MAPAS CONCEITUAIS COMO FERRAMENTA DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Edisson Anzolin Filho, Thanise Beque Ramos, Ricardo Machado Ellensohn, Claudia Smaniotto Barin

Resumo


O trabalho tem como objetivo o relato e discussão do uso de Mapas Conceituais como ferramenta de ensino e aprendizagem em um curso de Ciências Rurais de uma Universidade Pública do Interior do Rio Grande do Sul/RS. A metodologia de trabalho pautou-se em uma pesquisa-ação participativa (GIL, 1991), considerando como sujeitos da pesquisa 63 estudantes, regularmente matriculados na disciplina de Química. A disciplina é ofertada na modalidade presencial e é igualmente mediada no ambiente virtual de ensino e aprendizagem Moodle. Como instrumento de coleta de dados foi proposta uma atividade de estudo no formato fórum, disponibilizada no ambiente virtual. Os resultados obtidos na construção dos mapas conceituais além de enfatizar as concepções prévias dos alunos sobre Análise Gravimétrica, estimulou o pensamento reflexivo, e demonstrou ser uma excelente ferramenta de ensino e aprendizagem, pois possibilita ao professor verificar as conexões realizadas pelos estudante e orientá-los para uma aprendizagem mais significativa. Ressalta-se ainda que a proposta de compartilhamento dos mapas proporcionou a construção do conhecimento e um aprendizado colaborativo, pois os estudantes interagiram com os demais colegas, num processo de construção de saberes na coletividade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

________________________________________________

Redin - Revista Educacional Interdisciplinar

ISSN: 2594-4576