A EFICIÊNCIA DO CONTROLE INTERNO NA GESTÃO DAS PERDAS EM UMA FILIAL DE UMA MULTINACIONAL

Cristiane Krüger, Carla Ailana Nunes Ribeiro

Resumo


Nesta pesquisa objetivou-se analisar o controle interno de uma filial de uma multinacional, no intuito de saber se é eficiente para controlar as perdas de mercadorias existentes. Para isto foi realizado um estudo qualitativo, descritivo e de levantamento. Para coleta dos dados adotou-se a pesquisa documental, momento em que se utilizou os manuais de procedimentos e normativas internas como fonte de coleta de informações, e realizou-se entrevistas com trabalhadores da empresa. A análise dos dados deu-se por meio da análise de conteúdo e resultou em categorias como controle interno e perdas de mercadorias. Os principais tipos de perdas foram as mercadorias avariadas por vencimento. Por meio das entrevistas observou-se que a empresa pesquisada possui rotinas de controle interno bem estruturadas, porém, não são utilizadas diariamente. Constatou-se a inexistência de treinamentos o que contribui para a ocorrência das perdas. A contribuição reside na possibilidade de aprimoramento do controle interno para a empresa pesquisada. A pesquisa limitou-se a uma filial, com corte transversal. Para estudos futuros sugere-se a replicação da pesquisa nas demais filiais, sob a forma longitudinal, na qual se espera instigar melhorias no controle interno.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAS. Economia e pesquisa- Perdas. ABRAS Brasil. 18 set. de 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 dez. 2018.

ALVES, A. M. V. A importância do controle interno na gestão empresarial: um estudo de caso numa empresa do ramo de supermercados. Caicó: UFRN, 2015.

ATTIE, W. Auditoria: Conceitos e Aplicações. São Paulo: Atlas, 2010.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução: Luís Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BOFF, M. L; BEUREN, I. M; GUERREIRO, R. Institucionalização de hábitos e rotinas da controladoria em empresas do estado de Santa Catarina. Organ. Soc., Salvador, v. 15, n. 46, p. 153-174, set. 2008.

CARVALHO, I. M. F. Análise da gestão de estoques em uma empresa de pequeno porte: Rei dos Frios e Conveniências – Planaltina, DF. 2016. 43 f., il. Monografia (Bacharelado em Gestão do Agronegócio)Universidade de Brasília, Planaltina-DF, 2016.

CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração. 6. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

COSTA, A. A. Prevenção de Perdas: Analisar o gerenciamento da prevenção de perdas em organizações supermercadistas de varejo no DF. Brasília – DF, 2010.

CREPALDI, S.A. Auditoria Contábil Teoria e Prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

DANTAS, J. C. A. A importância do controle de estoque: Estudo realizado em um supermercado na cidade de Caicó/RN. Caicó, 2015.

DIAS, M. A. P. Administração de materiais: uma abordagem logística. 6.ed. São Paulo : Atlas, 2010.

FLORIANO, J.C.; LAZECKYI, J. A importância dos instrumentos de controle interno para gestão empresarial. 5. Ed. UNICENTRO – Revista eletrônica Lato Sensu. 2008.

GOMES, V.; OLIVEIRA, S. A.; BARROS, M.; BARBOSA, F.; VIEIRA, J. A. Stock management and storage: an analysis at a supermarket in the northwest of Rio de Janeiro. Relainep, v. 6, n. 9, p. 175–188, 2018.

KOTLER, P. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

LAPA, J. C. Mais perdendo menos: como combater as perdas no varejo. Brasília: SENAC DF, 2010.

MATIAS, R; HAAS, G. Controle interno com ênfase no estoque de indústria de bolsas e jaquetas. Revista da Faculdade Dom Alberto, v. 8, n. 2, 2015.

OLIVEIRA, D. P. R. Planejamento Estratégico: Conceitos de Metodologias Práticas. São Paulo: Atlas, 2004.

OLIVEIRA, D. P. R. Sistemas de Informações Gerenciais: Estratégicas Táticas Operacionais. 12. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2008.

OLIVEIRA, L. M.; PEREZ JÚNIOR, J. H.; SILVA, C. A. S. Controladoria estratégica. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

ORO, I. M.; BEUREN, I. M.; CARPES, A. M. S. Competências e Habilidades Exigidas do Controller e a Proposição para sua Formação Acadêmica. Contabilidade Vista & Revista, v. 24, n. 1,15-36, 2014.

PADOVEZE, C. L. Controladoria estratégica aplicada: conceitos, estrutura e sistema de informações. São Paulo: Cengage Learning, 2016.

PAOLESCHI, B. Logística Industrial Integrada: Planejamento, produção, custo e qualidade a satisfação do cliente. 2. ed. São Paulo: Érica, 2009.

PENHA, J. C.; PARISI, C. Um caminho para integras a gestão de riscos à controladoria. Florianópolis. 2005.

REICHENBACH, C.; KARPINSKI, C. A. Auditoria no Setor de Estoque: um estudo de caso em uma empresa comercial. Rio Grande do Sul, vol. 5, 2010.

SÁ, D. M.; ROTONDARO, R. Gerenciamento de riscos operacionais na prevenção de perdas do varejo. 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2018.

SANTOS, C. E. Prevenção de perdas e gestão de riscos. São Paulo: Sicurezza, 2007.

SILVA, M. T.M. Controles internos: desafios das organizações para atingir a efetividade do sistema de controle interno através das melhores práticas. Curitiba, 2013.

TADEU, H. F. B. Gestão de Estoques: fundamentos, modelos matemáticos e melhores práticas aplicadas. São Paulo: CENGAGE, 2010.

VIERIA, J. G. V.; YOSHIZAKI, H. T. Y.; LUSTOSAC, L. J. Um estudo exploratório sobre colaboração logística num grande varejo supermercadista. Revista Produção. v. 20, n. 1, p. 135-147, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.