Abordagens não dicotômicas do desenvolvimento: o posicionamento estratégico de atores vis-a-vis a abordagem ator-orientada

Cláudio Machado Maia

Resumo


Este estudo apresenta a temática da mudança social sob o viés do processo de desenvolvimento. Para esta abordagem, construiu-se um quadro teórico com conceitos, parâmetros e indicadores, com a finalidade de aferir conhecimentos para compreender o comportamento dos atores dessa mudança. Nesta construção teórico-metodológica, o desenvolvimento realça a articulação entre instituições e organizações ligadas às práticas empregadas nesse processo. O desenvolvimento não é entendido como um dom adquirido por certos países, regiões ou grupos sociais, definido e acabado, mas se constitui uma construção social que está sujeita a mudanças, conflitos e compromissos, diferentes representações políticas e culturais, conduzindo para um ou outro sentido. Ao distinguir o desenvolvimento em abordagens exógenas, endógenas e alternativas, volta-se à questão da ação individual e da estrutura social, para, dessa forma, buscar entender as noções de atorrede, ator individual e ator social como categorias fundamentais de análise na investigação. Nessa evolução teórico-estrutural, para melhor apreender e compreender o conceito de ator integrado e natural, sugere-se considerar o ator social como um lócus de decisão e ação, cuja ação é apenas em parte uma consequência das suas decisões. A definição de ator é ampla, abrangendo não só o indivíduo humano, mas se estendendo a empresas, organismos estatais, organizações, associações e a todas as entidades capazes de tomar decisões e atuar em conformidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, José Augusto Guilhon. Relações internacionais contemporâneas: a ordem mundial depois da Guerra Fria. Petrópolis: Vozes, 2005.

GIDDENS, Antthony. Novas regras do método sociológico. 2. ed. Lisboa: Trajectos, Gradiva, 1996.

GRANOVETTER, Mark. Economic action and social structure: the problem of embededdness. American Journal of Sociology, v. 91. n. 3. p. 481-510. nov. 1985.

LATOUR, Bruno. The powers of association. In: LAW, Jonh (Org.). Power, action and belief, a new sociology of knowledge?. Sociological Review Monograt 32. London: Routledge & Kegan Paul, 1986. p. 264-280).

LATOUR, Bruno. The Trouble with Actor-Network Theory. 1997. Disponível em . Acesso em: 30 nov. 2016.

LONG, Norman. Socialogia del desarrollo: una perspectiva centrada en el actor. Tradução de Horacia Fajardo, Magdalena Villarreal y Pastora Rodrígues. Mexico: El Colegio de San Luis, 2007.

LONG, Norman; PLOEG, Jan Douwe van der. Heterogeneity, actor and strusture: towards a recnstitution of the concept of structure. In: BOOTH, David (Org.). Rethinking Social Development: theory, research and practice. England: Longman, 1994. p. 62-90 20 .

MURDOCH, Jonathan. Weaving the seamless web: a consideration of network analysis and its potential application to the study of the rural economy. Working paper 3 – Centre for Rural Economy (CRE). United Kingdom: University of Newcastle upon Tyne, 1994.

NORTH, Douglass C. Economic performance through time. American Economic Review, 1994. v. 84, n. 3, p. 359-368.

______. Institutions. Journal of Economic Perspectives, 1991. v. 5, n. 1, p. 97-112.

______. Institutions, institutional change and economic development. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

NUIJTEN, Monique; APPENDINI, Kirsten. El papel de las instituciones en contextos locales. Revista de la CEPAL. n. 76. abr., 2002.

PAULET, Jean-Pierre. A mundialização. Tradução de Celina Portocarrero. Rio de Janeiro: FGV, 2009.

PECQUEUR, Bernard (Org.). Dynamiques territoriales et mutations économiques. Paris: L’Harmattan, 1996.

PECQUEUR, Bernard; SILVA, Mário Rui. Industrialisation diffuse et developpement. Estudos de Economia. v.IX. n. 4. jul./set., 1989.

REQUIER-DESJARDINS, Denis. Agro-Industria Rural y Sistemas Agroalimentares Localizados: Cuáles puestas? In: X Aniversario de PRODAR, Quito, nov. 1999.

STEINER, Philippe. A Sociologia Econômica. São Paulo: Atlas, 2006.

VEIGA, José Francisco Ferragolo da. Território e Desenvolvimento Local. Oeiras: Celta, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.26767/coloquio.v16i2.804

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.