Mulheres artesãs da palha: uma análise do perfil empreendedor

Tamires Maria do Nascimento Santos, Waleska James Sousa Felix, Rebeca da Rocha Grangeiro

Resumo


O objetivo deste artigo consiste em relacionar as características encontradas em um grupo de artesãs de Juazeiro do Norte com as características empreendedoras reconhecidas pela ciência, com vistas a compreender se estas favorecem ou não a manutenção de seus estabelecimentos. Tais artesãs trabalham com a palha da carnaúba na Rua do Horto em Juazeiro do Norte/CE. Cidade esta que tem suas origens derivadas da ação do Padre Cícero, com sua concepção de desenvolvimento pautada no trabalho e na fé. Para tanto a pesquisa realizada foi de cunho qualitativo com orientação epistemológica baseada na fenomenologia e com pesquisa de campo moldada com base nos preceitos e etapas que regem a metodologia etnográfica. Para a coleta de dados, traçamos uma estratégia de escuta baseada nos princípios da história oral. Admitimos como estratégia de análise a descrição densa. A partir das observações e depoimentos colhidos foi possível perceber que a atividade artesanal realizada por elas se dá, principalmente, pela necessidade de compor a renda familiar. Lembrando que, diferentemente do perfil empreendedor traçado pelos estudiosos no assunto, a estas mulheres, falta, em certa medida, a percepção das oportunidades que permeiam a todo instante suas realidades.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREOLI, T. P.; BORGES, W. A. Empreendedorismo feminino: uma análise do perfil empreendedor e das dificuldades enfrentadas por mulheres detentoras de um pequeno negócio. In: XI Encontro Parana internetaense dos Estudantes de Administração (EPEAD). Maringá, 2007.

ARAÚJO, M. L. de. A Cidade do Padre Cícero: trabalho e fé. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

BARROSO, H. C.; FROTA, M. H. de P. A trama do trabalho artesanal para mulheres cearenses: desenvolvendo códigos de gênero. In: Fazendo Gênero 9. Santa Catarina, 2010. Disponível em: .

BAQUIT, S. H. C. A Análise da Experiência de Negócios da Cooperativa Pirambú Digital em Fortaleza/CE. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2008.

CAMPOS, E. M. Práxis Empreendedora e a Sustentabilidade dos Agronegócios Frutícolas. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2008.

CARVALHO, G. Madeira matriz. Cultura e memória. São Paulo: Anna Blume, 1999.

DELLA CAVA, R. Milagre em Joaseiro. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

CASTRO, M. de S.; M., OLIVEIRA, A. A.; PEREIRA, W. E. N. Panorama e dinâmica recente da economia da Região Metropolitana do Cariri–RMC. Revista de Economia Regional, Urbana e do Trabalho, v. 2, n. 1, p. 47-58, 2016. Disponível em: .

DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

FÉLIX, W. J. S. Valei-me meu Padim: Um Estudo Sobre a Cultura, os ‘Negócios da Fé’ e o Desenvolvimento Territorial de Juazeiro do Norte. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2008.

FERREIRA, E. F. X. Mujeres, Memória e Identidad Política. In: Historia, Antropologia e Fuentes Orales. Revista de Sociologia, n. 21, p. 53-66, 1999.

FIGUEIREDO, M. D. et al. Empreendedorismo feminino no artesanato: uma análise crítica do caso das rendeiras dos Morros da Mariana. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 14, n. 2, p. 110-123, 2015. Disponível em: .

FILION, L. J. From Entrepreneurship to Entreprenology. Journal of Best Papers, Ed. 0. Kunkel, Scott W, 1997.

FILION, L. J. Empreendedorismo: empreendedores e proprietários-gerentes de pequenos negócios. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, São Paulo v. 34, n. 2, p. 5-28, abr./jun. 1999. Disponível em: .

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LT&C, 1989.

GEM. Global Entrepreneurship Monitor. 2015. Disponível em:

de33895ae2aa12cafe998c0a5/$File/7347.pdf>.

GRANGEIRO, R. R.; BASTOS, A. V. B. Organização do trabalho artesanal: examinando aspectos de inovação e visibilidade do artesanato no Cariri cearense. Revista de Psicologia, v. 7, n. 2, p. 33-48, 2016. Disponível em:.

HISRICH, R D.; PETERS, M. P. Empreendedorismo. 5. ed. Bookman, 2004. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA ESTATÍSTICA. IBGE. Censo 2010. Disponível em: .

INÁCIO JÚNIOR, E. Empreendedorismo e Liderança Criativa: um estudo com os Proprietários-gerentes de empresas incubadas no Estado do Paraná. 2002. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Maringá, Maringá, 2002.

LONGEN, M. T. Um modelo comportamental para o estudo do perfil do empreendedor.

MARQUESAN, F. F. S.; FIGUEIREDO, M. D. De Artesão a Empreendedor: A Ressignificação do Trabalho Artesanal Como Estratégia para a Reprodução de Relações Desiguais de Poder. Revista de Administração Mackenzie, v. 15, n. 6, 2014. Disponível em: .

NAIR, K. R. G.; PANDEY, A. Characteristics of entrepreneurs: an empirical analysis. Journal of Entrepreneurship, v. 15, n. 1, p. 47-61, 2006. Disponível em: .

OLIVEIRA, J. R. C.; SILVA, W. A. C.; ARAUJO, E. A T. Características comportamentais empreendedoras em proprietários de MPEs longevas do Vale do Mucuri e Jequitinhonha/MG. Revista de Administração Mackenzie, v. 15, n. 5, p. 102-139, 2014. Disponível em: .

PAULINO, A. D; ROSSI, S. M. M. Um estudo de caso sobre perfil empreendedor: características e traços de personalidade empreendedora. In: Anais EGEPE, Encontro de Estudos sobre empreendedorismo e gestão de pequenas empresas, Brasília/DF, 2003. Disponível em: .

ROSSONI, L.; TEIXEIRA, R. M. Integrando empreendedorismo, rede de relações, recursos e legitimidade: o caso da aliança empreendedora. In: Anais ENANPAD, XXX Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, Salvador, 2006. Disponível em: .

SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucra, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

SHANE, S.; VENKATARAMAN, S. The promise of entrepreneurship as a field of research. Academy of Management Review, n. 25, v. 1, p. 217-226, 2000. Disponível em : .

STINGHEN, M.G. Padre Cícero: a canonização popular. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

Dissertação (Mestrado - Faculdade de Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1997.

VERGARA, S.; SILVA, H. Organizações artesanais: um sistema esquecido na teoria das organizações. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, v. 6, n. 3, p. 32-38, 2007. Disponível em:

WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Cengage Learning, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.26767/coloquio.v16i2.802

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.