Inventário Rotativo

Aline Cassiana Lamb, Oscar Luiz da Silveira Scherer

Resumo


Os inventários gerais são muito utilizados pelas empresas para manter o controle e a organização de seus estoques e, além disso, buscar a melhoria contínua, outras aderiram às facilidades do inventário rotativo. Com o intuito de verificar a sua importância, analisar os benefícios, descrever os seus procedimentos e suas vantagens, realizou-se uma pesquisa bibliográfica exploratória de abordagem qualitativa, com coleta de dados por levantamento (survey) de uma amostra de 15 profissionais de diferentes áreas, dentro de uma mesma indústria da cidade de Igrejinha. Esse estudo foi delineado através de um roteiro de entrevistas composto por treze questões objetivas de múltipla escolha e duas questões subjetivas, disponibilizado impresso aos respondentes. Constatou-se que o inventário rotativo auxilia as empresas na realização do inventário geral, além de reduzir custos, influenciar na organização dos estoques e garantir maior confiabilidade nos processos de contagens de materiais. Conclui-se que a realização do inventário rotativo concomitantemente com o inventário geral, traz benefícios e vantagens para a organização que o faz.

Texto completo:

PDF

Referências


ARNOLD, J.R. Tony. Administração de Materiais. 1 ed. São Paulo, SP: Atlas, 1999.

ASSAF NETO, Alexandre. Estrutura e Análise de Balanços: um enfoque econômico-financeiro. 7 ed. São Paulo, SP: Atlas, 2002.

BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimento. 4a. ed. Porto Alegre, RS: Bookman, 2001.

BERTAGLIA, Paulo Roberto. Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento. São Paulo, SP: Saraiva, 2003.

BOWERSOX, Donald J., CLOSS. David J. Logística empresarial: o processo de integração da cadeia de suprimentos. São Paulo, SP: Atlas, 2001.

CAMARGO, Camila. Análise de investimentos e demonstrativos financeiros. 20 ed. Curitiba, PR. Ibpex, 2007.

CASTIGLIONE, José Antonio de Mattos. Logística Operacional: Guia Prático. 2 ed. São Paulo, SP: Érica, 2009.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Amado; DA SILVA, Roberto. Metodologia Científica. São Paulo, SP: Pearson Prentice Hall, 2007.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração para não administradores: a gestão de negócios ao alcance de todos. 2ed. Barueri, SP. Manole, 2011.

COLLIS, Jil; HUSSEY, Roger. Pesquisa em administração: Um guia prático para alunos de graduação e pós graduação. 2 ed. Porto alegre, RS: Brokman, 2005.

CORBARI, Ely Célia; MATTOS, Marinei Abreu; FREITAG, Viviane da Costa. Contabilidade societária. Curitiba, PR: Ibpex, 2011.

DIAS, Marco Aurélio P. Administração de Materiais, uma abordagem logística. 4 ed. São Paulo, SP: Atlas, 1993.

_____, Marco Aurélio P. Administração de Materiais. 5 ed. São Paulo, SP: Atlas, 2006.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo, SP: Atlas, 2002.

LOURES, Rodrigo Costa da Rocha; SCHLEMM, Marcos Mueller (Organizadores). Inovação em ambientes organizacionais: teorias, reflexões e práticas. Curitiba, PR: Ibpex, 2006.

MARTINS, Petrônio Garcia; LAUGENI, Fernando Piero. Administração da Produção. São Paulo, SP: Saraiva, 2003.

MARTINS, Petrônio Garcia. Administração de Materiais e recursos patrimoniais. 2 ed. São Paulo, SP: Saraiva, 2006.

MARTINS, Petronio Garcia; ALT, Paulo Renato Campos. Administração de materiais e recursos patrimoniais. 3 ed. São Paulo, SP: Saraiva, 2009.

MATZ, Adolph; CURRY, Othel J; FRANK, George W. Contabilidade de custos. São Paulo, SP: Atlas, 1976.

MENEZES, Thiago Morais.; GUIMARAES, Marcelo Giovani; SELLITTO, Miguel Afonso. Medição de indicadores logísticos em duas operações de montagem abastecidas por cadeias de suprimentos. Revista Produção Online, v. 8, n.1, 2008. Disponível em http://producaoonline.org.br/rpo/article/view/26. Acesso em: 25 de fevereiro de 2014.

MOREIRA, Daniel A. Administração da Produção e Operações. São Paulo, SP: Pioneira, 2002.

PADOVEZE, Clóvis Luis. Sistemas de Informações Contábeis. 5.ed. São Paulo, SP: Atlas, 2007.

POZO, Hamilton. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais. 3 ed. São Paulo, SP: Atlas, 2004.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do Trabalho Científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo, RS: Feevale, 2009.

RIR 99, Tributação das Pessoas Jurídicas. 1999. Disponível em: . Acesso em 02 nov. 2014. SANTOS, Gerson dos. Administração Patrimonial. Florianópolis, SC: Papa-Livro, 1997.

SCHIER, Carlos Ubiratan da Costa. Custos Industriais. 20 ed. Curitiba, PR: Ibpex, 2005.

_______, Carlos Ubiratan da Costa. Gestão de custos. Curitiba, PR: Ibpex, 2006.

SOBRAL, Filipe; PECI, Alketa. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro. São Paulo, SP: Pearson Prentice Hall, 2008.

TUBINO, Dalvio Ferrari. Planejamento e Controle da produção: Teoria e prática. 2 ed. São Paulo, SP: Atlas, 2009.

VERTES, Alexandre. Iniciação a dupla contabilidade geral. Novo Hamburgo, RS: Otomit, 1991.

VIANA, João José. Administração de materiais: um enfoque prático. 1. Ed. São Paulo, SP: Atlas, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.