Capacitação e desenvolvimento de pessoas para o desempenho da função de condutor de veículos de transporte coletivo de passageiros

João Carlos Coelho, Leila Maria Bischoff

Resumo


A empresa pesquisada oferece capacitação continuada a seus colaboradores em uma escola interna de formação de motoristas do transporte coletivo de passageiros, onde conta com mais de 60% de seus 218 motoristas oriundos deste evento. A escola tem atualmente uma média de 30 colaboradores de outros setores da empresa em formação para futuros condutores de transporte coletivo de passageiros, todos participando de aulas teóricas e práticas de condução, comportamento humano, direção defensiva, direção econômica e formas de atendimento aos clientes, ocorrendo as aulas duas vezes por semana. Os colaboradores são acompanhados e avaliados dentro das normas previstas em Regulamento Interno da Escola de Motoristas, que trata também dos requisitos mínimos de aprovação para possibilitar a promoção funcional. Os membros da empresa valorizam a capacidade e a competência do colaborador e investem em seu desenvolvimento porque entendem que este conjunto de ações pode gerar resultado a ambos através do fluxo constante entre fontes de informações, mudanças comportamentais, prática e tarefa, e que isso só se estabelece quando a mentalidade é transformada em comportamento.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, W. de. Direção defensiva: a segurança ao seu alcance. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1974.

BOOG, Gustavo G. Manual de treinamento e desenvolvimento. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2001.

CARVALHO, Ana Cristina Marques de, SOUZA, Leonardo Pellegrino de. Ativos intangíveis ou capital intelectual: discussões da contradição na literatura e proposta para sua avaliação. Em: Prescpect. Cienc. Inf., Belo Horizonte, v.4, n.1, p.73-83,jan./jun. 1999.

CHIAVENATO, Idalberto. O Capital Intelectual. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2014.

______. Recursos humanos: o capital humano das organizações. 8 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

______. O Capital Intelectual. Disponível em: . Acesso em 20 de mar. 2014.

CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO, Decreto-Lei 9503 de 23 de Set. de 1997.Ementa. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 24 de Set. 1997. Séc. 1, p. 21202-21246. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2014.

FRANÇA, Ana Cristina Limongi, Comportamento organizacional: conceitos e práticas. São Paulo: Saraiva, 2006.

HOYLER, S. Manual de relação industriais. São Paulo: Pioneira, 1970.

IUDÍCIBUS, S. Teoria da contabilidade. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1993.

KNAPIK, Janete. Gestão de Pessoas e Talentos. 2. ed. Curitiba: Ibpex, 2008.

LUCAS, Miguel. Como potenciar a motivação na vida e no trabalho. 14/05/2013. Disponível em: . Acesso em: 20 de mar.

MACIAN, L. M. Treinamento e Desenvolvimento de Recursos Humanos. São Paulo: EPU, 1987. XIII SIMPEP - Bauru, SP, Brasil, 06 a 08 de novembro de 2006.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

MARRAS, J. P. Administração de recursos humanos: do operacional ao estratégico. 4. ed. São Paulo: Futura, 2001.

______. Gestão de Pessoas: em empresas inovadoras. São Paulo: Futura, 2006

MOURA, Arthur Hipólito de. Os ativos intangíveis e o capital intelectual. 2004. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2014.

VERGARA, Sylvia Constant. Gestão de Pessoas. São Paulo: Atlas, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.