LINGUAGEM ORAL, ESCRITA E DIGITAL

Roberta Andréa dos Santos Colombo, Andréa Macedo de Avila Baez Garcia, Mônica Cristina da Silva Andrade

Resumo


Este trabalho tenciona analisar e mostrar como as diferentes linguagens – oral, escrita se adequam ao que chamamos de “digital” – que é a linguagem abreviada, rápida, muito comumente utilizada em redes sociais, e como estas diferentes línguas contribuem para o desenvolvimento da aprendizagem escolar em um momento em que as tecnologias digitais estão cada vez mais inseridas na educação.

Mas como seria essa “Linguagem Digital”, e como ela pode relacionar-se com a Linguagem Oral e Escrita de modo que “o conteúdo, a mensagem” seja transmitida de modo coerente, devido diferentes especificidades de cada língua? O que podemos fazer para que nossos alunos, em meio às mudanças sociais e culturais que o país perpassa, aprendam as diferentes línguas, e aprendam a adequá-las em cada situação, além de torná-los mais críticos em relação ao que se fala ou escreve? Seja em uma modalidade presencial ou a distância, cada tipo de língua tem um papel importante na educação,  e consequentemente, na vida social e profissional. Como os professores poderão contribuir para que as diferentes linguagens, cujas características são diferentes, possam ser utilizadas por seus alunos de modo eficaz, seja qual for o meio utilizado para esta comunicação?

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

________________________________________________

Redin - Revista Educacional Interdisciplinar

ISSN: 2594-4576