Fatores relevantes para o comprometimento organizacional: Um estudo multicaso sob a perspectiva do colaborador

Taís Santos Endres, Carine Backes Dörr

Resumo


O comprometimento organizacional é um fator que colabora exponencialmente para as empresas alcançarem um diferencial competitivo, pois tende a resultar em um elevado grau de assiduidade e pontualidade dos trabalhadores, além de baixas taxas de rotatividade e fácil adaptação às mudanças. Este artigo aborda um estudo multicaso aplicado em três indústrias calçadistas do Vale do Paranhana/RS, com o objetivo de analisar os fatores que levam ao comprometimento organizacional, sob a perspectiva do colaborador. A metodologia adotada nesta pesquisa foi exploratória, qualitativa e quantitativa, com uma amostra não probabilística que atingiu cento e sessenta e oito respondentes. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram entrevistas semiestruturadas, que deram origem a um questionário misto, composto por questões fechadas e uma questão aberta, os quais foram aplicados nos colaboradores das indústrias pesquisadas, que indicaram a importância dos fatores afetivos, calculativos e normativos no comprometimento organizacional. Os resultados possibilitaram concluir que não são fatores isolados que geram comprometimento organizacional, mas a combinação de fatores de todas as bases de comprometimento.

Texto completo:

PDF

Referências


ABICALÇADOS. Relatório setorial da indústria de calçados no Brasil. São Paulo, v. 2, n.2, Abril, 2012.

BARBOSA, S.L.; FARIA, J.H. Comprometimento uma avaliação crítica sobre a práx organizacional. In: XXIV ENCONTRO DA EnAPAD, 2000, Florianópolis/SC. Anais...Florianólpolis, 2000.

BASTOS, A. V. B.. Comprometimento no trabalho: a estrutura dos vínculos do trabalhador com a organização, a carreira e o sindicato. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade de Brasília. Brasília, 1994.

BASTOS, A. V. B. Comprometimento Organizacional: Seus Antecedentes em Distintos Setores da Administração e Grupos Ocupacionais. Universidade da Paraíba, 1994.

BECKER, H. S. Notes on the concept of commitment. The American Journal of Sociology, v.66, 1960.

CACCIAMALI, M. C. et al. Sistema Nacional de Emprego: desempenho interestadual. In: OLIVEIRA, Marco Antônio de (org.) Reforma do Estado e Políticas de Emprego no Brasil. Campinas: IE/UNICAMP, 1998.

CAGED, 2011. Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Acesso em: 15 de Março de 2014.

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, 2014. Seguro-Desemprego. Disponível em: Acesso em 22 de Março de 2014.

CHIAVENATO, I. Planejamento recrutamento e seleção de pessoal. Como agregar talentos à empresa. 4a ed. São Paulo: Atlas, 1999.

DESSLER, G. Conquistando comprometimento – como construir e manter uma força de trabalho competitiva. São Paulo: Makron Books, 1996.

FISCHER, A. L.; DUTRA, J. S.; COSTA, W. A. Gestão de Pessoas - Desafios Estratégicos das Organizações. São Paulo: Altas, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5a Edição.São Paulo: Atlas, 1999.

GONZALÉZ, T. F.: GUILLÉN, M. Organizational commitment: a proposal for a widerethical conceptualization of “normative commitment”. Journal of Busness Ethcs, 2008.

IPEA, 2011. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Mercado de Trabalho Conjuntura e Análise. Fevereiro/2011. Disponívelem: Acesso em: 22 de Março de 2014.

IPEA, 2012. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. A importância do Abono Salarial para a sustentabilidade da redução da informalidade e da segmentação do mercado de trabalho brasileiro. Novembro/2012. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/agencia/images/stories/PDFs/121127_fomaliza_sae.pdf> Acesso em: 24 de Março de 2014.

LACOMBE, F. J.M. Dicionário de administração. São Paulo: Saraiva, 2004.

MELO, L. No Brasil, rotatividade de pessoal cresceu 82%. Revista Exame, Outubro/2013. Disponível em: Acesso em: 15 de Março de 2014.

MEYER, J. P.; HERSCOVITCH, L. Commitment in the workplace: toward a general model. Human Resource Management Review. v. 11, 2001.

MEYER, J. P.;ALLEN, N. J. Commitment in the workplace: theory, research and application. Thousand Oaks: Sage, 1997.

MOWDAY, R.T.; STEERS, R.M.; PORTER, L.W. The measurement of organizational commitment. Journaul of Vocational Behavior, v.14, 1979.

PALÁCIO DO PLANALTO. PALÁCIO DO PLANALTO. Da finalidade e dos Princípios Básicos da Previdência Social. 2014. Palácio do Planalto. Disponível em: Acesso em: 22 de Março de 2014.

PORTAL DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Abono Salarial. 2014. Disponível em: < http://portal.mte.gov.br/abono/abono-salarial.htm > Acesso em 22 de Março de 2014.

RIZZOTO, P. M.;Brasil Econômico (SP): Mantega discute com centrais o impacto da rotatividade. IPEA – Instituto de Pesquisa Economica Aplicada, Novembro/2013. Disponível em: Acesso em: 15 de Março de 2014.

SIQUEIRA, M. M. M.. Proposição e análise de um modelo para comportamentos de cidadania organizacional. Revista de Administração Contemporânea, 7, 2003.

SIQUEIRA, M. M. M.. Esquema mental de reciprocidade e influências sobre afetividade no trabalho. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 26., 2002, Salvador, Bahia. Anais... Salvador/BA: ANPAD, 2002.

TEIXEIRA, C. G.. Efeitos da Transferência de Renda na Oferta de Trabalho. 2011. Disponível em: Acesso em 22 de Março de 2014.

WIENER, Y. “Commitment in organizations: A normative view”, in: Academy of Management Review, v. 7, 1982.

WIENER, Y.; VARDI Y.. “Relationship between job, organization, and career commitment and work outcomes: An integrative approach”, in: Organizational Behavior and Human Performance, v. 26, 1980.

ZANELLI, J. C.; ANDRADE, J. E. B.; & BASTOS, A. V. B.; Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.