INDICADORES GERENCIAIS PARA GESTÃO ESTRATÉGICADE UMA FACTORING

Tamara Ramona Kern, José Eduardo Zdanowicz

Resumo


As tomadas de decisões gerenciais devem ser realizadas com segurança, por meio de informações consistentes, precisas e de qualidade no momento desejado. Com a evolução da Tecnologia da Informação (TI), foram desenvolvidas ferramentas como o BI (Business Intelligence), que auxiliam os gestores nos processos decisórios. O convívio profissional da acadêmica junto ao setor econômico-financeiro de uma factoring, na cidade de Taquara-RS, despertou o interesse em pesquisar os indicadores necessários para dispor de uma correta, segura e objetiva interpretação dos resultados. O artigo tem por objetivo propor um conjunto de indicadores gerenciais e estratégicos para avaliar seus resultados. A metodologia utilizada contemplou um estudo de caso único, com pesquisa bibliográfica e descritiva, de natureza qualitativa e amostra não probabilística, com a qual foi possível pesquisar grande variedade de técnicas. O instrumento de coleta de dados foi o modelo de entrevista com um questionário aberto composto por 10 questões. Os resultados apontam que a empresa não utiliza os indicadores econômico-financeiros do mercado e segmento. O artigo visa relacionar um conjunto de indicadores gerenciais e estratégicos para que os gestores possam auferir, de forma correta, prática e segura os resultados obtidos, maximizando, assim, sua rentabilidade e mitigando a inadimplência. Por fim, conclui-se que o estudo de caso em questão foi relevante, sugerindo, por meio de uma proposta de implementação, via ferramenta BI, um conjunto de indicadores gerenciais estratégicos, facilitando, desse modo, as análises para a tomada de decisões, fornecendo rentabilidade e solidez em uma Factoring.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Humberto Pereira de. Factoring e o cheque. Opus Editora Ltda, 2004.

ASSAF NETO, Alexandre. Estrutura e Análises de Balanços. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

BANCO CENTRAL DO BRASIL. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2018.

BARBIERI, Carlos. BI- Business Intelligence – Modelagem & tecnologia. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2001.

BARTH, Nelson Lerner. Inadimplência: Construção de Modelos de Previsão. São Paulo: Nobel, 2004.

BENEDICTO, Gideon Carvalho de; PADOVEZE, Clóvis Luís. Análise das Demonstrações Financeiras. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

BLATT, Adriano. Análises de Balanços. São Paulo: Makron Books Ltda, 2001.

BRAGA, Fabiane; GOMES, Elisabeth. Inteligência Competitiva. 2. ed. Rio de Janeiro: Elseiver, 2004.

BRAGHITTONI, Ronaldo. Business Intelligence: Implementar do Jeito Certo e a custo zero. São Paulo: Casa do Código, 2017.

CASTRO NETO, José Luís de; SÉRGIO, Renata Sena Gomes. Análise de Risco e Crédito. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2009.

DALFOVO, Oscar; TAMBORLIN, Norberto. Business Intelligence. 1. ed. Blumenau: Clube dos Autores, 2010.

GIL, Antonio Carlos. Estudo de Caso. São Paulo: Atlas, 2009.

JUNG, Carlos Fernando. Metodologia para Pesquisa & Desenvolvimento. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil Editora, 2004.

KANITZ, Stephen Charles. Como prever falências de empresas. Revista Exame, São Paulo, dez. 1974.

LEITE, Luiz Lemos. Factoring no Brasil. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

LEME FILHO, Trajano. Business Intelligence no Microsoft Excel. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2001.

LIMEIRA, André Luis Fernandes; SILVA, Carlos Alberto dos Santos; VIEIRA, Carlos; SILVA, Raimundo Nonato Souza. Gestão Contábil financeira. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do Trabalho Científico. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MARION, José Carlos. Análise das Demonstrações Contábeis. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MARTINS, Rosana Maria; CAMPOS, Valéria Cristina. Guia prático para pesquisa científica. Rondonópolis: Unir, 2003.

MATARAZZO, Dante Carmine. Análise Financeira de Balanços. Abordagem Gerencial. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MATIAS, Alberto Borges. Finanças Corporativas de Curto Prazo. Volume: 1. São Paulo: Atlas, 2007.

OLIVEIRA, Silvio Luiz de. Tratado de Metodologia Científica: projetos de pesquisas, TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. 2. ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.

PRIMAK, Fábio Vinícius. Decisões com B.I. Business Intelligence. São Paulo: Ciência Moderna, 2008.

RIBEIRO, Osni Moura. Estrutura e Análise de Balanços.6. ed. São Paulo: Saraiva, 2002.

RIZZARDO, Arnaldo. Factoring. 2. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2000.

ROSS, Stephan A; WESTERFIELD, Randolph W; JORDAN, Bradford D. Tradução Andrea Maria Accioly Fonseca Minardi; revisão técnica Antonio Zoratto Sanvincente. Princípios de Administração Financeira. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

SILVA, Antonio Carlos Ribeiro da. Metodologia da Pesquisa Aplicada à Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2003.

______, José Pereira da. Análise Financeiras das Empresas. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

SOUZA, Ailson Fernando de; FARIA, Anderson de Oliveira; NASCIMENTO, Marcia Souza; YOSHITAKE, Mariano. Análise Financeira das Demonstrações Contábeis na Prática. São Paulo: Trevisan Editora, 2015.

TRACY, John A. MBA Compacto: Finanças. 5. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

WÜRCH, Adolpho Walter; WÜRCH, Odair Gonçalves. Análise das Demonstrações Contábeis. São Leopoldo. Ed. Unisinos, 2012.

ZDANOWICZ, José Eduardo. Finanças Aplicadas para empresas de sucesso. São Paulo: Atlas, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.