MINDFULNESS, TERAPIAS COGNITIVAS E NEUROCIÊNCIA

Graziela Maria Lazzari

Resumo


Uma das coisas mais importantes de que temos conhecimento hoje é de como a mente humana é uma incógnita. Pesquisadores de diversas áreas tentam compreender o funcionamento das mais variadas regiões do nosso cérebro, responsáveis pelo processamento da atenção, concentração, memória, raciocínio, e que também conduzem o restante do nosso corpo. No cérebro também se encontram os conflitos, o estresse e o equilíbrio emocional responsável por nossas ações. Entre tantas tentativas de compreender esse processo que acontece involuntária e literalmente dentro de nossas cabeças, encontram-se as estratégias da terapia cognitiva e as técnicas de Mindfulness, cuja habilidade está diretamente relacionada a ativação de regiões do córtex pré-frontal, que, automaticamente, desencadeia tanto o desenvolvimento cognitivo, quanto o emocional. Considerando essas afirmações, se a Mindfulness reflete diretamente nas sinapses cerebrais, essa prática poderia contribuir para a assimilação de nossas experiências cotidianas, fortalecendo as atividades cerebrais. Afinal, a infância que muitos de nós vivemos de forma lúdica, divertida, saudável e livre, infelizmente está sendo esquecida e abrindo espaço para agendas lotadas, aulas complementares e outros compromissos.

Texto completo:

PDF

Referências


COSENZA, Ramon; GUERRA, Leonor. Neurociência e educação: como o cérebro aprende. Porto Alegre: Artmed, 2011.

CRESWELL, J. David et al. Neural correlates of dispositional mindfulness during affect labeling. Psychosomatic Medicine, [S.l], v.69, n. 6, p. 560-565, 2007.

LURIA, Aleksandr Romanovich. Fundamentos de Neuropsicopedagogia. Trad. Juarez Aranha Ricardo. Rio de Janeiro: LTC Livros Técnicos e Científicos Editora S.A. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1984.

SBNPP – SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEUROPSICOPEDAGOGIA. Nota Técnica 02/2017. Joinville: SBNPP, 2016.

WALLON, Henri. A evolução psicológica da criança. São Paulo: Martins Fontes, 2017.

KABAT-ZINN, J. Mindfulness based interventions in context: Past present and future. Clinical Psychology: Science and Practice, [S.l], v. 10 , n. 2, p. 144– 156, 2003.

ZIMMERMANN, Barry J., BONNER, Sebastian; KOVACH, Robert. Developing self-regulated learners: beyond achievement to self-efficacy. Washington: American Psychological Association, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.