IMIGRAÇÃO E EDUCAÇÃO: A REPRESENTAÇÃO DOS IMIGRANTES CONTEMPORÂNEOS EM LIVROS DIDÁTICOS DE GEOGRAFIA

Gabriel Osmar Wilbert de Bortoli, Daniel Luciano Gevehr

Resumo


O presente trabalho tem como principal objetivo analisar como se dá a representação e a abordagem dos imigrantes contemporâneos em livros didáticos de Geografia do 8° ano do Ensino Fundamental. De acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a temática das migrações (tanto históricas quanto contemporâneos) é um importante assunto que deve ser abordado no 8° ano do Ensino Fundamental, com destaque para os fluxos migratórios ocorridos na América Latina e as principais políticas migratórias dessa região. Para discutir esse tema, muitos professores utilizam o livro didático como uma ferramenta pedagógica em suas aulas. Como a temática das imigrações contemporâneas tem tomado conta de importantes discussões internacionais, sobretudo devido à crise dos refugiados observada em várias regiões do planeta, é importante que os alunos do Ensino Fundamental tenham um ensino que priorize a diversidade étnica e cultural dessas populações que se deslocam, contribuindo assim para uma postura mais acolhedora e inclusiva do imigrante. Diante disso, analisou-se 3 livros didáticos lançados em 2018. Os resultados da pesquisa evidenciaram que é na maioria dos materiais foi feita uma abordagem comparativa entre os fluxos imigratórios históricos e contemporâneos nos livros didáticos analisados, com maior destaque para os fluxos imigratórios históricos. Além disso, observou-se que a maioria dos livros traz uma rápida conceituação sobre os refugiados e muitos dados quantitativos que abordam a presença desses grupos no Brasil.

Texto completo:

XML

Referências


BHABHA, Homi K. O local da cultura. Trad. de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1998.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em 22 de jul. 2021.

______. Lei n° 13.445/17, de 24 de maio de 2017. Institui a Lei de Migração. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13445.htm. Acesso em 22 de out. 2020.

______. Relatório Anual 2020 do Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra). Disponível em: https://portaldeimigracao.mj.gov.br/images/dados/relatorio-anual/2020/Resumo%20Executivo%20_Relat%C3%B3rio%20Anual.pdf. Acesso em 22 de jul. 2021.

CIERCO, Teresa. Esclarecendo conceitos: refugiados, asilados políticos, imigrantes ilegais. In: CIERCO, Teresa et al. Fluxos migratórios e refugiados na atualidade. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer Stiftung, 2017.

CHOPPIN, Alain. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n. 3, p. 549-566, set/dez. 2004.

CRUZ NETO, Reinaldo Venâncio da. No Brasil, xenofobia tem cor e alvo: a realidade do deslocamento humano de haitianos ao Brasil, através do Estado do Acre, pós-catástrofe natural no Haiti em 2010. 2017. 135 f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

FRAZÃO, Samira Moratti. Política (i)migratória brasileira e a construção de um perfil de imigrante desejado: lugar de memória e impasses. Antíteses, Londrina, v. 10, n. 20, p. 1103-1128, jun/dez. 2017.

GIDDENS, Anthony. Sociologia. Trad. Alexandra Figueiredo et al. 6. Ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

MATTE JÚNIOR, Alexandre; ALVES, Darlã de; GEVEHR, Daniel Luciano. A representação da etnia negra nos livros didáticos: o papel social da figura do negro no material de apoio pedagógico da educação básica. Revista Acadêmica Licencia&acturas. Ivoti. v. 5, n.1, p. 40-47, jan/jun. 2017.

MARGONI, Maythê Melo Fraga. O processo de implementação e o impacto da BNCC no currículo: opiniões de professores dos anos iniciais. In: VIII Jornada Nacional de Educação Matemática e XXI Jornada Regional de Educação Matemática. Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo, 2020.

SALLES, André Mendes. O livro didático como objeto e fonte de pesquisa histórica e educacional. Revista Semina, v. 10, 2° semestre, 2011.

SILVA, Leda Maria Messias da; LIMA, Sarah Somensi de. Os imigrantes no Brasil, sua vulnerabilidade e o princípio da igualdade. In: Rev. Bras. Polít. Públicas (Online), Brasília, v. 7, nº 2, 2017 p. 384-403.

TAGLIANI, Dulce Cassol. O livro didático como instrumento mediador no processo de ensino-aprendizagem de língua portuguesa: a produção de textos. RBLA, Belo Horizonte, v. 11, n. 1, p. 135-148, 2011.

ZAMBON, Marinez Chiquetti. Base Nacional Comum Curricular e o impacto nos processos avaliativos do INEP da Educação Superior.In: 3° Simpósio Avaliação na Educação Superior. Florianópolis, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.