de Osório, um dos polos de sua região no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Para identificar as características socioeconômicas das pessoas que residem ou possuem casas nestes loteamentos e poder caracterizar estes espaços foram aplicados questionários compostos de 17 perguntas para 22 pessoas de diferentes unidades habitacionais. Os resultados demonstraram que as pessoas que ocupam esses loteamentos para fins de moradia são de baixa renda, com edificações preponderantemente de até 50m². Também se identificou diferença no perfil dos que utilizam os loteamentos para fins de moradia em comparação com os que utilizam como segunda residência, com o primeiro grupo tendo imóveis menores e renda inferior em relação ao segundo, sendo que quem adquiriu um imóvel para residir fixamente buscou preços baixos na aquisição do terreno, enquanto quem buscou uma segunda residência o fez para usufruir de suas características naturais. Conclui-se que estes processos vêm trazendo uma nova formatação a esse ambiente, que não deixa de ser rural, mas que assume características urbanas, um “novo rural”, propício ao turismo, o qual tem potencial para o desenvolvimento econômico e social e é, ao mesmo tempo, um desafio de manutenção e planejamento em longo prazo.

Texto completo:

PDF

Referências


ABEP – Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério Brasil 2015. ABEP, 2015. . Acesso em: 08/04/2015.

CAPEL, Horacio. Crisis de Los Modelos Urbanos: Una Mirada Hacia El Futuro. Mercator - Revista de Geografia da UFC. v. 12, n. 2, p. 7-27, 2013.

CASSILHA, Gilda; CASSILHA, Simone. Planejamento Urbano e Meio-ambiente. Curitiba: IESDE, 2012.

CEPAL – Comisión Económica para América Latina y el Caribe. Hacia una nueva definición de “rural” con fines estadísticos en América Latina. Santiago de Chile, 2011. Disponível em: . Acesso em: 20/05/2015.

CHEMIN, Marcelo; ABRAHÃO, Cinthia Maria de Sena. Integração Territorial do Litoral do Estado do Paraná (Brasil): Transportes, Balnearização e Patrimonialização na Formação e Dinâmica do Espaço Turístico. Revista RA´E GA, v. 31, p. 212–239, 2014.

DAER – Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem. Mapas Rodoviários. Disponível em: Acesso em: 12/04/2015.

DUARTE, Vítor André da Silveira Duarte. Potencialidades para o desenvolvimento do município de Osório: Levantamento e análise das cadeias produtivas locais à luz dos quocientes locacionais. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional) – Faculdades Integradas de Taquara. Taquara, 2016. Disponível em:

HESPANHOL, Rosangela Medeiros. Campo e Cidade, Rural e Urbano no Brasil Contemporâneo. Mercator - Revista de Geografia da UFC, v. 12, n. 2, p. 103-112, 2013.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE Cidades. Fornecido em meio eletrônico. Disponível em: . Acesso em: 02/06/2020.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Sistema IBGE de Recuperação Automática. Disponível em: . Acesso em: 05/04/2015.

IICA - Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura. Concepções da Ruralidade Contemporânea: as singularidades brasileiras. Brasília: IICA, 2013. Disponível em: . Acesso em: 10/05/2015.

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Dinâmica urbano-regional: rede urbana e suas interfaces. Brasília: Ipea, 2011. Disponível em: < http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/3280>. Acesso em: 10/05/2015.

LOCATEL, Celso Donizete. Da Dicotomia Rural-Urbano à Urbanização do Território no Brasil. Mercator - Revista de Geografia da UFC, v. 12, n. 2, p. 85-102, 2013.

MARQUES, Marta Inez Medeiros. O conceito de espaço rural em questão. Revista Terra Livre – Associação Brasileira de Geógrafos, v. 18, n. 19, p. 95-112, 2002.

MORIGI, Josimari de Brito; BOVO, Marcos Clair; TÖWS, Ricardo Luiz. Processos de Formação Socioespacial e de Produção do Espaço Urbano de Mamborê (PR). Brasil. Geo UERJ, v. 23, n. 1, p. 223-243, 2014.

