Gastos Sociais e Rendas Petrolíferas: O “Desafio da Abundância” no Município de Quissamã / RJ.

Irenice Aparecida Nunes de Sousa Deodato

Resumo


oprocesso de exploração de petróleo na Bacia de Campos alterou sobremaneira a configuração sócio-política-administrativa e econômica da região Norte Fluminense no Estado do Rio de Janeiro, fortemente alinhado ao processo de descentralização que permitiu maior autonomia administrativa e financeira a Estados e Municípios. Dessa forma, o presente artigo, tem como objetivo analisar a composição dos gastos públicos sociais e orçamentários do período de 1999 a 2016 (por considerarmos esse período articulado aos cenários de abundância, estabilidade e queda nas taxas de recebimento dos recursos do petróleo) no município de Quissamã. Os resultados da pesquisa apontam que apesar do município ser altamente dependente dessas rendas, também depende de outras fontes de recursos para dinamizar o seu desenvolvimento socioeconômico, tendo por princípio a equidade e a construção de padrões mais justos de redistribuição de acesso a bens e recursos públicos que visam a mitigação das desigualdades sociais.

o processo de exploração de petróleo na Bacia de Campos alterou sobremaneira a configuração sócio-política-administrativa e econômica da região Norte Fluminense no Estado do Rio de Janeiro, fortemente alinhado ao processo de descentralização que permitiu maior autonomia administrativa e financeira a Estados e Municípios. Dessa forma, o presente artigo, tem como objetivo analisar a composição dos gastos públicos sociais e orçamentários do período de 1999 a 2016 (por considerarmos esse período articulado aos cenários de abundância, estabilidade e queda nas taxas de recebimento dos recursos do petróleo) no município de Quissamã. Os resultados da pesquisa apontam que apesar do município ser altamente dependente dessas rendas, também depende de outras fontes de recursos para dinamizar o seu desenvolvimento socioeconômico, tendo por princípio a equidade e a construção de padrões mais justos de redistribuição de acesso a bens e recursos públicos que visam a mitigação das desigualdades sociais.


Referências


ARRETCHE, Marta T.S.; VAZQUEZ, D. Descentralização, instituições políticas e autonomia: padrões de gasto dos governos locais no Brasil. In: Congress of the Latin American Studies Association. Rio de Janeiro, jun. 2009.

BARBOSA, Décio H. (coord.). Guia dos Royalties do Petróleo e do Gás Natural. Rio de Janeiro: ANP, 2001. 156 p.

CÂNDIDO JUNIOR, José Oswaldo. Os gastos públicos no Brasil são produtivos? IPEA - planejamento e políticas públicas | n. 23 | jun 2001, p. 233-260.

FERNANDES, Joseane de Souza, TAVARES, Denise Cunha, CAMPOS, Mauro Macedo. Mobilidade populacional e as novas espacialidades urbanas: municípios da OMPETRO, Rio de Janeiro ( 2000-2010). Revista EURE. Chile: Santiago, PUC. V.41, N. 123 Mayo 2015, pp 53-80.

GIVISIEZ, Gustavo Henrique Naves, OLIVEIRA, Elzira Lúcia. A pobreza e a riqueza nas cidades do petróleo. In: PIQUET, Rosélia & SERRA, Rodrigo. Petróleo e Região no Brasil: o desafio da abundância. Rio de Janeiro:Garamond, 2007, p. 139-168

MENDES. Constantino Cronemberger. Gastos Públicos, Desigualdades Regionais e Arranjos Federativos.

PIQUET,R. Petróleo e Desenvolvimento regional no Brasil. In: Monié. F. e Binsztok, Jacob

( orgs) Geografia e Geopolítica do Petróleo. Rio de Janeiro: Mauad X, 2012.

_______. TAVARES, Érica, MONTEIRO, João. Perfil do emprego nos setores açucareiro e petrolífero do Norte Fluminense no período de 1970 a 2000. Revista Paranaense de Desenvolvimento, n. 132; v.38 abr/jun 2017. Pág. 131-148.

REZENDE, F. C. Descentralização, Gastos Públicos e Preferências Alocativas dos Governos Locais no Brasil (1980-1994). Dados. Revista de Ciências Sociais. v. 40, n.3, p. 413-440, 1997

__________.Fatores Políticos e Institucionais nas Teorias Contemporâneas sobre a Expansão dos Gastos Públicos. Revista de Economia Política.v.26, n.2, p. 274-289, 2006.

SILVA, J.C. G.; SANTOLIN, R. S. Gastos Públicos e Crescimento Econômico Recente nos Estados Brasileiros. Revista Economia e Teconologia (RET). v. 8, pp. 19-38, 2012.

SILVA, M.S. Teoria do Federalismo Fiscal: notas sobre as contribuições e Oates, Musgrave, Shah e Ter-Minassian. Nova Economia. v.15, n. 1, p. 117-137, jan-abr, 2005.

SILVA NETO, Romeu. Indústria e desenvolvimento na região Norte Fluminense: crescimento econômico e o problema da extrema heterogeneidade econômico-regional no Estado do Rio de Janeiro. In: CARVALHO, Ailton Mota de; TOTTI, Maria Eugenia Ferreira ( orgs). Formação Histórica e Econômica do Norte Fluminense. Rio de Janeiro : Garamond, 2006.

TEIXEIRA. E.C. O papel das políticas públicas no desenvolvimento local e na Transformação da Realidade. AATR- BA. 2002. Disponível em:< http://www.dhnet.org.br/dados/cursos/aatr2/a_pdf/03_aatr_pp_papel.pdf>. Acesso em: 02 out. 2016.




DOI: https://doi.org/10.26767/coloquio.v16i2.1167

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.