O uso do Scratch no ensino de Ciências com uma turma do oitavo ano do ensino fundamental numa escola municipal de Xinguara/PA

Rosemery Santa Brigida Dias, Paulo Tadeu Campos Lopes

Resumo


A presente pesquisa elaborou instrumentos para a dinamização das aulas de Ciências do ensino fundamental vislumbrando a melhoria da aprendizagem dos alunos. Para isto, pensou-se na inserção de tecnologias no ambiente escolar, recurso utilizado no dia a dia dos sujeitos e que provoca a curiosidade dos mesmos, além de ser um elemento que na contemporaneidade contribui para a inclusão do aluno na construção do conhecimento. Nesta perspectiva, foi elaborada uma ferramenta de aprendizagem, usando o aplicativo Scratch, direcionada ao conteúdo desta disciplina. Para a realização da pesquisa, optou-se pelo método de estudo de caso, buscando verificar as contribuições deste instrumento junto aos alunos do oitavo ano do ensino fundamental. Para averiguação da funcionalidade, foram desenvolvidas atividades com o instrumento e, depois, aplicado um questionário de verificação. Em suma, constatou-se que a aprendizagem foi significativa e instigante, tendo em vista que os alunos se envolveram nas aulas e contribuíram por meio da interação com as ferramentas digitais e com os demais sujeitos envolvidos no processo.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências Naturais. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. Disponível em: . Acesso em 20 de set. 2020.

CASTRO, Adriane. O uso da programação Scratch para o desenvolvimento de habilidades em crianças do ensino fundamental. 2017. 124 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciência e Tecnologia) - Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciência e Tecnologia. Universidade Tecnológica Federal do Paraná: Ponta Grossa, 2017.

FUENTES, Selma Simonstein. O porquê e o como das ciências na educação infantil. Pátio– Ciências na educação infantil, Porto Alegre. Ano 10, n.33, p.8-11, out./dez. 2012.

LEITE, Bruno da Silva. Tecnologias no ensino de química: passado, presente e futuro. Scientia Naturalis. Rio Branco, v.1, n.3, p.326-340, 2019.

MEDEIROS, Giselle; WANGENHEIM, Christiane; BERGMANN, Juliana. Impacto na Aprendizagem Envolvendo o Desenvolvimento de Aplicativos na Educação Básica: um Mapeamento Sistemático da Literatura. Revista Renote, v.16, n.2, p. 444- 453, 2018.

PASSOS, Marize. Scratch: Uma ferramenta contracionista no apoio a aprendizagem no século XXI. Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica, v.4, n.2, p. 68-85, 2014.

PRENSKY, Marc. Aprendizagem baseada em jogos digitais. São Paulo: Editora Senac, 2011.

SCHEID, Neusa; REIS, Pedro. As tecnologias da informação e da comunicação e a promoção da discussão e ação sociopolítica em aulas de ciências naturais em contexto português. Ciência & Educação, Bauru, v.22, n.1, p.129-144, 2016.

YIN, Robert. Estudo de Caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

________________________________________________

Redin - Revista Educacional Interdisciplinar

ISSN: 2594-4576