CONTROLE INTERNO COMO INSTRUMENTO À TOMADA DE DECISÕES NA GESTÃO PÚBLICA

Daniela Marilisa Boniatti, Wilson Medeiros Rodrigues

Resumo


Na administração pública, o controle interno assume um papel importante nos processos de planejamento, execução, fiscalização e transparência das ações governamentais, sendo capaz de auxiliar os dirigentes públicos no desenvolvimento de uma gestão mais eficiente e eficaz, atuando com maior economicidade e responsabilidade na aplicação dos recursos públicos e prestação de serviços à sociedade. Este artigo tem como tema o controle interno como instrumento à tomada de decisões na gestão pública, com foco nos municípios do Vale do Paranhana – RS, tendo como objetivo geral demonstrar e analisar a atuação das unidades centrais de controle interno como ferramenta auxiliar no processo decisório na gestão pública. Como metodologia, utilizou-se o estudo de caso múltiplo, com aplicação de entrevista semiestruturada aos coordenadores das unidades centrais de controle interno, com abordagem qualitativa, de forma descritiva, além de pesquisa bibliográfica. Como resultados obtidos, o reconhecimento de todos os servidores entrevistados, que trabalham em conjunto com a administração municipal, da importância das atividades exercidas pelo controle interno. Na sua maioria, as sugestões e recomendações expedidas pelo controle interno são levadas em consideração pelos gestores públicos para a tomada de decisões, podendo também contribuir no processo de planejamento das políticas públicas e verificação da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência dos serviços públicos.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Nilton de Aquino. Contabilidade Pública na Gestão Municipal. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

ANTÔNIO FILHO, José. A importância do controle interno na administração pública. Diversa, Ano I - nº 1, p. 85-99, jan./jun. 2008. Disponível em: Acesso em: 16 abr. 2017.

BAHIA. Tribunal de Contas do Estado. Diretrizes para as Normas de Controle Interno no Setor Público - Organización Internacional de Entidades Fiscalizadoras Superiores; Tradução de Cristina Maria Cunha Guerreiro, Delanise Costa e Soraia de Oliveira Ruther. Série de Traduções nº 13. Salvador: Tribunal de Contas do Estado da Bahia, 2007. Disponível em: Acesso em: 22 out. 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: Acesso em: 31 mar. 2017.

______. Controladoria-Geral da União. Manual de Integridade Pública e Fortalecimento da Gestão: Orientações para o Gestor Municipal. 2. ed. Brasília: CGU, 2010. Disponível em: Acesso em: 16 abr. 2017.

______. Controladoria-Geral da União. Manual de Integridade Pública e Fortalecimento da Gestão: Orientações para o Gestor Municipal. 3. ed. Brasília: CGU, 2013. Disponível em: Acesso em: 16 abr. 2017.

______. Decreto-Lei Nº 200, de 25 de fevereiro de 1967. Dispõe sôbre a organização da Administração Federal, estabelece diretrizes para a Reforma Administrativa e dá outras providências. Disponível em: Acesso em: 01 abr. 2017.

______. Instrução Normativa SFC Nº 01, de 06 de abril de 2001. Define diretrizes, princípios, conceitos e aprova normas técnicas para a atuação do Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Federal. Disponível em: Acesso em: 02 nov. 2017.

______. Lei Complementar Nº 101, de 04 de maio de 2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. Disponível em: Acesso em: 16 abr. 2017.

______. Lei Federal Nº 4. 320, de 17 de março de 1964. Estatui Normas Gerais de Direito Financeiro para elaboração e contrôle dos orçamentos e balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal. Disponível em: Acesso em: 01 abr. 2017.

______. Secretaria do Tesouro Nacional. Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP): 7º edição. Disponível em: Acesso em: 09 abr. 2017.

______. Tribunal de Contas da União. Curso de avaliação de controles internos. Conteudistas: Antonio Alves de Carvalho Neto, Bruno Medeiros Papariello. 2. ed. Brasília: TCU, Instituto Serzedello Corrêa, 2012. Disponível em: Acesso em: 22 out. 2017.

______. Tribunal de Contas da União. Glossário de termos do controle externo. SEGECEX / ADSUP / ADPLAN, 2012. Disponível em: Acesso em: 22 out. 2017.

