TECNOLOGIAS DIGITAIS PARA O ENSINO: ELABORAÇÃO DE UM PROTÓTIPO DIGITAL COM O GÊNERO NOTÍCIA

Daniel Brandão, Rosivaldo Gomes

Resumo


As novas tendências e diretrizes voltadas para o ensino, hoje, estão em constantes evoluções, assim como a integração de tecnologias às práticas do letramento escolar. Nesse viés, estamos diariamente em contato com os novos recursos digitais disponíveis no mundo moderno, contudo, trazer estes recursos para o âmbito escolar requer novas práticas de ensino em uma cooperação didática entre professor e aluno. Para isso, são necessários novos letramentos e diferentes formas de práticas letradas. É nesse sentido que Rojo (2012) propõe o conceito de Multiletramentos, que direciona para dois tipos de multiplicidade existentes na nossa sociedade, a multiplicidade cultural, que envolve produções letradas de diferentes culturas e a multiplicidade semiótica, que diz respeito às diferentes semioses/linguagens presentes nos textos de gêneros multissemióticos/multimodais existentes atualmente (GOMES, 2017a; ROJO, 2013; DIONÍSIO, 2008; COSCARELLI; NOVAIS, 2010) para informar/comunicar. É nesse sentido que o objetivo desta pesquisa é a elaboração de um material didático (Protótipo didático digital de ensino) que possa ajudar na integração das novas tecnologias digitais ao currículo, no sentido proposto por Almeida e Silva (2017) como um webcurrículo. Assim, através de um projeto de iniciação científica, desenvolvido na Universidade Federal do Amapá, propomos pesquisar as possibilidades do uso de tecnologias digitais no ensino de Língua Portuguesa com o gênero discursivo notícia digital a partir do protótipo didático. O projeto, caracterizado como piloto, vincula-se a um projeto maior intitulado “Materiais didáticos digitais e novos (multi)letramentos: caminhos para um webcurrículo”. Para a organização do material, tomamos como base a proposta de Protótipo Didáticos de Ensino feita por Rojo (2012, 2013a, 2017). A abordagem de pesquisa caracteriza-se como qualitativa interpretativa, situada no campo da Linguística Aplicada (MOITA LOPES, 2006; ROJO, 2006), sendo realizada uma pesquisa-ação (ANDRÉ, 1995; THIOLLENT, 2011). Fundamentamo-nos também nos paradigmas da aprendizagem curricular e paradigma da aprendizagem interativa (LEMKE, 2010); nos princípios da Pedagogias dos Multiletramentos (COPE; KALANTZIZ, 2006 [2000]); dos Novos Letramentos (COIRO, KNOBEL, LANKSEHEAR, LEU, 2008; LANKSHEAR, KNOBEL, 2007) e em autores  em brasileiros que têm desenvolvido pesquisas no campo da educação linguística e da Linguística Aplicada a respeito do papel das tecnologias digitais da informação e comunicação no ensino (ROJO, 2012, 2017, ROJO; BARBOSA, 2013, 2014; ROJO, 2017; GOMES, 2017).  Os resultados evidenciem que produção do protótipo com base na Pedagogia dos Multiletramentos pode proporcionar uma aprendizagem significativa dos saberes de língua portuguesa e da produção digital do gênero notícia e que, de forma sistemática, esse material didático digital poderá também auxiliar o ensino e aprendizagem de alunos do ensino fundamental de uma escola de rede pública do estado do Amapá.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

________________________________________________

Redin - Revista Educacional Interdisciplinar

ISSN: 2594-4576