O impacto financeiro e contábil da desoneração da folha de pagamento em indústrias calçadistas do Vale do Paranhana

Emerson Rollof Bertini, Paulo Eduardo Rosselli Wünsch

Resumo


A carga tributária incidente sobre a atividade industrial no Brasil constitui-se em um significativo empecilho para o desenvolvimento econômico e social da gama empresarial do país. Algumas medidas urgentes devem ser tomadas para que o país atinja toda a efetividade de seu potencial. As medidas consistem em promover reformas estruturais, como a reforma política, a reforma da previdência e, talvez a mais premente, a reforma tributária. A desoneração da folha de pagamento, estipulada pelo governo federal em 2011, estimula, nesse contexto, a competitividade da indústria nacional, reduzindo a tributação e, consequentemente, os custos laborais das instituições. O objetivo deste estudo é evidenciar qual o impacto da desoneração da folha de pagamento nas indústrias calçadistas do Vale do Paranhana. Para tal, analisaram-se e compararam-se os resultados financeiros e contábeis antes e após a legislação federal que altera o método de cálculo dos impostos incidentes sobre a folha. Através de uma pesquisa aplicada, quali- quantitativa, que reúne características exploratórias e descritivas, cujo universo foi composto por uma amostra intencional das empresas calçadistas do Vale do Paranhana, mediante questionário, os resultados foram organizados, analisados, expostos e compilados de modo que se definiu um cenário comum para a análise e a apresentação. Nesse prisma conclusivo, estruturou-se um comparativo entre o contexto pós-pesquisa e o contexto anterior à aplicação desta, alicerçado na fundamentação teórica e relacionado com os objetivos do estudo. Concluiu-se que houve redução dos custos nas empresas analisadas e que o impacto financeiro e contábil nas empresas calçadistas do Vale do Paranhana foi positivo.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Decreto no 3.048, de 06 de maio de 1999. Aprova o Regulamento da Previdência Social e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2013.

______. Decreto no 7.828, de 16 de outubro de 2012. Regulamenta a incidência da contribuição previdenciária sobre a receita devida pelas empresas de que tratam os arts. 7o e 9o da Lei 12.546, de 14 de dezembro de 2011. Disponível em: . Acesso em: 05 mai. 2013.

______. Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943. Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. Disponível em:

lei/del5452.htm>. Acesso em: 04 mai. 2013.

______. Lei no 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Disponível em:

da.htm>. Acesso em: 17 abr. 2013.

______. Lei no 8.036, de 11 de maio de 1990. Dispõe sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2013.

______. Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre a organização da Seguridade Social, institui Plano de Custeio e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2013.

______. Lei no 8.213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2013.

______. Lei no 12.546, de 14 de dezembro de 2011. Institui o Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras e dispõe sobre a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) entre outras providências. Disponível em:

/2011/lei/l12546.htm>. Acesso em: 05 mai. 2013.

______. Lei no 12.715, de 17 de setembro de 2012. Altera a alíquota de contribuições previdenciárias e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 05 mai. 2013.

______. Medida Provisória no 563, de 03 de abril de 2012. Altera a alíquota de contribuições previdenciárias e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 05 mai. 2013.

______. Portaria Interministerial – Ministério da Previdência Social/Ministério da Fazenda no 15, de 10 de janeiro de 2013. Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e dos demais valores constantes do Regulamento da Previdência Social ( RPS). Disponível em:

. Acesso em: 04 mai. 2013.

______. Regulamento do Imposto de Renda – RIR/99. Decreto no 3.000, de 26 de março de 1999. Regulamenta a tributação, fiscalização, arrecadação e administração do imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2013.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS. Pronunciamento Conceitual Básico (R1). Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro. CPC. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2013.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS. Pronunciamento Técnico CPC 30 (R1). Receitas. CPC. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2013.

DEMO, Pedro. Pesquisa e construção de conhecimento. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1996.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

GUIA TRABALHISTA. Instrução para o cálculo da folha de pagamento. PORTAL TRIBUTÁRIO EDITORA, 2013. Disponível em:

guia/folha_pagamento.htm>. Acesso em: 04 mai. 2013.

HACKMANN, Berenice Gonçalves et al (Orgs.) Manual para elaboração e formatação de projetos de pesquisa e de trabalhos de conclusão de curso – TCC. 9. ed. Taquara: FACCAT, 2013.

IUDÍCIBUS, Sérgio de et al. Manual de Contabilidade Societária. São Paulo: Atlas, 2010.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento. São Paulo: Hucitec, 1993.

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Desoneração da folha de pagamentos. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2013.

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES. Mecanismos Inter-Regionais.

BRICS – Agrupamento Brasil-Rússia-Índia-China-África do Sul. Disponível em: .

Acesso em: 24 abr. 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.