CASTRO, Domingos Poubel de. Auditoria e controle interno na administração pública: evolução do controle interno no Brasil: do Código de Contabilidade de 1922 até a criação da CGU em 2003: guia para atuação das auditorias e organização dos controles internos nos Estados, municípios e ONGs. São Paulo: Atlas, 2008.

CAVALHEIRO, Jader Branco. A organização do Sistema de Controle Interno Municipal. 3. ed. Porto Alegre: Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul, 2005.

CAVALHEIRO, Jader Branco; FLORES, Paulo César. A organização do Sistema de Controle Interno Municipal. 4. ed. Porto Alegre: Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul, 2007.

Conselho Federal de Contabilidade. Normas brasileiras de contabilidade: contabilidade aplicada ao setor público: NBCs T 16.1 a 16.11. Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2012. Disponível em: Acesso em: 01 abr. 2017.

______. Resolução CFC Nº 1.128, de 21 de novembro de 2008. Aprova a NBC T 16.1 – Conceituação, Objeto e Campo de Aplicação. Disponível em: Acesso em: 01 jun. 2017.

______. Resolução CFC Nº. 1.135, de 21 de novembro de 2008. Aprova a NBC T 16.8 – Controle Interno. Disponível em: Acesso em: 01 abr. 2017.

CRUZ, Flávio da. et al. Comentários à Lei nº 4.320. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

______; GLOCK, José Osvaldo. Controle interno nos municípios: orientação para a implantação e relacionamento com os tribunais de contas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

FREIRE, Elias Sampaio. Direito Administrativo: teoria, jurisprudência e 1000 questões. 3. ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2002.

Gerhardt, Tatiana Engel; Silveira, Denise Tolfo (Org.). Métodos de pesquisa. 1. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. Disponível em: Acesso em: 22 abr. 2017.

GIL, Antonio Carlos. Estudo de Caso. São Paulo: Atlas, 2009.

______. Métodos e técnicas de pesquisa social. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1989.

JUNG, Carlos Fernando. Metodologia para pesquisa & desenvolvimento: Aplicada a novas tecnologias, produtos e processos. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil, 2004.

KOHAMA, Heilio. Contabilidade Pública: teoria e prática. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LIMA, Carlos Alberto Nogueira de. Administração Pública: teoria e mais de 400 questões. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Marina. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MARX, Fritz Morstein. Elementos da Administração Pública. 1. ed. São Paulo: Atlas, 1968.

MAUSS, César Volnei. Análise de demonstrações contábeis governamentais: instrumento de suporte à gestão pública. São Paulo: Atlas, 2012.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 22. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 1997.

OLIVEIRA, Antonio Benedito Silva. Controladoria Governamental: governança e controle econômico na implementação das políticas públicas. São Paulo: Atlas, 2010.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. Tratado de metodologia científica: Projetos de pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico [recurso eletrônico]: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: Acesso em: 22 abr. 2017.

REIS, Heraldo da Costa; MACHADO JR, José Teixeira. A Lei 4.320 comentada e a Lei de Responsabilidade Fiscal. 34. ed., rev. e atual. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2012.

RIO GRANDE DO SUL. Tribunal de Contas do Estado. Resolução nº 936, de 13 de março de 2012. Dispõe sobre as diretrizes a serem observadas na estruturação e funcionamento do sistema de controle interno municipal e dá outras providências. Disponível em: Acesso em: 16 abr. 2017.

SILVA, Antonio Ribeiro da. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos relatórios, relatórios, monografias, dissertações teses. São Paulo: Atlas, 2003.

SILVA, Lino Martins da. Contabilidade Governamental: Um enfoque administrativo da nova contabilidade pública. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

SILVA, Valmir Leôncio da. A nova contabilidade pública aplicada ao setor público: uma abordagem prática. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

SOARES, Edvaldo. Metodologia científica: lógica, epistemologia e normas. São Paulo: Atlas, 2003.

SOUZA, Jorge Bento de. Controle interno municipal: uma abordagem prática. Porto Alegre: Evangraf, 2006.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre, Bookmann, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.