NASCIMENTO, Flávio Rodrigues do; SOUZA, Marcos José Nogueira de; CRUZ, Maria Lúcia Brito da. Diagnóstico Socioeconômico da Área de Proteção Ambiental da Serra de Baturité – Ceará. Revista RA´E GA, n. 20, p. 19-33, 2010.

Município de Osório. Gabinete do Prefeito Municipal de Osório. Plano diretor, 2006. Disponível em: < http://www.osorio.rs.gov.br/sites/9100/9172/01.Osorio_PlanoDiretor_Lei3.902_2006_alteradoLeis4.213_20084.874_20115.098_2013. pdf>. Acesso em: 05/04/2015.

MUNIZ, Wagner; SOUZA, Daniel Delfino. Reflexões Sobre a Urbanização do Rural e as Contradições Impostas Pela Modernização do Campo. Controle Social e Desenvolvimento Territorial, v. 4, n. 4, p. 79-91, 2018.

ONU – Organização das Nações Unidas, 2019. População mundial deve ter mais 2 bilhões de pessoas nos próximos 30 anos. Disponível em: < https://news.un.org/pt/story/2019/06/1676601 >. Acesso em: 29/11/2020.

ONU – Organização das Nações Unidas, 2019b. Batalha do clima será ganha ou perdida nas cidades. Disponível em: < https://news.un.org/pt/story/2019/10/1690541 >. Acesso em: 29/11/2020.

REIS, Douglas Sathler dos. O Rural e Urbano no Brasil. In: XV Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 2006, Caxambú. Anais [...]. Caxambú: ABEP, 2006.

RUFINO, Ana Maria. Osório: de Estância da Serra à Terra dos Bons Ventos. Osório [s.n.], 2007.

SANTOS, Milton. A Urbanização Brasileira. São Paulo: HUCITEC, 1993.

SILVA, Marina Raymundo. Navegação Lacustre Osório – Torres. Porto Alegre: Evangraf, 2014.

SOUZA, Angela Gordilho. Favelas, invasões e ocupações coletivas nas grandes cidades brasileiras – (Re) Qualificando a questão para Salvador- BA. Cadernos Metrópole, v. 5, p. 63-89, 2001. Disponível em: < https://revistas.pucsp.br/metropole/article/view/9297/6901>. Acesso em: 10/05/2015.

STROHAECKER, Tânia Marques; FUJIMOTO, Nina Simone V. Moura; FERREIRA, Anelise Helm; KUNST, Aline Vicente. Caracterização do uso e ocupação do solo dos municípios do litoral norte do estado do Rio Grande do Sul. Editora UFPR. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 13, p. 75-98, jan./jun. 2006. STROHAECKER, Tânia Marques; TOLDO JUNIOR, Elírio E.. O Litoral Norte do Rio Grande do Sul como um pólo de sustentabilidade ambiental do Brasil Meridional. Revista ElectrÓnica de GeografÍa y Ciencias Sociales,Barcelona, v. , p.0-1, ago. 2007.

TALASKA, Alcione; ARANTES, Almir; FARIAS, José Antônio Assumpção. A delimitação do urbano e o rural no Rio Grande do Sul, Brasil. Cuadernos de Geografía – Revista Colombiana de Geografía. v. 18, p. 59-69, 2009.

VEIGA, José Eli da. Mudanças nas relações entre espaços rurais e urbanos. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 3, n. 1, p. 123-149, 2007.

VEIGA, José Eli da. Nascimento de outra ruralidade. Revista Estudos Avançados, v. 20, p.333-353, 2006.

WANDSCHEER, Elvis Albert Robe; DUTRA, Eder Jardel da Silva; FONTOURA, Luis Fernando Mazzini. A relação entre o rural e o urbano: transformações e dinâmicas na formação espaço-temporal de Canguçu e Horizontina, Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Geografia (Londrina), v. 21, n. 3, p. 95-114, 2012.




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v18i2.2050

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.