ARTICULAÇÃO, FORMAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO: CONTRIBUIÇÕES DA LICENCIATURA EM PSICOLOGIA PARA ASSESSORIA PEDAGÓGICA

Camila Roberta Lahm Vieira

Resumo


Este artigo consiste em uma revisão teórica sobre as possibilidades de atuação do assessor pedagógico, na perspectiva da prática do estágio de ensino em Psicologia. O referido estágio ocorreu na condução de espaços de formação docente, com duração de dois semestres letivos consecutivos, junto a uma escola da rede privada de ensino. Diante da complexidade de demandas e das diferentes perspectivas do contexto educacional na atualidade, surgem variadas necessidades exigindo reflexão e atuação específicas por parte dos atores da cena escolar. Neste viés, a presença de um profissional que responda pela assessoria pedagógica da instituição pode representar uma ferramenta importante e significativa, oportunizando espaços e ações voltadas à formação da equipe institucional (professores, coordenadores, gestores); criação de grupos de trabalho e elaboração de projetos educacionais; estudo, revisão e/ou elaboração do Projeto Pedagógico Institucional; discussão e reflexão permanente das práticas pedagógicas entre coordenação e docentes; auxílio no planejamento e elaboração de materiais e de atividades educativas; acompanhamento do percurso de aprendizagem dos alunos e atendimento às famílias dos estudantes. Frente a isso, a atuação do psicólogo licenciado se mostra como um diferencial no contexto educacional, favorecendo as relações institucionais e os diferentes espaços e contextos de aprendizagem, contribuindo com a qualidade da educação.

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Julio Groppa; MUSSI, Mônica Cristina. As vicissitudes da formação docente em serviço: a proposta reflexiva em debate. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 27, n. 2, p. 211-227, July 2001. Disponível em: . Acesso em: 19 ago. 2018.

BOTTEGA, Rita Maria Decarli. Formação de professores em serviço: aspectos para discussão. Revista Trama. v.3, n. 5, 1º semestre, p. 171-179, 2007.

CARRASCO, Ligia Bueno Zangalli; FRAGELLI, Carina Maria Bullio; AZEVEDO, Maria Antonia Ramos de. O papel do assessor pedagógico na significação da docência universitária: limites e possibilidades. Anais eletrônicos do Seminário Internacional de Educação Superior 2014. Disponível em: . Acesso em: 19 agosto de 2018.

CAVALCANTE, Eleonora; ANDRADE, Silvana; SALES, Roselita; INÊS, Maria. Proposta da Assessoria Educacional, Coordenações Pedagógicas e Orientação Educacional. Brasília: DF. Disponível em: .

GALUCCI, Rosires. O papel do assessor pedagógico como agente articulador da formação de professores. Impressões pedagógicas. Disponível em: .

LAROCCA, Priscila. O saber psicológico e a docência: reflexões sobre o ensino de Psicologia na educação. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 20, n. 2, p. 60-65, June 2000. Disponível em: . Acesso em 19 Ago. 2018.

NÓVOA, António. A formação tem de passar por aqui: as histórias de vida no Projeto Prosalus. In: NÓVOA, A. FINGER, M (org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: Editora da UFRN/São Paulo, Editora Paulus, 2012.

SILVA, Silvia Maria Cintra da et al. Formação do Psicólogo para Atuar na Educação: Concepções de Coordenadores de Curso. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 36, n. 1, p. 48-62, Mar. 2016. Disponível em: . Acesso em: 19 Ago. 2018.

PACHECO, Ana Paula Limaco et al. Docência em Psicologia: uma experiência no estágio de licenciatura em Psicologia. Psicol. Esc. Educ., Maringá, v. 15, n. 2, p. 363-366, Dec. 2011. Disponível em: . Acesso em: 19 Ago. 2018.

PERRENOUD, Philippe. Ensinar: agir na urgência, decidir na incerteza. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.

ZAGURY, Tania. Pensando educação com os pés no chão – reflexões de meio século de sala de aula. Bicicleta Amarela: Rio de Janeiro, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.