Os Núcleos de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica (NEA) enquanto mecanismos de desenvolvimento regional: algumas considerações

Jaqueline Mallmann Haas, Anelise Graciele Rambo, Jairo Alfredo Genz Bolter

Resumo


Cada vez mais, o mercado mundial de alimentos é marcado por um processo de oligopolização, no qual grandes corporações transnacionais produzem e ofertam alimentos padronizados. No Brasil, a criação de Núcleos de Agroecologia e Produção Orgânica (NEAs), via políticas federais e interação com Instituições de Ensino Superior, representa experiências que habilitam a construção de sistemas agroalimentares alternativos, que reconhecem saberes dos agricultores familiares, fortalecem relações mais sustentáveis com o ambiente e contribuem com a segurança e soberania alimentar. São atualmente mais de 150 iniciativas. Considerando esse contexto, realizam-se análises com base em uma revisão teórica sobre a trajetória e as repercussões territoriais dos NEAs no Brasil, passando ao caso específico do Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Essa região, com histórica existência de produção agroecológica e orgânica, destaca-se pela dificuldade de comercialização in loco. Neste caso, investiga-se as repercussões territoriais da implementação do NEA Litoral Norte junto ao Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em especial, a organização de um grupo de consumidores, para a estruturação de compra direta dos produtores. Além disso, as ações no Núcleo abrangem reuniões e diálogos com atores sociais e políticos que atuam nos temas políticas públicas, agricultura familiar e agroecologia. Os resultados apontam que as experiências que perpassam os NEAs têm a potencialidade de constituir circuitos curtos de comercialização, mais sustentáveis do ponto de vista ambiental, econômico e cultural, contribuindo assim para a promoção do desenvolvimento regional.

Texto completo:

PDF

Referências


BECK, U. World at Risk. Cambridge: Polity Press, 2009.

BOISIER, S. Desarrollo (Local): ¿De que estamos hablando? In: MADOERY, Oscar; VÁZQUEZ BARQUERO, Antonio (Orgs.) Transformaciones Globales, Instituciones y Políticas de Desarrollo Local. Rosario: Homo Sapiens, 2001.

BOISIER, Sergio et al. Sociedad civil, actores socielies y desarrollo regional. Santiago do Chile: Ilpes/Cepal, 1995.

CENTRO ECOLÓGICO. Assessoria e Formação em Agricultura Ecológica. Disponível em: . Acesso em ago/2018.

COMAFITT. Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Itati, Terra de Areia e Três Forquilhas. Disponível em: < www.coomafitt.com.br>. Acesso em: ago/2018.

FAO. Food and Agriculture Organization of the United Nations. Representante da FAO Brasil apresenta cenário da demanda por alimentos. Disponível em:. Acesso em ago/2018.

FRANÇOIS, Martine. Comercializar os produtos locais: circuitos curtos e circuitos longos. Inovação no meio rural. Caderno nº 7. Observatório Europeu LEADER. Julho de 2000.

GUZMAN, Eduardo Sevilla; Agroecología y soberanía alimentaria: alternativas a la globalización agroalimentaria. Patrimonio cultural en la nueva ruralidade, Ph Cuadernos, 2007, 191. Disponível em: Acesso em: mar/2018.

GUZZATTI, T. C.; SAMPAIO, C. A. C. & TURNES, V. A. Novas relações entre agricultores familiares e consumidores: perspectivas recentes no Brasil e na França. Organizações Rurais & Agroindustriais, 2014, v. 16 (3). 2014. pp. 363-375

MAPA DA AGROECOLOGIA. Disponível em: . Acesso em: ago/2018.

MARSDEN, T.; BANKS, J.; BRISTOW, G. Food suply chain approaches: exploring their role in rural development, Sociologia Ruralis, 2000, vol. 40, n. 4, pp. 424-438.

NAÇÕES UNIDAS. 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Disponível em:. Acesso em: ago/2018.

PASQUALOTTO, Nayara et al. Conectando experiências agroecológicas no território central do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 13, n. 1, jan. 2018. Disponível em: . Acesso em: ago/2018.

PETRY, Claudia et al. NEA-UPF consolidando a rede agroecológica de cidadãos saudáveis no planalto médio gaúcho: do consumidor consciente ao agricultor agroecológico. Revista Brasileira de Agroecologia, v.13, n. Esp.,2018.

PIERRI, M. C. Q. M. & VALENTE, A. L. E. F. (2015) A feira livre como canal de comercialização de produtos da agricultura. Anais. In: 53º Congresso de Economia e Sociologia Rural. Alagoas.

PLOEG, J. D. V. D. Camponeses e impérios alimentares. Porto Alegre, editora da UFRGS, 2008.

PREZOTTI, Lusinério et al. Núcleo de Desenvolvimento Agroecológico – NDA: experiência de construção do conhecimento agroecológico no ensino médio integrado em agropecuária do Ifes campus Santa Teresa – ES. Cadernos de Agroecologia, v. 6, n. 2, Dez 2011. Disponível em:< http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/12652/7109>. Acesso em ago/2018.

REDE ECOVIDA. Rede de Agroecologia. Disponível em: . Acesso em: ago/2018.

RENTING, Henk; MARSDEN, Terry; BANKS, Jo. Understanding Alternative Food Networks: Exploring the Role of Short Food Supply Chains in Rural Development. Environment and Planning, n.35, p.393-411, 2003.

SANTOS, Milton; SILVEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. 6.ed., Rio de Janeiro: Record, 2004.

SCARABELOT, M. & SCHNEIDER, S. As cadeias agroalimentares curtas e desenvolvimento local: Um estudo de caso do município de Nova Veneza, SC. Revista Faz Ciência. 2012. V.15 (20). 101-130.

SILVA, Josefa E. M. et al. O mutirão de relações agrooecológicas do Núcleo Apête-Caapuã: tecendo redes na região Sorocabana. Revista Brasileira de Agroecologia, [S.l.], v. 13, n. 1, jan. 2018. Disponível em: . Acesso em: ago/2018.

SILVA, L. M S.; SOUSA, R. da P.; ASSIS, W. S. de. A educação superior e a perspectiva agroecológica: avanços e limites dos Núcleos de Agroecologia das IES no Brasil. Redes - Santa Cruz do Sul: Universidade de Santa Cruz do Sul, v. 22, n. 2, maio-agosto, 2017.

SILVA, Luis, M. S. et al. O papel dos NEAs em processos continuados de formação: a experiência do NEA AJURI, no estado do Pará. Cadernos de Agroecologia. v. 12, n. 1, Jul. 2017a. Disponível em:< http://revistas.aba-agroecologia.org.br/index.php/cad/article/view/22320/12779>. Acesso em: ago/2018.

SOUSA, Romier et al. Núcleo de Estudos em Agroecologia: a construção de uma (re)ação na Amazônia paraense. Cadernos de Agroecologia. v. 11, n. 1, jun/2016.

SOUSA, R. da P. Rompiendo las cercas: formación profesional y Agroecología: uma mirada crítica de una experiencia en la Amazonia brasileña. Baeza: UNIA: UCO: UPO, 2011.

SOUZA, N. A. et all. Os Núcleos de Agroecologia: Caminhos e Desafios na Indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão. In: SAMBUICHI, Regina Helena Rosa, et al. (org.). A política nacional de agroecologia e produção orgânica no Brasil: uma trajetória de luta pelo desenvolvimento rural sustentável. Brasília: Ipea, 2017.

SOUZA, Julia Z. C. de. Comércio Solidário na Prática do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia. Dissertação. (Mestrado em Desenvolvimento Rural). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v16i2.1222

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.