O IMPACTO FINANCEIRO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PARA OS CONSUMIDORES FINAIS DOS PRODUTOS LÁCTEOS: ESTUDO DE CASO NOS PEQUENOS E MÉDIOS MERCADOS DO MUNICÍPIO DE CAMPO BOM – RS

Cristina Dapper, Luis Antonio Licks Missel Machado

Resumo


O sistema tributário brasileiro é caro e complexo, o que muitas vezes dificulta o crescimento e o desenvolvimento das empresas. Contudo, o maior ônus pertence aos consumidores finais, afinal o valor dos tributos é pago indiretamente por estes, no preço final do produto. A substituição tributária é um meio de facilitar a cobrança e a fiscalização do ICMS pelo fisco estadual. No entanto, a sistemática de substituição tributária fixa o valor a ser pago de ICMS nas operações subsequentes, sem levar em consideração os valores de venda praticados ou a tributação das empresas. Por conseguinte, o presente artigo tem por objetivo analisar os impactos financeiros do ICMS substituição tributária para o consumidor final dos produtos lácteos. A pesquisa teve caráter bibliográfico, descritivo e exploratório, cuja coleta de dados foi realizada por meio de um questionário entregue aos administradores dos pequenos e médios mercados do munícipio de Campo Bom/RS. Os dados coletados foram apresentados em tabelas e, com base neles, foram realizados os cálculos do ICMS, que seria pago no regime normal, e da substituição tributária devida. A partir das análises realizadas, conclui-se que a substituição tributária sobre a cesta de produtos lácteos traz um ônus financeiro médio de R$ 0,04 para o consumidor final. Averiguou-se também que o maior ônus financeiro é nas empresas optantes pelo Simples Nacional, enquanto, nas empresas do regime geral, o valor pago por substituição tributária é menor que o ICMS próprio que seria devido.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDRE, Ricardo. Direito tributário esquematizado. 7. ed. São Paulo: Método, 2013.

BRASIL. Código Tributário Nacional - Lei nº 5.172/66, de 25 de outubro de 1966. Palácio do Planalto, Brasília, DF, 25 out. 1966. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5172.htm> Acesso em 12 abr. 2017­­­­­­­­

______. Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. Disponível em: Acesso em 12 abr. 2017­­­­­­­­

______. Lei complementar nº 123/2006. Brasília, DF, 14 de dez. de 2006. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp123.htm> Acesso em 29 abr. 2017.

______. ICMS dos Estados e Distrito Federal. Lei Complementar nº 87/96, de 13 de setembro de 1996. Palácio do Planalto, Brasília, DF, 13 set. 1996. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp87.htm > Acesso em 15 abr. 2017­­­­­­­­.

CASSIANO, Adão Sérgio do Nascimento; DANILEVICZ, Ígor; BERNI, Maurício Batista. Direito tributário. Porto Alegre: Síntese, 2000.

CASSONE, Vittorio. Direito tributário. 24. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

CASTARDO, Hamilton Fernando. Primeiras linhas de direito tributário nacional. Campinas, SP: Millennium Editora, 2008.

CARRAZZA, Roque Antonio. ICMS. 16. ed. São Paulo: PC Editorial Ltda., 2012.

CONFAZ. Convênio ICMS 70/97. Manaus, AM, 25 de julho de 1997. Disponível em: < https://www.confaz.fazenda.gov.br/legislacao/convenios/convenio-icms/1997/cv070_97> Acesso em 24 maio 2017.

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Decreto nº 37.699 de 26 agosto de 1997. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2017.

______. Lei complementar nº 13.036/2008. Palácio Piratini, Porto Alegre, RS, 19 de set. de 2008 Disponível em: Acesso em 22 abr. 2017

FABRETTI, Láudio Camargo. Direito Tributário Aplicado: impostos e contribuições das empresas. São Paulo: Atlas, 2006.

IBPT. Estudo sobre a carga tributária/ PIB x IDH. São Paulo, 2015. Disponível em:< https://ibpt.com.br/img/uploads/novelty/estudo/2171/IRBES2015.pdf> Acesso em 03 jun. 2017.

______. Estudo sobre os dias trabalhados para pagar tributos. São Paulo, 2016. Disponível em:< https://ibpt.com.br/img/uploads/novelty/estudo/2465/DIASTRABALHADOS2016.pdf> Acesso em 03 jun. 2017.

JUNG, Carlos Fernando. Metodologia Para Pesquisa & Desenvolvimento. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil, 2004.

MACHADO, Hugo de Brito. Aspectos fundamentais do ICMS. 2.ed. São Paulo: Dialética, 1999.

MARCONI, Marina de Andrade. LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MELO, José Eduardo Soares de. ICMS Teoria e Prática. 3. ed. São Paulo: Dialética, 1998

OLIVEIRA, Luís Martins de. et al.. Manual de contabilidade tributária: textos e testes com as respostas. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

PÊGAS, Paulo Henrique. Manual de Contabilidade Tributária. 5. ed. Rio de Janeiro: Freitas Bastos Editora, 2008.

SECRETARIA DA FAZENDA - SEFAZ/RS. Dúvidas Frequentes. Disponível em: < https://www.sefaz.rs.gov.br/Site/MontaDuvidas.aspx?al=l_subst_trib_faq> Acesso em: 02 maio de 2017.

SILVA, Antonio Carlos Ribeiro de. Metodologia de Pesquisa aplicada a contabilidade: orientações de estudos, projetos, relatórios, monografias, dissertações e teses. São Paulo: Atlas, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.