MOBILE LEARNING: AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE UM APLICATIVO PARA O ENSINO DE ELEMENTOS QUÍMICOS

Luiz Cláudio da Silva Crisóstomo, Marcia Machado Marinho, Gabrielle Silva Marinho, Emmanuel Silva Marinho

Resumo


O Mobile Learning ou M-Learning consiste na fusão de diversas tecnologias de processamento e comunicação, permitindo por tanto uma maior interação entre os indivíduos. De forma geral, refere-se a aprendizagem realizada em movimento, ou seja, como mobilidade. Tendo como principais recursos para isso, os dispositivos móveis, especificamente os aparelhos de celulares modernos. O M-Learning traz algumas vantagens no processo de ensino aprendizagem, tais como obtenção do conhecimento em qualquer horário e lugar, melhora na relação entre professores e alunos, aprendizagem de forma individual ou grupal, além de possibilitar melhoria na autoestima e autoconfiança. Todavia, mesmo diante de tantas qualidade do Mobile Learning, nem todos os professores aprovam tal metodologia, pois consideram o uso de dispositivos móveis como algo que irá prejudicar o andamento da aula. Diante disso, o presente trabalho teve o objetivo de avaliar e selecionar um objeto educacional para o ensino de Química com foco no estudo dos Elementos Químicos disponível para dispositivos móveis. A pesquisa foi dividida em três momentos: I – análise do número de downloads; II – avaliação do grau de satisfação e III – avaliação de acordo com as concepções de aprendizagem. Os aplicativos avaliados nesta pesquisa foram os seguintes Forca: Elementos Químicos (Objeto de Aprendizagem A), Periodic Table Element Quis (Objeto de Aprendizagem B), Elementos Químicos e Tabela Periódica: Nomes Testes (Objeto de Aprendizagem C), Quis: Tabela Periódica (Objeto de Aprendizagem D) e o Tabela Periódica Quis (Objeto de Aprendizagem E).  De acordo com os resultados foi possível observar que o objeto com maior número de downloads foi o Tabela Periódica Quis (500.000 – 1000.000), porém o que mais satisfez os usuários foi o Elementos Químicos e Tabela Periódica – Nomes e Testes (73%). Em relação as avaliações utilizando-se das check list das concepções de aprendizagem, pode-se observar que os objetos B e C mostraram mais características da concepção empirista, os objetos B, C, D e E mostraram características da concepção racionalista e os objetos C, D e E apresentaram 50% de características interacionista. Os resultados permitiram concluir que o objeto educacional Elementos Químicos e Tabela Periódica – Nomes e Testes (Objeto de Aprendizagem C) foi o mais bem aceitos pelos usuários, e apresenta características favoráveis a sua inserção no processo de ensino e aprendizagem, uma vez que além de satisfazer apresentou muitas características relevantes das concepções de aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

________________________________________________

Redin - Revista Educacional Interdisciplinar

ISSN: 2594-4576