CONTROLE DE ESTOQUE: ESTUDO NOS SUPERMERCADOS REDEFORT DO VALE DO PARANHANA/RS

Simone Gonçalves Kronitzki, Letícia Goulart dos Santos Tessmann

Resumo


Um controle interno eficaz dentro das empresas demanda empenho de seus gestores, e é determinante para o sucesso de uma organização, ajudando a proteger o patrimônio e garantir que as informações fornecidas em seus relatórios sejam confiáveis para a tomada de decisão. O setor de estoques, geralmente, apresenta fragilidades dentro das organizações, e, assim, acaba ficando sujeito a erros, necessitando, constantemente, de controles para que a empresa alcance seus objetivos. A Auditoria avalia a precisão dos controles. Sendo assim, o estudo busca identificar o funcionamento dos controles de estoques de empresas que compõem a rede de supermercados REDEFORT do Vale do Paranhana/RS. Quanto à metodologia utilizada, a pesquisa é caracterizada como exploratória. Já para abordagem do problema, foram utilizados os métodos quantitativo e qualitativo. Os dados foram coletados por meio de um questionário fechado aplicado aos gestores dos supermercados, utilizando a medição através da escala Likert. Os resultados apontam que existem muitas melhorias a ser realizadas para a gestão dos estoques tornar-se eficaz. Com a adoção de práticas de controles internos se alcançará a satisfação para tomada de decisão por parte dos gestores.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Marcelo Cavalcanti. Auditoria: um curso moderno e completo. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

AMARAL, Yasmin. Bloco K do SPED: 10 maiores dúvidas. 2016. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SUPERMERCADOS (ABRAS). 17º avaliação de perdas nos supermercados brasileiros. 2017. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2018.

______. 18º avaliação de perdas no varejo brasileiro de supermercados. 2018. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2018.

ATTIE, William. Auditoria: conceitos e aplicações. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

BIAZUS, William. Controle interno de estoque: um estudo de caso no supermercado da Cooperativa Agrícola Água Santa Ltda ‒ COASA. Passo Fundo, RS: Universidade de Passo Fundo. 2014.

BOYNTON, William C.; JOHNSON, Raymond N.; KELL, Walter G. Auditoria. São Paulo: Atlas, 2002.

BRASIL. Ministério da Fazenda. Conselho Nacional de Política Fazendária – CONFAZ. Ajuste SINIEF 2, de 3 de abril de 2009. Dispõe sobre a Escrituração Fiscal Digital - EFD. Brasília, 2009. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2018.

______. Ministério da Fazenda. Conselho Nacional de Política Fazendária – CONFAZ. Convênio ICMS 143/06. Institui a Escrituração Fiscal Digital - EFD. Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2018.

______. Presidência da República. Decreto nº 3.000, de 26 de março de 1999. Regulamenta a tributação, fiscalização, arrecadação e administração do Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza. Brasília, 1999. Disponível em: . Acesso em: 18 out. 2018.

______. Secretaria da Receita Federal. Instrução Normativa RFB nº 1672, de 23 de novembro de 2016. Estabelece critérios para o cumprimento da obrigação de escriturar o Livro Registro de Controle da Produção e do Estoque integrante da Escrituração Fiscal Digital (EFD).Brasília: Diário Oficial da União, 24 nov. 2016. Disponível em: . Acesso em: 19 out. 2018.

CARVALHO, Donato Gomes de; ARAGÃO, José Aísio Catunda. O controle interno contribui para uma gestão útil: um estudo de caso no ramo de supermercados. Brasília, DF: Faculdades Promove de Brasília. 2015.

CATUOGNO, Nathalie. Estoque sob controle. Supervarejo, São Paulo, n. 154, 2013.

CHIAVENATO, Idalberto. Planejamento e controle da produção. São Paulo: Manole, 2008.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Resolução CFC nº 1170/09, de 29 de maio de 2009. NBC TG 16 (R2) – Estoques. Brasília, 2009.

______. Resolução CFC nº 1374/11, de 08 de dezembro de 2011. NBC TG 00 – Estrutura conceitual. Brasília, 2011.

______. Resolução CFC nº 986/03, de 21 de novembro de 2003. Aprova a NBC TI 01 – Da auditoria interna. Brasília, 2003.

CREPALDI, Silvio Aparecido; CREPALDI, Guilherme Simões. Auditoria contábil: teoria à prática. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

DALMORO, Marlon; VIEIRA, Kelmara Mendes. Dilemas na construção de escalas tipo Likert: o número de itens e a disposição influenciam nos resultados? Revista Gestão Organizacional, 2013.

DIAS, Marco Aurélio P. Administração de materiais: uma abordagem logística. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

FARIA, Marcelo. Regimes tributários para supermercados. 2018. Disponível em: . Acesso em: 11 jul. 2018.

FRANCO, Hilário; MARRA, Ernesto. Auditoria contábil. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

______. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

JUNG, Carlos Fernando. Metodologia para pesquisa e desenvolvimento: aplicada a novas tecnologias, produtos e processos. Rio de Janeiro: Axcel, 2004.

MACHADO, Ricardo André. Redes empresariais: um estudo de competitividade de uma rede varejista de alimentos do Rio Grande do Sul. Santa Maria, RS: Universidade Federal de Santa Maria, 2004.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

______. Técnicas de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

NUNES FILHO, Roberto. Os resultados e os planos do varejo de vizinhança. SuperHiper, São Paulo, n. 503, 2018.

OLIVEIRA, Luís Martins de et al. Manual de Contabilidade Tributária. São Paulo: Atlas, 2009.

OLIVEIRA, Marcileide Paranhos de. O controle interno: um estudo de caso no ramo de supermercados. Juína, MT: Faculdade de Ciências Contábeis e Administração do Vale do Juruena. 2009.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar. Metodologia do trabalho cientifico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo, RS, Universidade Feevale, 2013.

RIBEIRO, Eduarda. O que são perdas e como evitá-las em seu supermercado? 2017. Disponível em: . Acesso em: 31 out. 2018.

RODRIGUES, Paulo Roberto Ambrosio. Gestão estratégica da armazenagem. 2. ed. São Paulo: Aduaneiras. 2007.

STROTTMANN, Evandro José. A Importância do controle de estoques para as empresas industriais brasileiras de grande porte. Taquara, RS: Faculdades Integradas de Taquara, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.