MEMES NAS REDES SOCIAIS: PRÁTICAS A PARTIR DAS CULTURAS DE REFERÊNCIA DOS ESTUDANTES

Élidi P. PAVANELLI-ZUBLER, Sandra Regina Braz AYRES, Renata de Melo SOUZA

Resumo


Atendendo as demandas da educação contemporânea, em que se enfatiza a importância do trabalho com as novas tecnologias, faz-se oportuno discutir com os professores, em momentos de formação continuada, algumas estratégias que preveem o uso pedagógico de tecnologias. Dentre essas tecnologias, se destaca o meme, que é o nome dado ao fenômeno de "viralização" de uma informação, podendo ser uma imagem, frase, vídeo ou música. Acreditando que o uso de memes pode possibilitar uma aproximação com a cultura de referência dos educandos, nos propomos a trabalhar na formação continuada de professores com a produção dos memes. Assim, este artigo objetiva discutir e registrar como foram desenvolvidas as ações formativas com os professores e alunos das escolas públicas de Sinop, Mato Grosso, que contemplava o uso de memes. Além da discussão teórica, propusemos atividades práticas em que os cursistas tiveram a oportunidade debater sobre temas atuais e produzir memes para postar nas redes sociais. Para o relato, análise e discussão dos dados utilizou-se a pesquisa qualitativa com caráter interpretativista em que se busca compreender as práticas pautadas na ação-reflexão-ação. Para fundamentar a discussão foi imprescindível utilizar os estudos sobre multiletramentos e formação de professores para uso de tecnologias como os que são levantados por Rojo (2013), Rojo e Moura (2012) entre outros, além das Diretrizes Nacionais da Educação. Com essa configuração o trabalho realizado resultou em uma troca de experiência bastante significativa em que os envolvidos demonstraram interesse em continuar a estudar a temática e a planejar ações a serem desenvolvidas em sala de aula. Com isso, compreendemos que ações de formação continuada que contemplam práticas de multiletramentos aproximam professores da realidade dos alunos, o que possibilita uma aprendizagem efetiva e mais significativa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

________________________________________________

Redin - Revista Educacional Interdisciplinar

ISSN: 2594-4576