Impacto da rotatividade de funcionários nos restaurantes da cidade de Gramado – RS

Karen Cristiane Lubenow, Paulo Eduardo Rosselli Wünsch

Resumo


Na cidade de Gramado/RS, verifica-se grande fluxo de turistas que vem em busca das magníficas atrações da cidade e do bom atendimento dos estabelecimentos comerciais, porém os empresários do ramo gastronômico estão enfrentando dificuldades em manter completo seu quadro de funcionários. Partindo desta premissa, busca-se através deste estudo demonstrar qual o impacto causado pela rotatividade de funcionários na gestão operacional, financeira e nos resultados dos restaurantes da cidade de Gramado/RS. Através de uma pesquisa descritiva de abordagem quantitativa, realizada mediante questionários aplicados, na sua maioria pessoalmente nos estabelecimentos, durante o mês de junho de 2014, coletaram-se dados de 44 restaurantes de Gramado/RS. Este estudo possibilitou demonstrar que a rotatividade nos restaurantes de Gramado/RS apresenta um índice bastante representativo, no qual se pode identificar um elevado custo extra para os estabelecimentos com mão de obra e capacitação. No entanto, este valor financeiro não foi possível mensurar devido à falta de controle por parte dos responsáveis. Outro fator observado é o de que há dificuldades em manter o nível de qualidade esperado no atendimento aos clientes, impactando, assim, no resultado da empresa.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações adotadas pelas Emendas

constitucionais nos 1/1992 a 76/2013, pelo Decreto legislativo no 186/2008 e pelas Emendas constitucionais de revisão nos 1 a 6/1994. – 40. ed. com índice – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2013.

CARDOSO, Mauricio Farias; CARDOSO, Janice de Freitas; SANTOS, Simone Rodrigues dos. O impacto da Rotatividade e do Absenteísmo de pessoal sobre o custo dos produtos: Um estudo em uma indústria gaúcha. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, ISSN 2238-5320, UNEB, Salvador, v. 3, n. 1, p. 107-121 jan/abr., 2013.

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos humanos: o capital humano das organizações.8.ed. São Paulo. Atlas, 2008.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3 ed. Rio de Janeiro. Elseriun, 2010.

COLLIS, Jil; HUSSEY, Roger. Pesquisa em Administração: um guia prático para alunos de Graduação e pós-graduação. 2.ed. Porto Alegre. Bookman, 2005.

DUTRA, Joel Souza. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIL, Antonio Carlos. Gestão de Pessoas: enfoque nos papéis profissionais. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

JORNAL NH. Gramado é escolhida como o melhor destino de inverno do Brasil. Disponível em: < http://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2014/09/vida/turismo/87409-

gramado-e-escolhido-o-melhor-destino-de-inverno-do-brasil.html >. Acesso em: 31 out. 2014.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MARRAS, Jean Pierre. Administração de recursos humanos: do operacional a estratégico. 3. Ed. São Paulo: Futura, 2000.

MARQUES, José Roberto. Desenvolvimento humano e realização profissional. Disponível em: Acesso em: 25 jul. 2014.

MENDONÇA, Marina Nunes. A caracterização da Rotatividade dos Funcionários: o caso da casa Mendonça Restaurante e Grill. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2014.

MERCES, Clayton Teles das. Está difícil encontrar o profissional certo? Disponível em : Acesso em: 25 abr. 2014.

MOTTA, Fernando Claudio Prestes; VASCONCELOS, Isabella Gouveia de Vasconcelos. Teoria Geral da Administração. 3.ed. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

PASCOAL, Luiz. Gestão de Pessoas: Nas Micros, Pequenas e Médias Empresas. 1. Ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2006.

PONTES, Benedito Rodrigues. Planejamento, recrutamento e seleção de pessoal. 5.ed. São Paulo: LTr, 2008

POMI, Rugenio Maria. A importância de Gestão de Turnover. Entrevista concedida ao RH.COM. Disponível em: Acesso em: 23 jul. 2014.

RIBEIRO, Antonio de Lima. Gestão de Pessoas. 1.ed. São Paulo: Saraiva, 2005. ROBBINS, Stephen P.. Comportamento Organizacional. 11. ed. São Paulo: Pearson

Education do Brasil, 2005. ( tradução técnica Reynaldo Marcondes)

ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de Estágio e de Pesquisa em Administração. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

ROSARIO, Cecilia Camargo. Rotatividade de Pessoal. 2006. Disponível em: Acesso em: 23 jul. 2014.

SCHWITZER, Eliane. A Relação entre a Motivação e a Rotatividade de Funcionários em uma empresa. Disponível em: Acesso em: 30 mar. 2014.

TINOCO, João Eduardo Prudêncio. Gestão de Recursos Humanos: Uma Abordagem Contábil no contexto da gestão do Conhecimento. Disponível em: Acesso em: 26 abr.2014.

TOLEDO, Flavio de; MILIONI, B. Dicionário de recursos humanos. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1986.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.