Estratégias utilizadas pelas cooperativas de crédito para o aumento das sobras líquidas

Vanessa Raquel Klein, Jorge Maldaner

Resumo


Diferentemente de uma instituição financeira tradicional que tem por objetivo o lucro, as instituições financeiras cooperativas, através de seus princípios e valores, têm o objetivo de oferecer uma melhoria na qualidade de vida de seus associados. Por ser considerada uma empresa diferente das demais instituições financeiras, as sociedades cooperativas fazem suas apurações com ingressos e dispêndios, resultando em sobras ou perdas. No final de cada exercício, após as reservas legais e outras decididas e aprovadas na Assembleia Geral Ordinária, os excedentes são distribuídos entre os usuários, de acordo com a movimentação financeira de cada um. Nesse sentido, o presente estudo tem por objetivo identificar e analisar as estratégias utilizadas pelas Cooperativas de Crédito para o aumento das sobras líquidas, buscando ainda conceituar as sociedades cooperativas, sua origem, princípios e valores. Para a realização desta análise, utilizou-se de um estudo de caso múltiplo, além de uma pesquisa bibliográfica e descritiva, de abordagem qualitativa, através do uso de um questionário, contendo seis questões abertas, aplicado aos diretores das Cooperativas de Crédito selecionadas. O resultado da pesquisa indica que apesar de terem ou não estratégias para o aumento das sobras, as cooperativas devem ser financeiramente viáveis, indicando assim que conseguem atender aos associados proporcionando uma remuneração no capital social e se manter no mercado.

Texto completo:

PDF

Referências


ALIANÇA COOPERATIVA INTERNACIONAL. Disponível em: . Acesso em: 09 mar. 2015.

ALIANÇA COOPERATIVA INTERNACIONAL. Princípios. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2015.

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2015.

BRASIL. Lei da Política Nacional de Cooperativismo – Lei nº 5.764/71, de 16 de dezembro de 1971. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 16 dez. 1971.

CRÚZIO, Helnon de Oliveira. Como organizar e administrar uma cooperativa: uma alternativa para o desemprego. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

FONTANA, Elaine. Trajetória dos 25 anos de cooperação e desenvolvimento da Sicredi Altos da Serra RS/SC. Porto Alegre: Sescoop/RS, 2013.

FRAGA, Marcelo Loyola. Metodologia para elaboração de trabalhos científicos. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Estudo de caso: fundamentação científica – subsídios para coleta e análise de dados – como redigir o relatório. São Paulo: Atlas, 2009.

MARTINS, Rosana Maria; CAMPOS, Valéria Cristina. Guia prático para pesquisa científica. Rondonópolis: Unir, 2003.

MAURER JÚNIOR, Theodoro Henrique. O Cooperativismo: uma economia humana. São Paulo: Imprensa Metodista, 1966.

MEINEN, Ênio; PORT, Márcio. Cooperativismo Financeiro: percurso histórico, perspectivas e desafios. Brasília: Confebras, 2014.

MIGLIAVACCA, Maria Helena Xavier; BONAFÉ, Marilene De Carli. Unicred Vale das Antas/RS: 25 anos de história. Porto Alegre: Sescoop/RS, 2014.

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Planejamento estratégico: conceitos, metodologia e práticas. 26. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. Tratado de Metodologia Científica: projetos de pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. 2. ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.

ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS – GO. Os ramos do cooperativismo. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2015.

PARÉ, Abel Moreira. Intercooperação: a formação de redes flexíveis como estratégia competitiva inteligente. Porto Alegre: Sescoop/RS, 2010.

PORTAL DO COOPERATIVISMO DE CRÉDITO. Cenário brasileiro. Disponível em: . Acesso em: 18 de abr. 2015.

PORTAL DO COOPERATIVISMO DE CRÉDITO. Dados Consolidados dos Sistemas Cooperativos. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2015.

SANTOS, Ariovaldo dos; GOUVEIA, Fernando Henrique Câmara; VIEIRA, Patrícia dos Santos. Contabilidade das sociedades cooperativas: aspectos gerais e prestações de contas. São Paulo: Atlas, 2008.

SICOOB ECOCREDI. Publicações Contábeis. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2015.

SICREDI. Relatórios. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2015.

SICREDI. Relatórios. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2015.

VASCONCELOS FILHO, Paulo de; PAGNONCELLI, Dernizo. Construindo estratégias para competir no Século XXI. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

VIEIRA, Arlete Cândido Monteiro. Cooperativismo de trabalho: alternativa de geração de trabalho e renda. 2005. 133f. Dissertação (Mestrado em Gestão e Desenvolvimento Regional do Departamento de Economia, Contabilidade e Administração) – ECA, Universidade de Taubaté, Taubaté, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.