DIVERSIDADE E INCLUSÃO LGBT NAS ORGANIZAÇÕES: UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE TECNOLOGIA DO VALE DOS SINOS/RS, ATRAVÉS DE SEU GRUPO DE ORGULHO LGBT

Aida Souza da Silva, Daniel Luciano Gevehr

Resumo


O presente artigo aborda o tema da diversidade e inclusão LGBT nas organizações, com o objetivo de analisar a diversidade e a inclusão LGBT, em uma empresa de tecnologia, através de seu grupo de Orgulho LGBT. A pesquisa caracteriza-se por um estudo de caso exploratório e bibliográfico. Para a abordagem do problema proposto, utilizou-se o método misto. Pôde-se perceber que as motivações para desenvolver políticas relacionadas à diversidade e inclusão LGBT na organização são baseadas na busca por uma cultura verdadeiramente inclusiva, o que resulta em mais inovação. Ainda há dificuldades para superar a cultura heteronormativa em um país carregado de preconceitos. Internamente, o desafio da empresa está em buscar um engajamento mais expressivo dos gerentes intermediários, tornando-os responsáveis por expandir a cultura de diversidade e inclusão LGBT da organização, através de suas equipes.

Texto completo:

PDF

Referências


AIDS. In: HORNBY, A S. Oxford Advanced Learner’s Dictionary of Current English. 7. ed. New York: Oxford University Press, 2005. p. 32.

BOURKE, Juliet et al. Diversity and inclusion: The reality gap. In: MAY, Julie (Coord.). 2017 Deloitte Global Human Capital Trends: Rewriting the rules for the digital age. p. 107-118. Disponível em: . Acesso em: 13 mar. 2018.

BUTLER, Judith. Performatividad, Precariedad y Políticas Sexuales. AIBR. Revista de Antropología Iberoamericana. Madrid, v. 4, n. 3, p. 321-336, set./dez. 2009.

BUTLER, Judith P. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CEO. In: HORNBY, A S. Oxford Advanced Learner’s Dictionary of Current English. 7. ed. New York: Oxford University Press, 2005. p. 238.

COSTA; Renata Gomes da; SILVEIRA, Clara Maria Holanda; MADEIRA, Maria Zelma de Araújo. Relações de gênero e poder: tecendo caminhos para a desconstrução da subordinação feminina. Disponível em: . Acesso em: 21 abr. 2018.

DELOITTE. Waiter, is that inclusion in my soup? A new recipe to improve business performance. Disponível em: . Acesso em: 17 mar. 2018.

DIAS, Maria Berenice. Homoafetividade e direitos LGBTI. 7. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2016.

EUGENIA. In: FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio da língua portuguesa. 5. ed. Curitiba: Positivo, 2010. p. 890.

FAUSTO-STERLING, Anne. Dualismos em duelo. Cadernos Pagu, Campinas, v. 17/18, p 9-79. 2001.

FLEURY, Maria Tereza Leme. Gerenciando a diversidade cultural: experiências de empresas brasileiras. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 40, n. 3, p. 18-25, jul./set. 2000.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 1: A vontade de saber. 6. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2017.

GOMES, Nilma Lino. Desigualdades e diversidade na educação. Educ. Soc., Campinas, v. 33, n. 120, p. 687-693, jul./set. 2012.

HUNT, Vivian et al. Delivering through Diversity. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2018.

HUNT, Vivian; LAYTON, Dennis; PRINCE, Sara. Diversity Matters. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2018.

INSTITUTO ETHOS. O Compromisso das Empresas com os Direitos Humanos LGBT: Orientações para o Mundo Empresarial em Ações Voltadas a Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. Disponível em: . Acesso em: 01 nov. 2018.

JESUS, Jaqueline Gomes de. Orientações sobre a população transgênero: conceitos e termos. Brasília: Autor, 2012.

LODEN, Marilyn; ROSENER, Judy B. Wokrforce America! Managing employee diversity as a vital resource. Illinois: Business One Irwin, 1991.

SALES, Ricardo Gonçalves de. Políticas de respeito à diversidade sexual no ambiente de trabalho: análise de percepções sobre o papel da comunicação em organizações participantes do Fórum de Empresas e Direitos LGBT. 2017. 134 p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

SANTOS, Marinês Ribeiro dos. Gênero e cultura material: a dimensão política dos artefatos cotidianos. Revista Estudos Feminista, Florianópolis, v. 26, n. 1, p. 1-8, 2016.

SÃO PAULO. Governo do Estado. Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual. Diversidade sexual e cidadania LGBT. São Paulo: SJDC/SP, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.