ESTUDO DO APPLET “FORÇAS E MOVIMENTO”, DISPONÍVEL NA PLATAFORMA PhET INTERACTIVE SIMULATIONS, PARA O ENSINO DE FÍSICA

Bruna Schmitt, Zenar Pedro Schein

Resumo


Com este trabalho, busca-se realizar uma análise sobre o applet “Forças e Movimento”, disponível na plataforma PhET Interactive Simulations. Esse applet auxilia tanto o estudante quanto o professor em sala de aula no que se refere à compreensão dos conceitos já estudados teoricamente. Tem-se como objetivo, a partir da análise do applet, verificar como o uso de mídias digitais pode facilitar a aprendizagem do aluno no ensino de Física. Trata-se de uma pesquisa qualitativa. Observou-se a importância de utilizar tecnologia em sala de aula, uma vez que ela é grande facilitadora e apoiadora do professor e do estudante, pois este está inserido em um meio tecnológico e dinâmico. O applet “Forças e Movimento” é relevante para a compreensão de conceitos físicos estudados em sala de aula, pois possibilita que o próprio aluno faça a manipulação desse applet e tire suas próprias conclusões sobre o assunto.

Texto completo:

PDF

Referências


ARANTES, Alessandra Riposati; MIRANDA, Márcio Santos; STUDART, Nelson.

Objetos na aprendizagem do ensino de física: usando simulações do Phet. Física na

escola, v. 11, n. 1, p. 27-31, 2010.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em:

xa_site_110518.pdf>. Acesso em: 5 de agosto de 2020.

ENS, Romilda Teodora. Relação professor, aluno, tecnologia: um espaço para o

saber, o saber fazer, o saber conviver e o saber ser. Colabora, Curitiba, v. 1, n.1, p.

-44, fev. 2002.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas,

HACK, Josias Ricardo; NEGRI, Fernanda. Escola e tecnologia: a capacitação

docente como referencial para a mudança. Ciências e Cognição, Florianópolis, v.

, p. 89-99, abr. 2010.

HALLIDAY, David; RESNICK, Robert; WALKER, Jearl. Fundamentos de Física 1

Mecânica. Rio de Janeiro: LTC, 2002.

HEWITT, Paul G. Física conceitual. Porto Alegre: Bookman, 2002.

ISOTANI, Seiji; BRANDÃO, Leônidas de Oliveira. O Papel do Professor e do Aluno

Frente ao Uso de um Software de Geometria Interativa: iGeom. Bolema, Rio Claro,

v. 27, n. 45, p. 165-192, abr. 2013.

JÚNIOR, Francisco Ramalho; FERRARO, Francisco Ramalho; SOARES, Paulo

Antônio de Toledo. Os fundamentos da física. São Paulo: Moderna, 1999.

LOPES, Rosemara; FEITOSA, Eloi. Applets como recurso pedagógico no ensino

de física. Aplicação em cinemática. Disponível em: http://www.cienciamao.usp.br

/dados/snef/_appletscomorecursopedago.trabalho.pdf. Acesso em: 24 ago. 2019.

MOREIRA, Marco Antônio. MASINI, Elcie F. Salzano. Aprendizagem significativa:

a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 1982.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. Tratado de Metodologia Científica: projetos de

pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. São Paulo: Pioneira

Thomson Learning, 2001.

REY, Fernando González. Pesquisa qualitativa e subjetividade: os processos de

construção da informação. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

RITTO, Antonio Carlos de Azevedo. MACHADO FILHO, Nery. A caminho da escola

virtual: em ensaio carioca. Rio de Janeiro: Faculdade Carioca, 1995.

SILVA, Henrique César da; COLARES FILHO, Jaime Luiz. Produção de sentidos

por imagens interativas: applets no ensino da física. Disponível em:

http://www.abrap

ecnet.org.br/enpec/iv-enpec/Arquivos/Orais/ORAL150.pdf. Acesso em: 07 set. 2019.

VOGLER, Marcos; JUNIOR, Fretz Sievers; GERMANO, José Silvério Edmundo. O

uso de simulações em Java como objetos de aprendizagem no ensino de

física. Disponível em:

http://www.abenge.org.br/cobenge/arquivos/15/artigos/01_504.pdf. Acesso em: 24

ago. 2019.

YOUNG, Hugh D; FREEDMAN, Roger A. Física I. São Paulo: Addison Wesley,


Apontamentos

  • Não há apontamentos.