Fazendo poses e cliques nas aulas de história: memória, imagem e fotografia no ensino de história da educação básica

Daniel Luciano Gevehr, Vanuza Mittanck

Resumo


Discute-se a utilização da fotografia, enquanto ferramenta pedagógica para o ensino de história, no contexto da educação básica. Para tanto, analisa-se a fotografia como forma de registro de imagens, que se transformam em objeto de investigação nas aulas de história. Através da produção de fotografias, que buscam materializar cenas e acontecimentos da história estudada em sala de aula, problematiza-se o uso da imagem e sua relação com as questões da memória, da narrativa histórica e do processo de ensino-aprendizagem dos conteúdos que constituem a disciplina de história, no currículo escolar da contemporaneidade. Através da pesquisa, percebe-se o quanto a imagem pode se transformar em um importante instrumento pedagógico, que permite aprofundar e melhor compreender, elementos próprios de diferentes épocas e contextos do passado, que pela produção de cenários, capturados pela fotografia, contribuem significativamente no processo de ensino da história.

Referências


ABRIC, Jean-Claude. A abordagem estrutural das representações sociais. In: MOREIRA, Antônia S. P. e OLIVEIRA, Denise C. de. Estudos interdisciplinares de representação social. Goiânia: AB Editora, 1998. p.27-38.

AREND, Silvia Fávero. Trabalho, escola a lazer. In: In: PINSKY, Carla Bassanezi; PEROT, Joana Maria. Nova História das mulheres. São Paulo: Contexto, 2012.p. 65-83.

BACZKO, Bronislaw. Imaginação social. In: Enciclopedia Einaudi (Anthropos-Homem). Portugal: Imprensa nacional/Casa da Moeda, 1985. v.5. p.309-310.

BASSANEZI. Carla. Mulheres nos Anos Dourados. In: DEL PRIORE, Mary (org). História das Mulheres no Brasil. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2004, p. 607-639.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas linguísticas. São Paulo: Edusp, 1998.

________. O poder simbólico. 4ª ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

BURKE, Pater. O historiador como colunista. Ensaios para a Folha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.

________. Testemunha ocular. História e imagem. Bauru: EDUSC, 2004.

CATROGA, Fernando. Memória e História. In: PESAVENTO, Sandra J. (org.) Fronteiras do milênio. Porto Alegre: UFRGS, 2001. p.43-69.

DEL PRIORE, Mary. Conversas e histórias de mulher. São Paulo: Planeta, 2013.

FONSECA. Selva Guimarães. Fazer e ensinar História. Belo Horizonte: Dimensão, 2009.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, Denise (org.) As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001. p.17-44.

MAUAD, Ana Maria; LOPES, Marcos F. de Brum. História e Fotografia. In: CARDOSO, Ciro F.; VAINFAS, Ronaldo (orgs). Novos Domínios da História. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012. p.263-282.

MONTEIRO, Charles. Porto Alegre e suas escritas. Histórias e memórias (1940 e 1972). São Paulo: 2001. 460p. Tese (Doutorado em História). PUCSP.

NORA, Pierre Entre memória e história. A problemática dos lugares. Projeto história. São Paulo, n. 10, dez. 1993. [Revista do Programa de Estudos Pós-graduados em História e do Departamento de História PUCSP].p.07-28.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. O imaginário da cidade. Visões literárias do urbano. Paris, Rio de Janeiro, Porto Alegre. Porto Alegre: UFRGS, 2002.

PINSKY, Carla Bassanezi. A era dos modelos rígidos. In: PINSKY, Carla Bassanezi; PERO, Joana Maria. Nova História das mulheres. São Paulo: Contexto, 2012.p. 469-512.

POLLACK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2. n. 3, 1989. p.03-15.

SANT’ANNA, Denise Bernuzi de. Sempre bela. In: PINSKY, Carla Bassanezi; PERO, Joana Maria. Nova História das mulheres. São Paulo: Contexto, 2012.p. 105-125.

SEIXAS, Jacy Alves de. Percursos de memórias em terras de história: problemas atuais. In: BRESCIANI, Stella e NAXARA, Márcia (Org.). Memória e (res)sentimento: indagações sobre uma questão sensível. Campinas: UNICAMP, 2004. p.37-58.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora; CAINELLI, Marlene. Ensinar História. São Paulo: Scipione, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.