Norte-Sul: Perspectivas de desenvolvimento regional no Canadá (Quebec) e no Brasil

Mariana Barbosa de Souza, Yann Fournis

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre as pesquisas realizadas na UNISC – Universidade de Santa Cruz do Sul e UQAR – Universidade do Quebec em Rimouski/Canadá, especialmente em torno dos Programas de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, existentes nas duas universidades. O presente trabalho centra-se especificamente nas teorias de desenvolvimento regional desenvolvidas nestes dois locais: Quebec e Brasil. Primeiramente, um estado da arte será conduzido para termos uma síntese do trabalho conceitual em torno das tendências de desenvolvimento regional, tanto do Sul, quanto do Norte. A literatura mobilizou as diferentes bases de dados disponíveis na UQAR, Quebec, para compreender o significado atribuído ao conceito de desenvolvimento regional e os paradigmas que envolvem sua teoria. Em seguida, algumas reflexões serão apresentadas em torno do trabalho canadense sobre o modelo de desenvolvimento para determinar a transversalidade entre o Canadá e o Brasil e encaminhar algumas ideias para uma análise crítica da produção do espaço nas Américas, a perspectiva de habitação, bem como das atividades econômicas.

Texto completo:

PDF

Referências


ACSELRAD, Henri. Sustentabilidade e articulação territorial do desenvolvimento brasileiro. In: II Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional. Santa Cruz do Sul, RS, 2008.

AZOULAY, Gérard, Les théories du développement. Rennes, Presses Universitaires de Rennes, 2002.

BANDEIRA, PEDRO. Contribuição dos COREDES/RS para o debate sobre a Política Nacional de Desenvolvimento Regional. In: Observando o Desenvolvimento Regional Brasileiro: processos, políticas e planejamento. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2013.

BENKO, Georges. Economia, espaço e globalização: na aurora do século XXI. Tradução: Antônio de Pádua Danesi. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1999.

BOUDEVILLE, Jacques-R. Les spaces économiques. Press Universitaires de France, Paris, 1970.

BOISIER, Sergio. Em busca do esquivo Desenvolvimento Regional: entre a caixa-preta e o projeto político. Planejamento e Políticas Públicas, n. 13 (1996). Disponível em: http://189.21.130.9/ppp/index.php/PPP/article/viewFile/135/137. Acesso em: 20 mar. 2019.

BRANDÃO, Carlos. A. Teorias, estratégias e políticas regionais e urbanas recentes: anotações para uma agenda de desenvolvimento territorializado. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n. 107, p. 57-76, jul./dez. 2004.

______. BRANDÃO, Carlos. Pactos em territórios: escalas de abordagem e ações pelo desenvolvimento. Revista Organizações & Sociedade, Campinas, SP, v. 15, n. 45, p. 145-157, 2008.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Distrito Federal: Senado Federal, 1988.

______. BRASIL; Ministério da Integração Nacional. Disponível em < http://www.mi.gov.br/>. Acesso em: 10 de mai. 2019.

BRODIE Janine. The New Political Economy of Regions dans Wallace Clément (dir.), Understanding Canada: Building on the new Canadian political economy, McGill-Queen’s University Press, p. 240 261, 1996.

BULOS, Uadi Lammêgo. Curso de direito constitucional. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

COTÉ, D. Développement communautaire et rapports sociaux de sexe: essai d’analyse sur toile de fond régionale. In: D. CÔTÉ et al. (org). Du local au planétaire: réflexions et pratiques de femmes en dévelop-pement régional. Montréal, Remue-ménage, 1995, p. 109-133.

CÔTÉ, D.; SIMARD, É. Local Governance and Social Movements in Québec: The Perverse Effects of Corporate Culture. In: D. CROWTHER; A.-M. DAVILA-GOMEZ (org.). Human Dignity and Managerial Responsibility. London, Gower, 2011.

CÔTÉ, L.; LÉVESQUE, B.; MORNEAU, G. L’évolution du modèle québécois de gouvernance: le point de vue des acteurs. Politique et Sociétés, 26(1):3-26, 2007.

CÔTÉ, Denyse; SIMARD, Étienne. Inovações sociais e governança regional no Quebec: que lugar resta aos novos movimentos sociais? Ciências Sociais Unisinos, São Leopoldo, Vol. 47, N. 1, p. 25-33, jan/abr 2011.

CÔTÉ, D.; SIMARD, É. Local Governance and Social Movements in Québec: The Perverse Effects of Corporate Culture. In: D. CROWTHER; A.-M. DAVILA-GOMEZ (org.). Human Dignity and Managerial Responsibility. London, Gower, 2011.

DURAN, P.; THOENIG, J. C. L’Etat et la gestion publique territoriale. Revue Française de Science Politique, v. 46, n. 4, 1996.

ETGES, Virgínia Elisabeta; DEGRANDI, José Odim. Desenvolvimento regional: a diversidade regional como potencialidade. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, Blumenau, 1 (1), P. 85-94, OUTONO DE 2013. Disponível em: < http://proxy.furb.br/ojs/index.php/rbdr>. Acesso em: 10 mai. 2019.

EVANS, Peter B. Análise do Estado no mundo neoliberal: uma abordagem institucional comparativa. Revista de Economia Contemporânea, nº 4, jul-dez, 1998.

