LINHAS DE CRÉDITO PARA O AGRONEGÓCIO: QUAIS SÃO AS MAIS UTILIZADAS PELOS PRODUTORES RURAIS DAS CIDADES DE IGREJINHA/RS E TRÊS COROAS/RS

Gabriele Nadine Smaniotto Trein, Oscar Luiz da Silveira Scherer

Resumo


Conforme o Banco Central do Brasil (BCB), operações de crédito, também chamadas de linhas de crédito, são recursos disponibilizados por instituições financeiras por meio de empréstimos e/ou financiamentos. Ainda conforme o BCB, esses recursos são de extrema importância, pois garantem ao produtor um meio de financiar sua produção e seus investimentos. Esta pesquisa tem por finalidade verificar as linhas de crédito disponíveis e as que são mais utilizadas pelos produtores rurais das cidades de Igrejinha/RS e Três Coroas/ RS, para o setor do Agronegócio, bem como analisar para quais projetos da área rural são utilizados os recursos que são obtidos por meio dessas linhas de crédito. A investigação realizada foi exploratória e qualitativa, organizada por meio de dois questionários, sendo um para os produtores rurais das respectivas cidades e outro para os trabalhadores das instituições financeiras. Com base nos resultados obtidos, as principais atividades para as quais são utilizados os recursos são a agricultura e a pecuária, que também foram citadas como as principais atividades exercidas pelos produtores rurais dos municípios pesquisados. Notou-se que os produtores rurais dos municípios se mostraram muito organizados financeiramente, uma vez que pensam e analisam muito bem antes de efetuar um investimento desse porte. Portanto, encontram-se assessorados em quesitos financeiros por seus contadores, trabalhadores das instituições financeiras e pessoas de sua confiança.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Darlã de Moraes; JÚNIOR, Alexandre Aloys Matte; MORAES, Jorge Amaral de. As novas relações entre o urbano e o rural: o caso dos agricultores familiares feirantes de Igrejinha/RS. Santa Cruz do Sul: Revista de História e Geografia Ágora, 2017.

APOLLINÁRIO, F. Dicionário de metodologia científica: um guia para a Produção do Conhecimento Científico. São Paulo: Atlas, 2004.

BENEDICTO, Gideon Carvalho de; PADOVEZE, Clóvis Luis. Análise das demonstrações financeiras. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

BERBEL, José Divanil Spósito. Introdução à Contabilidade e Análise de Custos. São Paulo: Editora STS, 2003.

CALLADO, Antônio André Cunha; CALLADO, Aldo Leonardo Cunha. Custos: Um desafio para a gestão no Agronegócio. São Paulo: VI Congresso Brasileiro de Custos, 1999.

Coordenação geral de Comunicação Social. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Participação do Agronegócio nas exportações brasileiras cresce 1,5% em março. Disponível em: . Acesso em: 30 nov. 2019.

CUNHA, Fabrício José Krumpos; MENDES, Luciana Maura Aquaroni Geraldi;

ZAMBONINI, Jean Gilberto Aparecido. O uso da tecnologia como aporte ao agronegócio. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 04, Ed. 09, Vol. 05, p. 22-35. Set. de 2019.

DUARTE, Giuliana Rayane Barbosa. Agronegócio no Brasil: como está nosso setor e o que você pode esperar. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2020.

FEIX, Rodrigo Daniel; LEUSIN JÚNIOR, Sérgio. Painel do agronegócio no Rio Grande do Sul — 2019. Porto Alegre: SEPLAG, Departamento de Economia e Estatística, 2019.

FLORES, Eduardo; BRAUNBECK, Guillermo; CARVALHO, Nelson. Teoria da Contabilidade Financeira. São Paulo: Atlas, 2018.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GONSALVES, E. P. Iniciação à pesquisa científica. 3. ed. Campinas: Alínea, 2003.

Investe-RS. Agronegócio e Agrotecnologia. Disponível em: . Acesso em: 11 dez. 2019.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LIMA, Eugenize Bezerra. Contabilidade de Custos. Rio de Janeiro, 2014.

MARION, José Carlos. Contabilidade Rural: contabilidade agrícola, contabilidade da pecuária, imposto de renda pessoa jurídica. São Paulo: Atlas, 2017.

MARION, José Carlos. Contabilidade Rural: contabilidade agrícola, contabilidade da pecuária, imposto de renda pessoa jurídica. São Paulo: Atlas, 1985.

MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. São Paulo: Atlas, 2003.

MARTINS, Eliseu; MIRANDA, Gilberto José; DINIZ, Josedilton Alves. Análise didática das demonstrações contábeis. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

PODESTÁ, Inez de. Valor da Produção Agropecuária de 2019 atinge recorde de R$ 630,9 bilhões. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2020. Bayer jovem 2019.

SANVICENTE, Antonio Zoratto. Administração Financeira. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

SAUER, Sérgio. Agricultura familiar versus agronegócio: a dinâmica sociopolítica do campo brasileiro. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2008.

Sociedade Nacional de Agricultura. Como a Tecnologia está revolucionando o Agronegócio. Disponível em: Acesso em: 15 dez. 2019.

SOUZA, Josias de. Acordo EUA- China prejudica agronegócio brasileiro. Disponível em: . Acesso em: 27 nov. 2019.

Solidariedade. Pouco valorizada, a agricultura familiar responde por 35% do PIB brasileiro – Fundação 1º de Maio. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2020. Sead 2017.

ZDANOWICZ, José Eduardo. Planejamento Financeiro e orçamento. Porto Alegre: Sagra: DC Luzzatto, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.