Matriz de risco: um estudo em uma empresa calçadista do Vale do Paranhana

Nicole Hans Alves, Letícia Goulart dos Santos Tessmann

Resumo


A matriz de riscos é um instrumento que permite aos gestores mensurar, avaliar e ordenar os riscos das organizações. O estudo buscou identificar e apurar possíveis riscos que podem comprometer o bom funcionamento dos processos internos de uma empresa calçadista, tal qual o funcionamento da prática da gestão dos riscos e também quais providências são tomadas para mitigar os riscos na empresa e, por meio da elaboração de uma matriz de riscos, apontar o impacto e a probabilidade de ocorrência das ameaças identificadas. Para atingir os objetivos propostos, optou-se por uma pesquisa de objetivo exploratório, de caráter qualitativo, em forma de um estudo, com modelo de questionário com questões abertas. Com as informações adquiridas no presente estudo, foi elaborada uma matriz de risco na qual foram mensurados os riscos que abrangem a organização estudada e analisados sua probabilidade de ocorrência e impacto.

Texto completo:

PDF

Referências


AMIGO, Carolina. Failure Mode and Effect Analysis (FMEA). Portal de Conhecimentos. 2012. Disponível em: Acesso em: 30 jun. 2017

ARENS, A. A.; ELDER, R. J.; BEASLEY, M. S. Auditing and Assurance Services: na integrated approach. 14. ed. Pearson, 2012.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 31000:2009: Gestão de riscos: Princípios e diretrizes. Rio de Janeiro: ABNT, 2009.

BAUER, Martin W.; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

BRUN, M. C.; VANTI, A. A. Controles Internos e de tecnologia da informação na mitigação dos riscos de conformidade das informações contábeis. In: COBO, Angel; VANTI, Adolfo (Org.) Gobernanza empresarial de tecnologías de la información. Santander: Editorial Universidad de Cantabria, 2015, v. 1, p. 531-546.

CAETANO, Carlos Gilberto Gonçalves. Riscos: conceitos e premissas para a implementação de um processo de gestão. Módulo Solutions for GRC. 2005. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

COIMBRA, Fábio C. Gestão estratégica de riscos: instrumento de criação de valor. In: Seminários em Administração (SEMEAD). Anais... São Paulo: USP, 2004. p. 1-10.

COMMITTEE OF SPONSORING ORGANIZATIONS OF THE TREADWAY COMMISSION – COSO. Gerenciamento de riscos corporativos: estrutura integrada. 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2017.

CONSELHO FEDERAL DE CONTBILIDADE. NBC T 16.8: Controle Interno. Brasília: CFC, 2008.

CONSELHO FEDERAL DE CONTBILIDADE. NBC TI 01: Auditoria Interna. Brasília: CFC, 2003.

DAROIT, Jocasta Dariele; FEIL, Alexandre André. Modelo de gestão de riscos em uma prestadora de serviços. Rev. Ciênc. Admin., Fortaleza, v. 22, n. 2, p. 637-668, jul./dez. 2016.

FADUN, Olajide Solomon. Risk management and risk management failure: lessons for business enterprises. International Journal of Academic Research in Business and Social Sciences, [S.l], v. 3, n. 2, p. 225-239, feb. 2013.

FRANCO, Hilário; MARRA, Ernesto. Auditoria contábil. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Altas, 2008.

HILLSON, D. Effective strategies for exploiting opportunieties. In: Project Management Institute Annual Seminars & Symposium. 2001.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA. Guia de orientação para o gerenciamento de riscos corporativos. São Paulo: IBGC, 2007

INSTITUTO PORTUGUÊS DE AUDITORIA INTERNA - Enquadramento Internacional de Práticas Profissionais de Auditoria Interna. IPAI, 2009.

LIMA, Guasti Fabiano. Análise de Riscos. São Paulo: Atlas, 2015.

MACIEIRA, André. Gestão baseada em riscos: reinventando o papel da gestão de riscos integrada ao negócio. Rio de Janeiro: ELO GROUP, 2008.

NASCIMENTO, Hélida Vanessa Alves Moreira. Gestão de riscos e a importância a auditoria interna. 2011. 34 f. Monografia (Bacharelado em Ciências Contábeis) - Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2011.

PADOVEZE, Clóvis Luiz. Contabilidade Gerencial: Um enfoque em sistema de informação Contábil. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

PADOVEZE, Clóvis Luiz. Controladoria Estratégica e Operacional. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

PAULA, Maria Goreth Miranda Almeida. Auditoria Interna: embasamento conceitual e suporte tecnológico. São Paulo: Atlas, 1999.

PEREIRA, Joana Sofia Reis. A auditoria e a gestão do risco empresarial. 2012. 297 f. Dissertação (Mestrado em Auditoria e Análise Financeira) - Instituto Olitécnico de Tomar, Escola Superior de Gestão de Tomar, Portugal , 2012.

RAMOS, Cássio H. F. Análise de risco empresarial. Santa Catarina: Qualytool, 2009.

RAZ, Tzvi; HILLSON, David. A comparative review of risk management standards. Risk Management: An International Journal, [S.l], v. 7, n.4, p. 53-66, oct. 2005.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

ROVAI, Ricardo Leonardo. Modelo estruturado para gestão de riscos em projetos: estudo de múltiplos casos. 2005. 364 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

SANTOS, Jose Luiz dos; SCHMIDT, Paulo; GOMES, Jose Mário Matsumura. Fundamentos de Auditoria Contábil. São Paulo: Atlas, 2006.

SANTOS, Liliane B. dos; MARTINS, Oséias de Almeida. Estudo de caso: o impacto da matriz de risco no processo de Auditoria Interna de uma Instituição Financeira Brasileira. Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008.

SILVA, Antonio Carlos Ribeiro da. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos, artigos, relatórios, monografias, dissertações, teses. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

TEIXEIRA NETO, Otávio Augusto; ARAÚJO, Vagner Pereira de. Implementando um modelo de gerenciamento corporativo de riscos em sistemas de transporte de passageiros sobre trilhos. 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.