FURTADO, C. A economia latino-americana: formação histórica e problemas contemporâneos. 4. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

HAMEL, P.; JOUVE, B. Un modèle québécois? Gouvernance et participation dans la gestion publique. Montréal, Les Presses de l’Université de Montréal, 2006.

HABERMAS, J. L’espace public: archéologie de la publicité comme dimension constitutive de la société bourgeoise. Paris, Payot. 1993

HIRSCHMAN, Albert O. The strategy of economic development. New Haven: Yale University Press, 1958.

IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. 1995-1998: Quatro Anos de Transformações; Brasilia: IPEA; 1999.

JENSON, Jane. Different’ but not ‘exceptional’: Canada’s permeable fordismo. Canadian Review of Sociology/Revue canadienne de sociologie, vol. 26, no 1, p. 69 94, 1989.

KLEIN, Juan-Luis. Mondialisation et État-nation: la restructuration territoriale du système-monde. IN: KLEIN, Juan-Luis; LAURIN, Suzanne (Org.). L’éducation géographique: formation du citoyen et conscience territoriale, Québec, Presses de l’Université du Québec, p. 55 92, 1999.

LAFONTAINE, Danielle. Politiques territoriales. Pour um modele partenarial décentralisé. La Société québécoise et ses régions, horizon 2025. Leurs impératifs, leur organization. In: LAFONTAINE, Danielle; JEAN, Bruno. Territoires et fonctions: Tome1. Des politiques aux théories: Les modèles de développement regional et de gouvernance on débats. Rimouski: GRIDEQ, 2005.

LÉVESQUE Benoît; MAGER Lucie. L’institutionnalisation des nouvelles dynamiques de concertation locale et régionale au Québec: les acteurs sociaux à la recherche d’une stratégie gagnante. IN: ALAIN, Gagnon; ALAIN, Noël (Org.). L’espace québécois. Montréal, Les Éditions Québec/Amérique, p. 106 135, 1995.

LIMA, Ana Carolina da Cruz; SIMÕES, Rodrigo Ferreira. Teorias do desenvolvimento regional e suas implicações de política econômica no pós-guerra: o caso do Brasil. http://www.cedeplar.ufmg.br/pesquisas/td/TD%20358.pdf. Revista de Desenvolvimento Econômico. Vol. 12, n. 21. Belo Horizonte: UFMG/Cedeplar, 2009.

MACEDO, Fernando Cézar de; COÊLHO, Vitarque Lucas Paes. A Política Nacional de Desenvolvimento Regional – PNDR e os Fundos Constitucionais de Financiamento. In:

ETGES, Virgínia Elisabeta; CADONÁ, Marco André. Globalização em Tempos de Regionalização: Repercussões no Território. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2016.

MAGALHÃES, José Luiz Quadros de. A necessidade de revisão do papel do Senado na democracia representativa brasileira – ou sua extinção. In BARACHO JÚNIOR, José Alfredo de Oliveira (coord). Constituição e democracia: aplicações. Belo Horizonte: Fórum, 2009.

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO/IICA. 2006. Documento base para a definição da Política Nacional de Ordenamento Territorial – PNOT. Versão Preliminar, [Online], Disponível em: http://www.mi.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=45546192-e711-497a-8323-07244ee574ce&groupId=24915. Acesso em: 20 mar. 2019.

MOR, Klara Anna Maria Kaiser; ALVES, Cíntia de Souza. Arqueologia da PNOT: a incorporação do ideário de território e políticas territoriais no brasil contemporâneo. In: XVI ENANPUR. Anais... Belo Horizonte, 2015.

MYRDAL, Gunnar. Economic theory and under-developed regions. Gerald Duckworth & CO. LTD: London, 1957.

NORTH, Douglass C. Teoria da localização e crescimento econômico regional. In: Schwartzman, J. Economia regional: textos escolhidos. Cedeplar, Belo Horizonte, 1977.

PERROUX, François. A Economia do século XX. Porto: Herder, 1967.

PIKE A.; TOMANEY J.; COOMBES M.; MCCARTHY A. Governing uneven development: the politics of local and regional development in England. In: Bellini, N., Danson, M., Halkier, H, ed. Regional Development Agencies: The Next Generation? Networking, Knowledge and Regional Policies. London: Routledge, 2012, pp.102-121.

PIKE, A.; RODRÍGUEZ-POSE, A.; TOMANEY, J. Local and regional development. London: Routledge, 2006.

SENRA, Kelson Vieira. Políticas Federais de Desenvolvimento Regional no Brasil: uma análise comparada dos Períodos Pós-Guerra (1945-1964), Pós-Golpe Militar (1964-1988) e Pós-Constituição Federal de 1988 (1988-2009). 2009. 128 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Geografia – Mestrado e Doutorado) – Universidade de Brasília, Santa Cruz do Sul, 2009.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. São Paulo: Malheiros, 2012.

THÉRIAULT, J.Y. De la critique de l’État à la reviviscence de la so-ciété civile. In: S. PAQUEROT (org.), L’État aux orties? Montréal, Écoso-ciété, p. 141-150. 1996.




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v17i2.1659

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.