A TAXA DE SOBREVIVÊNCIA DAS EMPRESAS – OS FATORES DE SUCESSO OU INSUCESSO DO EMPREENDEDOR DO SETOR DE OFICINAS MECÂNICAS

Luana Braatz Vargas Paz, Carine Raquel Backes Dörr

Resumo


O brasileiro é um empreendedor nato, a grande maioria já nasce com algumas habilidades essenciais para tal função: proatividade, boas ideias e vontade de fazer acontecer. Porém, a taxa de sobrevivência das empresas no Brasil é baixa, e o ramo de oficinas mecânicas não é diferente, sendo um dos setores que menos sobrevive no Brasil, apesar de ser promissor. Identificando o potencial de crescimento do setor de oficinas e a alta taxa de mortalidade empresarial deste, buscou-se analisar os fatores que contribuem para que o empreendedor de oficinas mecânicas encerre as atividades de sua empresa. Para melhor desenvolver a pesquisa, que é de abordagem qualitativa, o instrumento utilizado na coleta de dados foi a entrevista semiestruturada, com posterior análise de conteúdo. Frente aos resultados, a principal diferença entre os empreendedores de sucesso e insucesso é a maneira de gerir a empresa. Os empreendedores de sucesso entendem a importância de ter uma boa equipe na prestação de serviços e na gestão administrativa, além de atuar com planejamento. Já os empreendedores que encerraram as atividades de uma empresa, denominados aqui como de insucesso, não creditaram a devida importância à função de administrar, além de atuar sem planejamento.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, Luiz Sérgio; CARNEIRO, Alexandre. Dimensões do mercado de reposição: quem somos, onde estamos e quanto representamos?. Oficina Brasil, São Paulo, 13 abr. 2015. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2017.

ARANTES, Elaine Cristina. Empreendedorismo e Responsabilidade Social. 2. ed. Curitiba: InterSaberes, 2014.

BRANCO, Henrique José Castelo; SCHNEIDER, Elton Ivan. A caminhada empreendedora: a jornada de transformação de sonhos em realidade. 1. ed. Curitiba: InterSaberes, 2012.

DOLABELA, Fernando. O segredo de Luísa. Rio de Janeiro: Sextante, 2008.

DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo na prática: Mitos e verdades do empreendedor de sucesso. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo: Transformando ideias em negócios. 4. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

DÖRR, Carine Raquel Backes. O ambiente empreendedor e o desenvolvimento regional na região do Vale do Paranhana/RS. 2013. Disponível em: . Acesso em: 01 nov. 2017.

DRUCKER, Peter. Desafios Gerenciais para o Século XXI. 1. ed. São Paulo: Cengage Learning, 1999.

FILHO, Edelvino Razzolini. Empreendedorismo: Dicas e planos de negócios para o século XXI. 1. ed. Curitiba: InterSaberes, 2012.

GEM – Global Entrepreneurship Monitor. Empreendedorismo no Brasil 2015. Disponível em:. Acesso em: 04 abr. 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Demografia das empresas: 2014. Rio de Janeiro, 2016.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Rio Grande do Sul: Taquara - frota 2015.Disponívelem:. Acesso em: 06 abr. 2017.

JULIO, Rennan. Como investir no aquecido mercado das oficinas mecânicas. Pequenas Empresas & Grandes Negócios, São Paulo, 05 jan. 2017. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2017.

JUNG, Carlos Fernando. Metodologia para pesquisa e desenvolvimento: Aplicada a novas tecnologias, produtos e processos. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2004.

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Administração para empreendedores: fundamentos da criação e da gestão de novos negócios. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Relatórios Econômicos da OCDE - Brasil - Novembro de 2015 - Resumo em português. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2017.

ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SARKAR, Soumodip. O empreendedor inovador. 1. ed. São Paulo: Elsevier Editora, 2008.

Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Sobrevivência das Empresas no Brasil: RELATÓRIO 2016. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2017.

Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Sobrevivência das Empresas no Brasil: RESUMO / APRESENTAÇÃO 2016. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2017.

Sebrae-SP - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – São Paulo. Reparação de veículos: um negócio promissor - 2015 - Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2017.

Sebrae-SP – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – São Paulo. 10 anos de monitoramento da sobrevivência e mortalidade de empresas. São Paulo, 2008.

SERTEK, Paulo. Empreendedorismo. 1. ed. Curitiba: InterSaberes, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.