O papel dos sistemas e cadeias agroalimentares e agroindustriais na formação das aglomerações produtivas dos territórios rurais

Jorge L. Amaral de Moraes

Resumo


As transformações nos processos produtivos locais deram origem a novas dinâmicas de desenvolvimento local e tornou-se necessário novos instrumentos de ações do Estado e políticas públicas de desenvolvimento das aglomerações produtivas e dos sistemas e cadeias agroalimentares e agroindustriais. Teve início um novo impulso nos estudos que utilizam abordagens teóricas que podem explicar a gênese e o funcionamento das atuais dinâmicas de desenvolvimento dos territórios, dando origem à perspectiva territorial do desenvolvimento e à abordagem dos Sistemas Produtivos Localizados (SPLs). As teorias do desenvolvimento regional e rural passaram a considerar a dinâmica dos territórios rurais, superando a dicotomia rural-urbano e utilizando uma perspectiva multisetorial e territorial do desenvolvimento rural. A partir de uma análise da dinâmica socioeconômica do desenvolvimento dos territórios rurais utiliza-se a abordagem teórica dos Sistemas Produtivos Agroalimentares Localizados (SIALs). Foram analisados aspectos teóricos relacionados à gestão de sistemas e cadeias produtivas agroalimentares e agroindustriais, como estruturas produtivas básicas dos SIALs. Foram utilizados alguns conceitos teóricos e abordagens que, cada vez mais, têm se mostrado adequados para estudar e compreender as estruturas e o funcionamento dos sistemas e cadeias produtivas agroalimentares e agroindustriais. Verificam-se algumas relações de causa e efeito entre o desempenho desses sistemas e cadeias produtivas e o desenvolvimento regional. Destaca-se a importância do conhecimento das estruturas e do funcionamento dos sistemas e cadeias agroalimentares e agroindustriuais para o planejamento e gestão do desenvolvimento regional-local.


Texto completo:

PDF

Referências


BATALHA, M. O. (Coord.). Gestão Agroindustrial. São Paulo: Atlas, 1997. v.1.

BECATTINI, G. O Distrito Marshalliano. In: BENKO, G.; LIPIETZ, A. (Orgs.). As Regiões Ganhadoras-Distritos e Redes: os novos paradigmas da geografia econômica. Oeiras-Portugal: Celta Editora, 1994.

BENKO, G. Economia, Espaço e Globalização: na aurora do século XXI. São Paulo: Hucitec-Annablume, 2002.

BENKO, G.; LIPIETZ, A. O Novo Debate Regional. In: BENKO, G.; LIPIETZ, A. (Orgs.). As Regiões Ganhadoras-Distritos e Redes: os novos paradigmas da geografia econômica. São Paulo: Celta, 1994.

BERTI, G. Il Distretto Rurale. Università Cattolica di Piacenza LEL, Quaderno n. 97, settembre 2005.

BONANNO, A. A globalização da economia e da sociedade: fordismo e pós-fordismo no setor agroalimentar. In: CAVALCANTI S, Josefa Salete Barbosa (Org.) Globalização, Trabalho, Meio Ambiente: mudanças socioeconômicas em regiões frutícolas para exportação. Recife: UFPE, 1999, p. 47-94.

BRUNORI, G.; ROSSI, A. Differentiating countryside: Social representations and governance patterns in rural areas with high social density: The case of Chianti, Italy. Journal of Rural Studies 23, 183-205. 2007.

CASSIOLATO, J. E.; LASTRES, H. M. O Enfoque em Sistemas Produtivos e Inovações Locais. In: FISCHER, Tania (Org.). Gestão do Desenvolvimento e Poderes Locais: marcos teóricos e avaliação. Salvador: Casa da Qualidade/PDGS, 2002.

CASTRO, A. M. G. et al. Prospecção de demandas tecnológicas de cadeias produtivas e sistemas naturais. Brasília: Embrapa/DPD, 1998.

CECCHI, C. Rural Development and Local Systems: The Case of the “Maremma Rural District”. Tese (Doutorado - Department of City and Regional Planning) - University of Wales. College of Cardiff, 2001.

CORREA, C. A. Analyse Comparative de 9 Cas D’Agro-Industrie Rurale de L’Amerique Latine. Université de Versailles - Saint Quentin en Yvelines: set. 2004.

MARSHALL, A. Princípios de Economia. São Paulo: Abril Cultural. 1992.

MORAES, J.L.A. Dinâmicas Sócio-Econômicas de Desenvolvimento dos Territórios Rurais: Os Sistemas Produtivos Localizados (SPLs) da Região Vale do Rio Pardo - RS. Tese (Doutorado - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural - PGDR) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008. Disponível em:http://hdl.handle.net/10183/15636.

MUCHNIK, J. Les Systèmes Agroalimentaires Localisés: intérêt, approche, interrogatios. Exposé Introductif - Colloque SYAL. Montpellier: GIS SYAL, 2002.

MURDOCH, J. Networks – a new paradigm of rural development? Journal of Rural Studies, Amsterdam, n. 16. p.407-419. 2000.

POMMIER, P. Systemes Productifs Locaux. Montpellier: Colloque SYAL 2002.

REIS, José. Os Espaços da Indústria: a regulação econômica e o desenvolvimento local em Portugal. Porto: Afrontamento, 1992.

_______. Uma Epistemologia do Território. Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG). Lisboa: Universidade Técnica de Lisboa, 2006.

REQUIER-DESJARDINS, D. Agro-Industria Rural y Sistemas Agroalimentarios Localizados: Cuáles puestas? 1999. Disponível em: . Acesso em: 30 julho/2006.

______. Multifonctionnalité, territoire et secteur agro alimentaire: une approche par les “systèmes agroalimentaires localisés”. Université de Versailles-Saint Quentin en Yvelines. CAHIERS DU C3ED, n. 2, v. 1, jun. 2002a.

______. Les systèmes agroalimentaires localizes en américa latine: un facteur de compétitivité de l’agro-industrie rurale sur des marches globalizes? In: Économies et Sociétés, Série “Systèmes agroalimentaires”, A. G., n. 25, 9-10, 2002b.

SABOURIN, E. Desenvolvimento territorial e abordagem territorial – conceitos, estratégias e atores. In: SABOURIN, E., TEIXEIRA, O. A. (Eds.). Planejamento e desenvolvimento dos territórios rurais – conceitos, controvérsias, experiências. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2002. p.21-37.

SAUTIER, D. Eléments de Perspective. Séance Pléničre Finale, Colloque SYAL. Montpellier: GIS SYAL, 2002.

WANDERLEY, M. N. B. A ruralidade no Brasil moderno; por um pacto social pelo desenvolvimento rural. In: GIARRACCA, Norma (Org.). ¿Una nueva ruralidad en América Latina? Buenos Aires: CLACSO, 2001. p. 31-44.

ZYLBERSZTAJN D.; NEVES, M. F. (Orgs.). Economia e Gestão dos Negócios Agroalimentares. São Paulo: Pioneira, 2000.




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v10i1.10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.