A dinâmica da base de exportação e crescimento econômico: análise no município de Varginha-MG

Pedro dos Santos dos Santos Portugal Júnior, Rodrigo Franklin Frogeri, Alessandro Ferreira Alves, Eduardo Gomes Carvalho, Fabrício Pelloso Piurcosky

Resumo


O desempenho das exportações e da pauta exportadora consistem em componentes importantes do crescimento econômico tanto a nível de países como em espaços territoriais. Destarte, o objetivo deste estudo é analisar a influência do comportamento das exportações no crescimento econômico do município de Varginha – MG. Metodologicamente o estudo se caracterizou como de abordagem quantitativa, realizado por meio de técnicas de estatística descritiva, correlação bivariada, regressão múltipla e teoria da decisão estatística. Os resultados evidenciaram uma relação baixa e não significativa das taxas de crescimento das exportações e do Produto Interno Bruto no município. A pauta de exportação se mostrou estática e dependente de uma commodity agrícola o que explica essa baixa relação. O crescimento do setor agropecuário também demonstrou baixa relação e não significativa com o crescimento econômico e com a variação dos demais setores. Salienta-se a necessidade de dinamizar a base exportadora e integrá-la para um melhor crescimento local. 


Texto completo:

PDF

Referências


ABEL, A. B.; BERNANKE, B. S.; CROUSHORE, D. Macroeconomia. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2008.

BENKO, G. A ciência regional. Oeiras: Celta, 1999.

BISQUERA, R.; SARRIERA, J. C.; MARTINEZ, F. Introdução à Estatística: enfoque informático com o pacote estatístico SPSS. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

BOUDEVILLE, J.-R. Les spaces économiques. Paris: Press Universitaires de France, 1970.

CARMO, A. S. S.; RAIHER, A. P.; STEGE, A. L. O efeito das exportações no crescimento econômico das microrregiões brasileiras: uma análise espacial com dados em painel. Estudos Econômicos, v. 7, n. 1, p. 153-183, jan.-mar. 2017.

CRESPO-CUARESMA, J.; WÖRZ, J. On export composition and growth. Viena: University of Vienna, Department of Economics, 2003.

CONOVER, W. J. Practical nonparametric statistics. 3. ed. New York: John Wiley & Sons, 1999.

DALBERTO, C. R.; CIRINO, J. F.; STADUTO, J. A. R. Especialização versus diversificação: economias de aglomeração e seus impactos sobre os salários industriais em Minas Gerais. Gestão & Regionalidade, v. 32, n. 95, p. 143-159, maio-ago. 2016. doi: 10.13037/gr.vol32n95.3268

EMATER. Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais. Conhecendo a cafeicultura de Minas Gerais. Belo Horizonte: MG. Disponível em < http://www.emater.mg.gov.br/portal.do/site-noticias/conhecendo-a-cafeicultura-de-minas-gerais/?flagweb=novosite_pagina_interna&id=22530>. Acesso em 06 de maio de 2019.

FEDER, G. On exports and economic growth. Journal of Development Economics, v. 12, p. 59-73, 1983.

FIELD, A. Descobrindo a estatística usando o SPSS. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JUNIOR, J. A. Desvendando os Mistérios do Coeficiente de Correlação de Pearson (r). Revista Política Hoje, v. 18, n. 1, 2010.

FINNEY, D. J. Statistics for biologists. Londres: Chapman and Hall, 1980.

FJP - FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. Produto Interno Bruto dos Municípios. 2020. Disponível em: http://novosite.fjp.mg.gov.br/produto-interno-bruto-pib-de-minas-gerais/ Acesso em: 03 mar. 2020.

FURTADO, C. Teoria e política do desenvolvimento econômico. 10. ed. Rio de Janeiro: Paz E Terra, 2000.

GALA, P. Complexidade econômica: uma nova perspectiva para entender a antiga questão da riqueza das nações. Rio de Janeiro: Contraponto: Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento, 2017.

GALIMBERTI, J.K.; CALDART, W.L. As exportações e o crescimento econômico: análise dos municípios do Corede Serra - 1997-04. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 31, n. 1, p. 87-112, ago. 2010

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

HAIR Jr., J.F.; BLACK, W.C.; BABIN, B.J.; ANDERSON, R.E. & TATHAM, R.L. Análise multivariada de dados. 6.ed. Porto Alegre, Bookman, 2009.

