MEDIAÇÕES ALGORÍTMICAS NO SPOTIFY: A EXPERIÊNCIA PERSONALIZADA DO USUÁRIO NA PLAYLIST DESCOBERTAS DA SEMANA

Rafael Woyciekowski, Eduardo Zilles Borba

Resumo


O trabalho aborda o uso da Inteligência Artificial (IA) no processo de criação de experiências personalizadas do usuário na plataforma de streaming de músicas. Seu olhar investigativo é direcionado à experiência com a playlist Descobertas da Semana do Spotify, que utiliza algoritmos para potencializar a comunicação com cada perfil de usuário. Parte-se do problema: como os usuários percebem as experiências personalizadas criadas pela IA na playlist Descobertas da Semana do Spotify? Para o desenvolvimento da pesquisa é utilizada uma metodologia exploratória composta por duas etapas: a) observação exploratória à plataforma e b) entrevistas em profundidade com seis usuários. Os resultados indicam que as pessoas percebem uma jornada personalizada no consumo musical (a experiência sociocultural), mas não vinculam tais mediações algorítmicas à IA (a experiência técnica).

Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, Cris. Cauda Longa. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

ARAUJO Gabriel. Como a Inteligência Artificial está recriando a experiência do usuário. [Online]. 2019. Disponível em: . Acesso em 11 jun. 2020.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BOMFIM, Murilo. Com dados, criação de experiências personalizadas vira tendência. [Online]. 2020. Disponível em: . Acesso em 12 jul. 2020.

CASTELLS, Manuel. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

DIELEMAN, Sander. Recommending music on Spotify with deep learning. [Online]. 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2020.

FRANÇA, Yago; DIAS, Eduardo. Inovação na Comunicação da Indústria de Streaming de Entretenimento. [Online]. 2019. Disponível em: . Acesso em 29 jun. 2020.

GALÃO, Fabiano; CRESCITELLI, Edson; BACCARO, Thais. Comunicação Integrada de Marketing: uma Ferramenta do Posicionamento Estratégico? Revista Ciências Jurídicas, v.12, n.1, p.85-91, 2011.

GIBSON, David. The Art of Mixing: a visual guide to recording, engineering, and production. Vallejo: Mix Books, 1997.

GOMES, Carolina et al. Spotify: streaming e as novas formas de consumo na era digital. In: XVII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste (Intercom NE). Natal: Intercom, 2015.

GROSSO, Federico. A era da (incrível) experiência do cliente. [Online]. 2016. Disponível em: . Acesso em 10 jun. 2020.

JACOBSEN, Meiriane. A era dos serviços de streaming: uma análise das plataformas de música. [Online]. 2019. Disponível em: . Acesso em 26 jun. 2020.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. São Paulo, Aleph, 2009.

KAUFMAN, Dora. O protagonismo dos algoritmos da Inteligência Artificial: observações sobre a sociedade de dados. Teccogs: Revista Digital de Tecnologias Cognitivas. PUC-SP, São Paulo, n.17, p. 44-58, jan-jun., 2018.

KLEINA, Nilton. A história da Inteligência Artificial. [Online]. 2018. Disponível em: . Acesso em 10 mar. 2020.

KOTLER, Philip; KARTAJAYA, Hermawan; SETIAWAN, Iwan. Marketing 4.0: do tradicional ao digital. Rio de Janeiro: Ed. Sextante, 2017

LINDSTROM, Martim. A Lógica do Consumo: Verdades e Mentiras sobre por que compramos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

MONARD, Maria Carolina. BARANAUSKAS, José Augusto. Conceitos sobre aprendizado de máquina. In: REZENDE, S. (Ed.). Sistemas Inteligentes - Fundamentos e Aplicações. Barueri: Ed. Manole, p.89-114, 2003.

MOSCHETTA, Pedro Henrique; VIEIRA, Jorge. Música na era do streaming: curadoria e descoberta musical no Spotify. Sociologias, v.20, n.49, p. 258-292, 2018.

NAKANO, Davi. A produção independente e a desverticalização da cadeia produtiva da música. Gestão e Produção, v.17, n.3, p.627-638, 2010.

NETTO, Armando Silva; MONARCHA, Hellen. Spotify e User Experience: um estudo do novo consumidor de música na era digital. Puçá: Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia, v.3, n.2, 2017.

OLENSKI, Steve. 3 Reasons Why CMOs Should Embrace Experiential Marketing. [Online]. 2018. Disponível em: . Acesso em 28 jun. 2020.

OSÓRIO, Fernando; BITTENCOURT, João Ricardo. Sistemas Inteligentes baseados em Redes Neurais Artificiais aplicados ao Processamento de Imagens: Um Estudo Do Novo Consumidor De Música Na Era Digital. In: I Workshop de Inteligência Artificial. Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), Santa Cruz do Sul, jun. 2000.

RUSSELL, Stuart; NORVIG, Peter. Inteligência Artificial. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

SAHA, Sumit. A Comprehensive Guide to Convolutional Neural Networks — the ELI5 way. [Online]. 2017. Disponível em: . Acesso em 14 jun. 2020.

SEN, Ipshita. How AI helps Spotify win in the music streaming world. [Online]. 2018. Disponível em: . Acesso em 23 mai. 2020.

SIEGEL, Eric. Análise Preditiva: o poder de prever quem vai clicar, comprar, mentir ou morrer. Rio de Janeiro: Alta Books, 2017.

WALTENBERG, Lucas. Novas configurações do álbum de música na cultura digital: o caso do aplicativo “Biophilia”. Revista Crítica de Ciências Sociais, v.119, p. 185-202, 2016.

WITT, Stephen. Como a música ficou grátis: o fim de uma indústria, a virada do século e o paciente zero da pirataria. Rio de Janeiro: Ed. Intrínseca, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.