Análise das sociedades anônimas gaúchas do setor industrial calçadista em meio à recessão brasileira de 2014-2015

Ramires Dörr Flesch, Roberto Carlos Hahn

Resumo


As crises econômicas têm sido cada vez mais debatidas e estudadas, pois têm impactado consideravelmente a sociedade. Há uma necessidade de se mensurar por meio das Demonstrações Contábeis como as organizações se saem durante esses períodos de dificuldade. Quanto à justificativa da presente pesquisa, o tema possui importância fundamental devido aos efeitos negativos que as crises podem trazer para a sociedade, desde demissões em massa, queda da produção e aumento do desemprego, queda de resultados das empresas, aumento do número de falências, até aumento do nível de pobreza e caos social. Logo, este trabalho faz-se estritamente necessário. O presente artigo possui como objetivo geral analisar o desempenho dos indicadores contábeis e econômicos durante o período de crise. Quanto aos objetivos específicos, busca-se analisar os indicadores econômicos de desemprego, inflação, Produto Interno Bruto e dívida pública. Já quanto aos indicadores contábeis, analisar-se-á indicadores de: liquidez, endividamento, rentabilidade, entre outros. Desta forma, se alcançar-se-ão os resultados propostos. Esta pesquisa é de caráter descritiva, quantitativa e foi desenvolvida por meio de uma pesquisa bibliográfica e documental, na qual foram analisadas as demonstrações contábeis de 8 Sociedades Anônimas gaúchas. Os dados foram tabulados no programa Microsoft Excel. De acordo com os resultados obtidos, pode-se concluir que as S/As industriais calçadistas gaúchas obtiveram resultados consideráveis quanto aos indicadores analisados, mesmo durante o período de degradação e queda da economia.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONIONI, Peter; FLYNN, Sean. Economia para leigos. Rio de Janeiro: Alta Books Editora, 2012.

BELLO, Teresinha da Silva; CONCEIÇÃO, Octavio Augusto Camargo; CONSTANTINO, Rodrigo. Economia do indivíduo, o legado da escola austríaca. São Paulo: Mises Brasil, 2009.

COELHO, Cláudio Ulysses Ferreira, LINS, Luiz dos Santos. Teoria da Contabilidade: Abordagem Contextual, Histórica e Gerencial. São Paulo: Editora Atlas S.A, 2010.

COLLIS, Jill, HUSSEY, Roger. Pesquisa em Administração: Um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2ª edição. Porto Alegre: Bookman, 2005.

DA NÓBREGA, Maílson. O Brasil em transformação. São Paulo: Editora Infinito, 2000.

DA SILVA, Antonio Carlos Ribeiro. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade. São Paulo: Editora Atlas, 2003.

DE IUDÍCIBUS, Sergio. Análise de Balanços. 5ª edição. São Paulo: Editora Atlas, 1993.

_________. Análise de Balanços. 10ª edição. São Paulo: Editora Atlas, 2010.

FERGUSON, Niall. A ascensão do dinheiro, a história financeira do mundo. São Paulo: Planeta, 2009.

FILHO, Armando de Santi, OLINQUEVITCH, José Leônidas. Análise de Balanços para Controle Gerencial. São Paulo: Editora Atlas, 2009.

GALBRAITH, John Kenneth. A economia das fraudes inocentes, verdades para o nosso tempo. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3ª edição. São Paulo: Editora Atlas, 1996.

___________. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª edição. São Paulo: Editora Atlas, 2009.

GONÇALVES, Carlos Alberto, MEIRELLES, Anthero de Moraes. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2004.

IBGE. Contas Nacionais Trimestrais. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2016.

___________. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). Disponível: . Acesso em 12 jul. 2016.

___________. Relatório de índices de Preços ao Consumidor. Disponível em: . Acesso em 12 jul. 2016.

KAHNEMAN, Daniel. RÁPIDO E DEVAGAR, duas formas de pensar. Tradução de Cassio de Arantes Leite. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012.

KISHTAINY, Nial. O LIVRO DA ECONOMIA. São Paulo: Globo Livros, 2012.

LUNELLY, Reinaldo Luiz. Qual a diferença entre EBITDA e EBIT?. Disponível em: . Acesso em: 12 Jul. 2016.

MACIEL, Marco. Liberalismo e justiça social. Brasília: Instituto Tancredo Neves, 1987.

MATARAZZO, Dante Carmine. Análise Financeira de Balanços. 7ª edição. São Paulo: Editora Atlas, 2010.

MARCOUSÉ, Ian. O livro dos negócios. São Paulo: Editora Globo, 2014.

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Relatório de Crescimento Trimestral do PIB. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2016.

OLIVEIRA, Luis de Carvalho. A evolução técnica e as crises econômicas. São Paulo: Livros Horizontes, 1971.

RASMUSSEN, Uwe Waldemar. A desmistificação das Teorias Econômicas. São Paulo: Editora Saraiva, 2006.

RIBEIRO, Osni Moura. Estrutura e Análise de Balanços Fácil. 7ª edição. São Paulo: Editora Saraiva, 2004.

TESOURO NACIONAL. Relatório Mensal de Dívida Pública Federal. Disponível em: . Acesso em 12 jul. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.