HIRSCHMAN, A. O. The strategy of economic development. New Haven: Yale University Press, 1958.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O recorte das regiões geográficas imediatas e intermediárias de 2017. 2017. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/apps/regioes_geograficas/ Acesso em: 05 mar. 2020.

______________________. Deflator do Produto Interno Bruto. 2019. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/tabela/6784 Acesso em: 10 mar. 2020.

IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Taxa de câmbio nominal. 2020. Disponível em: http://www.ipeadata.gov.br/ExibeSerie.aspx?serid=31924&module=M&chart=ChartsImage40417902344583176 Acesso em 10 mar. 2020.

LIMA, A. C. C.; SIMÕES, R. F. Teorias do desenvolvimento regional e suas implicações de política econômica no pós - Guerra: o caso do Brasil. Texto para discussão 358. Belo Horizonte: UFMG/CEDEPLAR, 2009. Disponível em: http://www.cedeplar.ufmg.br/pesquisas/td/TD%20358.pdf

LIMA, E. C.; LIMA, E. P. C.; EVAS, I. M.; TEIXEIRA, M. S. G. Teoria da base de exportação e sua relação com o desempenho econômico: o caso do estado de Santa Catarina. Textos de economia, Florianópolis, v. 16, n. 1, p. 95-116, jan.-jun. 2013.

MDIC – MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR. ISIC – Classificação Internacional de Todas as Atividades Econômicas. 2020a. Disponível em: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/comex-vis Acesso em 02 mar. 2020.

_________. Exportação e Importação Municípios. 2020b. Disponível em: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/municipio Acesso em 10 mar. 2020.

MYRDAL, G. Economic theory and under-developed regions. Gerald Duckworth & CO. LTD: London, 1957

NORTH, D. Teoria de localização e crescimento econômico regional. 1955. In: SCHWARTZMAN, J. (Org.). Economia regional: textos selecionados. Belo Horizonte: CEDEPLAR, 1977.

_________. A agricultura no crescimento econômico regional. 1959. In: SCHWARTZMAN, J. (Org.). Economia regional: textos selecionados. Belo Horizonte: CEDEPLAR, 1977.

NURKSE, R. Problemas da formação de capital em países subdesenvolvidos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1957.

ÖZTUNA, D.; ELHAN, A. H.; TÜCCAR, E. Investigation of four different normality tests in terms of type 1 error rate and power under different distributions. Turkish Journal of Medical Sciences, v. 36, n. 3, jun. 2006, p. 171–176. Disponível em: https://dergipark.org.tr/tr/download/article-file/129239 Acesso em: 15 mar. 2020.

PERROUX, F. A Economia do século XX. Porto: Herder, 1967

____________. O conceito de polo de crescimento. In: SCHWARTZMAN, J. Economia regional: textos escolhidos. Belo Horizonte: CEDEPLAR, 1977.

SCHUMPETER, J. A. Capitalismo, socialismo e democracia. Rio de Janeiro: Zahar, 1942.

SOUZA, N. J. Teoria dos polos, regiões inteligentes e sistemas regionais de inovação. Análise, v. 16, n. 1, jan./jul. 2005, p. 87 – 112. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/face/article/view/266/215

THIRLWALL, A. P. Trade, trade liberalisation and economic growth: theory and evidence. Tunisia: African Development Bank, Cote d’Ivoire, 2000.

TIEBOUT, C. M. As exportações e o crescimento econômico regional. In: SCHWARTZMAN, J. (Org.). Economia regional: textos selecionados. Belo Horizonte: CEDEPLAR, 1977.

TORMAN, V. B. L.; COSTER, R.; RIBOLDI, J. Normalidade de variáveis: métodos de verificação e comparação de alguns testes não-paramétricos por simulação. Revista HCPA, v. 32, n. 2, 2012, p. 227–234. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/hcpa/article/view/29874/19186 Acesso em: 05 mar. 2020.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e métodos. São Paulo: Bookman, 2015.




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v18i2.2022

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.