A importância de uma instituição federal de educação profissional para a formação, difusão e uso da ciência, tecnologia e inovação (CTI) a partir da implementação de uma política de CTI

Ximena Novais de Morais, Maria Lucia Figueiredo Gomes de Meza

Resumo


A implementação efetiva de uma Política de Ciência, Tecnologia e Inovação (PCTI) demanda uma interação adequada entre políticas públicas e um Sistema de Inovação bem estruturado, com seus agentes aptos a desenvolver suas potencialidades. Para a implementação de uma PCTI, uma das políticas que converge é a política de educação. Da relação entre a PCTI e a política para a educação profissional, emergem dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, como operadores de CTI, gargalos e potencialidades. Na pesquisa, além de levantamento documental, foram aplicados questionários a diferentes públicos do Instituto Federal do Paraná a fim de identificar suas percepções sobre formação, difusão e uso da ciência, tecnologia e inovação a partir da implementação da PCTI. Os resultados demonstraram a emergência de alguns gargalos, tais como barreiras financeiras, administrativas e culturais, comprometendo a plena integração da instituição ao seu entorno e o alcance dos objetivos das políticas. Ainda assim, as potencialidades identificadas, bem como o diálogo das políticas com os objetivos da PCTI demonstram um campo propício para uma contribuição mais efetiva da educação profissional para o fortalecimento dos Sistemas Regionais de Inovação.

Texto completo:

PDF

Referências


BORRÁS, S.; EDQUIST, C. Education, training, and skills in innovation policy. Science and Public Policy, 42, pp. 215–227, 2015.

BRASIL. LEI Nº 11.892, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, 2008.

CASSIOLATO, J. E.; LASTRES, H. M. M. Sistemas de inovação e desenvolvimento: as implicações de política. São Paulo em Perspectiva, v. 19, n. 1, p. 34-45, jan./mar. 2005.

DAVIES, A.; FIDLER, D.; GORBIS, M. Future work skills 2020. Institute for the Future, Palo Alto, CA: 2011. Disponível em: . Acesso em 20 jun. 2018.

DOLOREUX, D. What we should know about regional systems of innovation. Technology in Society, v. 24, n. 3, pp. 243-263, 2002.

DOLOREUX, D.; PARTO, S. Regional innovation systems: Current discourse and unresolved issues. Technology in Society, v. 27, n. 2, pp. 133-153, 2005.

ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The dynamics of innovation: from national systems and “Mode 2” to a Triple Helix of university-industry-government relations. Research Policy, v. 29, p. 109-123, 2000.

ETZKOWITZ, H.; ZHOU, C. Hélice Tríplice: inovação e empreendedorismo universidade-indústria-governo. Estudos avançados, São Paulo, v. 31, n. 90, p. 23-48, maio 2017. Disponível em . Acesso em 13 dez. 2017.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

LUNDVALL, B. A. National Innovation Systems – Analytical concept and development tool. Industry and Innovation, v. 14, n. 1, p. 95-119, 2007.

MCT - MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Plano de Ação 2007-2010 (Documento síntese). Brasília: MCT, 2007.

MCTI - MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO. Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2012-2015 e Balanço das atividades estruturantes 2011. Brasília: MCTI, 2012.

MCTIC - MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E COMUNICAÇÕES. Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 2016-2022. Brasília: MCTIC, 2016.

MIKOSZ, V.; LIMA, I. A. de. A relação universidade-empresa-governo: mecanismos de cooperação e seus fatores intervenientes em uma universidade pública. R. Tecnol. Soc., Curitiba, v. 14, n. 34, p. 215-239, out./dez. 2018.

OLIVEIRA, V.; DEPONTI, C. A contribuição das universidades para o desenvolvimento regional: um estudo a partir da visão schumpeteriana de inovação e de desenvolvimento econômico. Colóquio – Revista do Desenvolvimento Regional - Taquara/RS - v. 13, n. 1 jan./jun. 2016.

PADILLA-PÉREZ, R.; GAUDIN, Y. Science, technology and innovation policies in small and developing economies: The case of Central America. Res. Policy, 2013. Disponível em: dx.doi.org/10.1016/j.respol.2013.10.011>. Acesso em 10 fev. 2018.

PEREZ, J. R. R. Por que pesquisar implementação de políticas educacionais atualmente? Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1179-1193, Dec. 2010 DIsponível em:

RANGA, M.; ETZKOWITZ, H. Triple Helix systems: an analytical framework for innovation policy and practice in the Knowledge Society. Industry & Higher Education, Vol 27, No 3, , pp 237–262, August, 2013.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5ª. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZAWISLAK, P. A., BORGES, M.; WEGNER, D.; SANTOS, A.; CASTRO-LUCAS, C. Towards the Innovation Function. Journal of Technology Management & Innovation, v. 3, n. 4, pp.

-30, 2008.




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v18i1.1900

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.